Olivicultores da Mantiqueira, entre o Sul de Minas e São Paulo, apostam no potencial do azeite extravirgem

Produção é a maior do país, apesar da quebra na safra deste ano


Grécia, Espanha ou Itália? Nenhum dos três países. A região que está mudando sua paisagem com belas plantações de oliveiras fica nos contrafortes da Mantiqueira, entre o Sul de Minas e São Paulo. Por ali, os olivais não param de se multiplicar. A área plantada já conta com 700 mil pés, e teve acréscimo de 20% frente ao registrado no ano passado. E outras 100 mil oliveiras estão em fase de plantio pelos agricultores que apostam na azeitona e na diferenciada produção do azeite brasileiro. “A expansão é crescente e não vai parar. As oliveiras chegaram para ficar”, afirma o pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais (Epamig) Luiz Fernando de Oliveira Silva, que é um dos coordenadores da extração de azeite no núcleo da instituição de Maria da Fé. Ele calcula que os cerca de 100 produtores da região já processem cerca de  20 mil a 25 mil litros de azeite. A colheita deste ano – já em curso – é estimada em 200 toneladas de azeitonas.

A plantação de azeitonas na Serra da Mantiqueira foi pioneira no país. E Luiz Fernando acredita que a região é a maior produtora de azeites do Brasil. Além das lavouras existentes no relevo montanhoso entre Minas e São Paulo, há iniciativas no Rio Grande do Sul. “Mas eles produzem um pouco menos que a gente e começaram depois”, observa o pesquisador. No total, Luiz Fernando calcula que o processamento de azeite nacional fique em cerca dos 50 mil litros. Além de Minas, São Paulo e Rio Grande do Sul, há algumas regiões com microclimas adequados, como em serras do Espírito Santo. “Tem que ter altitude e frio na medida certa.”

No ano passado, estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indicam que o Brasil importou algo em torno de 72 milhões de litros de azeite. “É a prova de que temos um mercado enorme para explorar”, destaca o pesquisador. Ele observa que os brasileiros ocupam a segunda colocação no ranking de consumo do valorizado óleo extraído da azeitona: perde só para os Estados Unidos, que importam perto de 229 milhões de litros.
O presidente da Associação dos Olivicultores dos Contrafortes da Mantiqueira (Assoolive), Carlos Diniz, que tem lavouras em Consolação, no Sul de Minas, está entre os agricultores que se entusiasmam com o potencial do azeite processado a partir da azeitona colhida na serra. Ele deu início aos seus olivais há quatro anos. No ano passado, teve uma pequena colheita. Neste mês, ele já concluiu o delicado trabalho de retirada das azeitonas dos pés: colheu 800kg, que renderam 80l de azeite. “É tudo muito novo. Ainda temos muitos desafios para superar, mas trabalhamos com produto de alto valor agregado”, observa.

A associação conta com 41 olivicultores – 30 de Minas e 11 de São Paulo. Segundo Diniz, a colheita deste ano deve ser concluída nos próximos 30 dias e tende a ser igual ou um pouco menor que a registrada em 2015. “Questões climáticas afetaram a florada e a frutificação”, afirma. “Vai ser a primeira vez que não teremos expansão frente ao ano anterior”, observa o pesquisador Luiz Fernando de Oliveira. Ele explica que houve menos frio e chuva na época errada.

Hoje, quase a totalidade da produção de azeitonas da Serra da Mantiqueira é voltada para o processamento de azeite, tendo em vista a valorização do produto. O litro é vendido pela média de R$ 140. Mas já há iniciativas para a produção de conservas. Diniz explica que o azeite extravirgem é valorizado por causa da produção limitada e de suas características diferenciadas: “O frescor dele é muito maior”. Segundo Luiz Fernando, enquanto os produtos europeus costumam chegar ao mercado nacional pelo menos um ano após o processamento, o feito no estado pode estar nas mãos do consumidor em poucos dias. A acidez também é das menores, ou seja, das melhores – abaixo de 0,2%. “A baixa acidez tem a ver com o frio, com os cuidados na colheita e com a rapidez para o processamento. São as boas práticas que contam. Aqui, colhemos e em 24 horas já levamos as azeitonas para extração do azeite”, conta Diniz.

PAIXÃO A dentista Zilda Maria Maciel, que cultiva oliveiras junto com sua irmã, Edna, no Sítio Paiol Velho, em Cristina, Sul de Minas, é outra apaixonada com a produção de azeites. Elas deram início à lavoura em 2007. Hoje, têm 750 pés em produção. “E estamos plantando mais 200 pés este ano”, conta. Da colheita de 500kg da atual safra, o processamento rendeu 58 litros de azeite, sendo a maior produtividade das oliveiras da variedade arbequina. “O bom é que tudo o que sai, vende”, afirma.

Zilda está extremamente satisfeita com a atividade e com a qualidade obtida. No ano passado, uma amostra de seu azeite foi enviada para a Espanha e ficou classificada entre as 10 melhores brasileiras, na Feira Internacional do Azeite Extravirgem. Neste ano, a edição da mostra será na Grécia. E a produtora já separou os azeites para enviar. “A experiência é muito boa”, garante.
Marcos Vieira/EM/D.A Press
Os produtores da Mantiqueira vendem seus azeites principalmente para os mercados de Minas e São Paulo. “Todo mundo tá querendo”, afirma Zilda Maciel. E o produto realmente surpreende. A proprietária da Casa Bonomi, em Belo Horizonte, Maria Paula Vieira Bonomi, conta que “descobriu” o azeite da Mantiqueira em um evento em São Paulo. “Fiquei espantada. Não sabia nem que Minas tinha oliveira, ainda mais azeite”, conta, reforçando que aprovou o sabor mais fresco e diferente. “Meus preferidos são os feitos com a arbequina”, diz. Como gosta de ter em seu estabelecimento produtos típicos do estado, correu atrás de produtores. Hoje, oferece as marcas Paiol Velho, Oliq, Maria da Fé, Borrielo e VerdeOliva, em embalagens de 250ml e 500ml. Os preços variam de R$ 38 a R$ 64.

VALORIZAÇÃO Entre os associados da Assoolive há os que investem no cultivo das oliveiras sem agrotóxicos, para a obtenção da certificação de orgânicos. Dos 41, dois já têm o certificado e mais três estão no processo para conquistá-lo. “É mais uma forma de agregar valor”, observa Diniz. Entre os desafios, ele acredita que os maiores estão na implantação das lavouras. “Lidar com as formigas cortadeiras, por exemplo, é muito difícil”, diz. Mas aqueles que conseguem superar os obstáculos podem conseguir sobrepreço de até 30%.

Zilda Maciel diz que está fazendo o azeite da forma mais natural possível, mas ainda não tem o certificado orgânico. “As lavouras são muito novas. Vamos aprendendo a cada safra”, observa. No manejo normal, ela conta com dois funcionários. Na colheita, toda manual, ela contrata mais 10. “É delicada. Tem que ser feita com cuidado, para não magoar os frutos”, explica. A extração do azeite, ela faz na Epamig. Mas pretende adquirir um espremedor artesanal italiano. “Mas tá caro, perto dos R$ 150 mil. O preço praticamente triplicou no último ano. Devemos esperar mais”, conta.

Também já há iniciativas para o aproveitamento dos subprodutos do processamento do azeite. “Já fazemos sabonetes artesanais”, conta Diniz. Ele acredita que é uma cadeia que começa a ser desenvolvida e que tem um potencial muito grande para “gerar novos negócios em seu entorno”.

Lavouras de montanhas

» Custo da muda = de R$ 6 a R$ 12
» Formação da lavoura = um hectare = 416 oliveiras
» Início da produção em escala comercial = 4 anos
» Produtividade = 1kg por árvore (em início de produção) até mais de 25kg por árvore (com mais de 12 anos)
» Variedades mais plantadas = arbequina, koroneiki, arbosana, gráppolo e maria da fé
» Custo para extração do azeite = de 15% a 20% do que é obtido em óleo

Fonte: Estado de Minas

Idosa fica com rosto desfigurado ao ser atacada por cães em Lambari, MG

Caso aconteceu na última sexta-feira em sítio na zona rural.
Mulher não conseguiu fugir e acabou sendo atacada por dois cachorros.



Uma idosa de 65 anos ficou com o rosto desfigurado após ser atacado por dois cães na zona rural de Lambari (MG). O caso aconteceu na manhã desta sexta-feira (26), quando Zumira Teixeira Pereira foi visitar um vizinho em uma casa próxima.

Ao descer por uma estrada, a mulher avistou os cachorros de longe. Ao ver que os animais vinham em direção a ela, a idosa tentou subir em um barranco, mas acabou se desequilibrando e caiu. Foi neste momento que os cães atacaram a senhora.

"Quando vi ela foi uma cena muito desagradável. Ela toda machucada, a face toda deformada. Arrancou toda a cartilagem do rosto, ela vai ter que fazer um implante no rosto. Quebrou o maxilar e a orelha dela ficou pendurada ", disse o produtor rural, José Francisco Ferreira dos Santos, filho da idosa.

O dono do cachorro, que é afilhado da vítima, socorrou a mulher e a levou para o pronto-socorro. Lá, a idosa recebeu os primeiros socorros, mas precisou ser transferida para o Hospital São Sebastião, em Três Corações (MG).

A suspeita do dono dos animais é que os cães atacaram a idosa porque ela segurava um pedaço de pau.

"O porrete que estava na mão dela ele não gosta, pode ter ajudado esse ataque, porque ele não gosta de porrete mesmo. Foi um acidente, porque ele nunca atacou ninguém", disse o cafeicultor Sérgio Egídio Cândido.

Segundo o Hospital São Sebastião, o quadro de saúde dela é estável. O filho dela disse que já fez um boletim de ocorrência. A mulher vai precisar passar por uma cirurgia.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Lei quer punir com multa quem não colaborar no combate ao Aedes

Ela já foi aprovada em 2015 e sancionada no início deste ano em Varginha.
Responsável por lotes ou casas com focos terá 7 dias para resolver.



Uma lei municipal aprovada no final de 2015 e sancionada agora no ínício de 2016 em Varginha(MG) pretende punir com multa donos de imóveis, comerciantes e empresários que não estejam contribuido no combate ao mosquito Aedes aegypti. O responsável por lotes ou casas onde forem encontrados focos do mosquito será notificado e terá sete dias para acabar com o problema.

A multa será aplicada de acordo com a quantidade de focos. Se esse flagrante for em lojas ou indústrias, além da cobrança, o dono ainda poderá perder o alvará de funcionamento. Segundo o vereador que propôs a lei, essa foi uma forma de lembrar os "esquecidinhos" de que o cuidado deve partir de todo mundo.

"A lei vem proteger aquele cidadão que já vem fazendo sua parte, controlando seu domicílio, seu estabelecimento comercial, mas às vezes o seu vizinho não tem feito o que a lei manda, o que a saúde públicada recomenda", disse o vereador Armando Fortunato (PSB).

Segundo o coordenador da Vigilância Epidemiológica, a nova lei dará mais força para a fiscalização.

"Alguns moradores já estão sendo notificados, já estão sendo autuados pela legislação municipal. Mas essa lei vai nos dar mais instrumentos, mais itens para gente fiscalizar", disse José Donizete Souza.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Varginha, a regulamentação da lei para o combate à dengue está em fase final e deverá estará concluída até o final de março.
  •  
Lei pretende multar quem não ajudar a combater o Aedes aegypti em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)Lei pretende multar quem não ajudar a combater o Aedes aegypti em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

PROCURA POR CAMPING DEVE AUMENTAR ESTE ANO EM SÃO TOMÉ DAS LETRAS-MG.


 


Acampar é a arte de pessoas com espirito aventureiro e acampar em São Tomé das Letras é sinônimo de aventura e liberdade.

Pensando nisso, donos de áreas de camping da cidade, tem investido constantemente no aprimoramento dos espaços coletivos, visando proporcionar uma empatia aos visitantes.

Neste ano, a procura por áreas de camping deve aumentar em São Tomé das Letras, isto porque estão programados eventos fora do calendário municpal, como a 1ª edição do STL MUSIC FESTIVAL, que acontece no final do mês de abril (26), um festival de música que vai reunir artistas de renome nacional, entre eles: PONTO DE EQUILÍBRIO e ORIENTE.

Um dos campings que tem investido em mudanças é o Camping Recanto do Piria. Localizado a 5km do centro da cidade, na estrada São Tomé das Letras-Sobradinho, o camping oferece espaço para até 25 barracas.Com diárias à partir de R$20 por pessoa, o camping conta com 4 banheiros independentes, restaurante, lanchonete, piscina e palco livre para shows, além de uma fantástica vista para as montanhas e pôr do sol. A localização do Camping fica próxima da cachoeira da Lua.


Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 99858-7184 (vivo).



Fonte: TV São Tomé das Letras

PM apreende mais de R$ 3 mil em notas falsas em Itajubá

O restante das notas falsas foram localizadas escondidas no guarda-roupa da residência do casal

Nesta quinta-feira (25) foram apreendidas aproximadamente R$ 3,8 mil em notas falsas de dinheiro com um casal em Itajubá. De acordo com a Polícia Militar, eles foram descobertos após comprar laranjas com o dinheiro falso.

O casal comprou em um comércio R$ 15 em laranjas e pagou com uma nota de R$ 100. O comerciante voltou o troco, em seguida percebeu o golpe e acionou a polícia. Com as informações sobre a dupla, eles foram localizados pela PM em uma residência no bairro Santa Rosa.

Durante buscas na casa, foi localizada dentro de uma almofada no guarda-roupa, o restante das notas falsas. O casal prestou depoimento na Polícia Federal em Varginha e foram transferidos para o Presídio de Três Corações.
notas-falsas-itajubá


Cerca de R$ 3 mil em cédulas falsas foram apreendidas – Foto : Luciano Lopes
Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Estado intensifica parceria com municípios para criar Política de Gestão de Resíduos Sólidos

Sedru e Feam apresentaram para os Consórcios Públicos para Gestão de Resíduos o caminho para que os municípios mineiros possam dispor o lixo de forma adequada


A implementação de uma política de gestão de resíduos sólidos no Estado é uma das metas do Governo de Minas Gerais para os próximos anos. O planejamento para criar mecanismos que vão garantir a destinação correta do lixo foi discutido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolita (Sedru), Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) e 16 Consórcios Públicos de Gestão de Resíduos Sólidos, durante reunião realizada nessa quinta-feira (25/2), na Cidade Administrativa.

Como resultado do encontro, ficou acertado que o governo mineiro vai oferecer apoio técnico e administrativo para que os municípios e os Consórcios Públicos possam elaborar seus planos locais e regionais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS). Este auxílio será realizado por meio de capacitações presenciais e/ou por teleconferências, e técnicos vão acompanhar todas as etapas do processo de elaboração dos planos.

O PGIRS é um instrumento de planejamento para a estruturação do setor público na gestão de resíduos sólidos que deve abranger o ciclo que se inicia desde a geração do resíduo, até a disposição final ambientalmente adequada e vai nortear as ações do consórcio no pequeno médio e longo prazos.

O secretário de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana, Tadeu Martins Leite, destaca que a elaboração dos planos é condição necessária para os municípios terem acesso aos recursos da União, destinados à limpeza urbana e ao manejo de resíduos sólidos e que deve contar com a participação da população. “O cidadão é um componente essencial desse processo, não só por conhecer a realidade local, como para promover o envolvimento e a mobilização social para sua implementação”, afirma.

Situação dos Consórcios

De acordo com pesquisa realizada pelos técnicos da Sedru, dos Consórcios criados com finalidade de Gestão de Resíduos, apenas 19% elaboraram um Plano de Gestão de Resíduos que atenda à sua região de abrangência. Por sua vez, 58% das cidades que fazem parte dos consórcios possuem esta ferramenta de planejamento em âmbito municipal. Outro assunto que requer atenção por parte dos gestores públicos é a implantação da coleta seletiva, sendo que 81% dos consórcios não tem este serviço.

Um caso de sucesso

O Consórcio de Desenvolvimento da Área dos Municípios da Microrregião da Mantiqueira (CODAMMA), que é formado por 14 municípios e tem sede na cidade de Barbacena, em menos de dois anos de existência já viabilizou a elaboração dos Planos de Gestão Integrada de Resíduos sólidos para todos os municípios filiados e já estuda a implementação do Plano Regional.

“Esta parceria que está sendo iniciada com o governo de Minas, é fundamental, uma vez que o poder público deve ser o grande apoiador e incentivador desta prática de gestão que é comprovadamente de sucesso e a presença do Estado neste processo vai trazer o conhecimento, que muitas vezes não possuímos em nossos municípios, o que vai servir de alavanca para a realização deste trabalho” explicou o secretário executivo do Codamma, Manoel José Rettore.

Desafio

Em contrapartida, outros consórcios do Estado ainda enfrentam desafios para iniciar as atividades, como é o caso do agrupamento que abrange os municípios de Itaipé, Caraí, Catuji e Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha. Todas as cidades ainda jogam seus resíduos em lixões e nenhum município possui um planejamento para a destinação correta do lixo.

Para o secretário de obras de Itaipé, Antônio Carlos Silva, as prefeituras têm interesse de resolver o problema dos lixões, mas contam com o auxílio do Estado para dar o direcionamento correto. “A reunião foi muito boa para troca de experiências e para que a gente tenha um norte para começar o processo”, disse.

Fonte: Agência Minas

Moradores criam ‘assaltômetro’ para protestar contra violência em Guaxupé

As informações divulgadas no assaltômetro são baseadas no que é divulgado na imprensa

Em Guaxupé, foi criado um site para contar quantas horas o município consegue ficar sem ser assaltado. A atitude de criar o ‘assaltômetro’ foi por causa da onda de roubos que a cidade vêm sofrendo a cidade. O site informa que as informações são baseadas no que é divulgado pela imprensa. A contagem é zerada assim que um novo caso é registrado.
assaltômetro-site-guaxupé


Os alvos dos criminosos em Guaxupé são os pontos comerciais. Conforme a Polícia Militar, dos 27 roubos deste ano, 16 foram em lojas. O envolvimento de menores é o principal motivo para aumento desses delitos.

O comandante da PM de Guaxupé, Valdeci Donizetti de Mattos explicou o envolvimento de menores nesses tipos de crimes. “O aumento do tráfico de drogas na cidade, onde os autores são os menores de idade, na maioria das vezes são apreendidos, mas devido à nossa legislação branda, são colocados em liberdade”, disse.

A polícia divulgou ainda que o número de roubos usando armas de fogo ou facas em Guaxupé cresceram no comparativo de janeiro de 2015 com janeiro de 2016, passando de 6 para 15.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Integrante da quadrilha que assaltou Correios em Itumirim desafiou polícia e vítima

Um dos integrantes da quadrilha que assaltou os Correios de Itumirim foi encontrado com o celular de uma vítima e fez o desafio



Os criminosos estão ficando cada vez mais audaciosos, eles são beneficiados com brechas nas leis, não são presos porque faltam vagas nos presídios e quando vão para a cadeia, recebem benefícios legais que diminuem bastante a pena.

Para se ter uma ideia da audácia dos criminosos, um dos bandidos integrante da quadrilha que foi presa pela Polícia Militar em Itumirim, depois de assaltar a agência dos Correios daquela cidade, foi preso em casa.

Com ele os policiais encontraram um aparelho celular que estava sem o chip. Uma das vítimas do assalto aos Correios identificou o aparelho, já que a PM recuperou tudo que foi roubado. O marginal insistia com a polícia que não teve participação no assalto, um militar chegou até ele e disse que o funcionário dos Correios havia identificado o aparelho celular que havia sido apreendido com ele como sendo seu.

Para a surpresa dos policiais e da própria vítima, o marginal não pensou duas vezes e retrucou: "manda ele apresentar a nota fiscal então". É uma clara inversão de valores.


Fonte: Jornal de Lavras

Luz e telefone ficarão mais baratos, a informação é do Governo Federal

Conta de luz e ligações telefônicas de fixo para celulares do mesmo DDD ficarão mais baratas



Duas boas notícias para os consumidores de todo o país, a primeira é que a conta de luz deixará de ter a cobrança extra a partir de abril, a afirmação foi divulgada na quinta-feira, dia 25 pelo próprio ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga. Segundo ele, a conta passará a ter bandeira verde. A medida deve gerar uma redução de 6 a 6,5 pontos percentuais na tarifas de energia, de acordo com o governo.

O valor da conta pode cair já no mês que vem. De acordo com o ministro, em março passará a vigorar a bandeira amarela, que representa um acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 kW/h consumidos.

Segundo o ministro, o Conselho de Monitoramento do Setor Elétrico decidiu, em reunião extraordinária na quinta-feira, que serão desligadas mais 15 usinas térmicas devido à melhora dos reservatórios das hidrelétricas. Isso deve reduzir os custos para as geradoras de energia.

A outra boa notícia foi que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que as chamadas locais de telefone fixo para celular estão mais baratas em todo o Brasil. A redução no preço varia de 14,95% a 22,35%, dependendo da operadora de origem da chamada. O ato com as novas tarifas foi publicado na sexta-feira, dia 26, no Diário Oficial da União.

Outra mudança que começou a valer é a unificação das tarifas. Dessa forma, quem ligar de um telefone fixo para um celular do mesmo DDD vai pagar valor igual, independente da operadora de destino. De acordo com a Anatel, o barateamento ocorreu porque foram reduzidos os valores de referência para tarifas de remuneração pelo uso da rede de infraestrutura das operadoras de telefonia celular.


Fonte: Jornal de Lavras

ESCOLA DO LEGISLATIVO OFERECE CURSOS GRATUITOS À POPULAÇÃO



Dois cursos a distância oferecidos pela Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais estão disponíveis gratuitamente para a população do estado. Os temas são “Processo Legislativo – Como as leis são feitas?” e “Mobilidade Urbana”.

Os cursos são compostos por atividades de leitura e exploração dos materiais de referência (em vídeos e textos), além de exercícios de múltipla escolha para a verificação dos conhecimentos adquiridos. Será exigida a nota mínima de 60% para aprovação e certificação.

A inscrição poderá ser feita até 13 de abril, pela internet (http://ead.almg.gov.br/moodle). No site será necessário preencher um formulário de cadastramento. Em seguida uma mensagem de confirmação da inscrição será enviada para o e-mail do usuário. Os conteúdos dos cursos permanecerão acessíveis até 20 de abril.

Já os professores, coordenadores e orientadores das escolas que aderiram ao “Parlamento Jovem de Três Corações” poderão participar do curso “Educação para Democracia e o Parlamento”. O curso também será utilizado como processo seletivo dos candidatos para o programa de capacitação “Missão Pedagógica no Parlamento”, desenvolvido pela Câmara dos Deputados, que será realizado no mês de junho, em Brasília.


Fonte:  Câmara Municipal de Três Corações

Doutor Multas: Simulado do Detran: dicas para se dar bem em todas as etapas!



A carteira de motorista é o sonho de muita gente. Para quem deseja se tornar motorista neste ano, reunimos algumas dicas para ajudar você a se dar bem.

Para obter a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o candidato passa por quatro fases: avaliação psicológica, exame físico e mental e exame prático de direção.

Cada uma dessas etapas é fundamental para que o motorista tenha segurança ao assumir o volante em via pública.

A avaliação psicológica





Ao iniciar o processo, o candidato passará primeiro pela avaliação psicológica, que deve ser agendada logo depois de dar abertura no processo em um centro de formação de condutores habilitado pelo Detran de seu Estado. Nesta avaliação, serão feitos uma entrevista e testes psicológicos.

Para esta etapa, a dica é exercitar a mente com palavras cruzadas e muita leitura, pois a avaliação psicológica tem a finalidade de identificar a capacidade de atenção, raciocínio lógico, memória e personalidade.

Exames físicos



Já a segunda etapa, de exame físico, acontece junto ao processo de avaliação psicológica e tem por objetivo verificar as condições de saúde para conduzir um veículo. Esta fase analisa a capacidade visual, força muscular, coordenação motora, pressão arterial, entre outros.

A dica é que o candidato mantenha cuidados básicos com seu corpo, como alimentar-se corretamente e praticar exercícios. Também é importante não mentir sobre uso de óculos e eventuais problemas de visão, pois eles serão detectados pelo profissional e isso pode acarretar em um atraso no processo de habilitação.

Se for considerado apto na avaliação psicológica e no exame de aptidão física e mental de direção, o futuro motorista fará as aulas no Centro de Formação de Condutor e, na sequência, o exame teórico de direção e, por fim, a prova prática.

Exame Teórico





O exame teórico é realizado pelo computador e são abordados conhecimentos em legislação de trânsito, normas de circulação e conduta, infrações, penalidades, noções de primeiros socorros, meio ambiente e convívio social no trânsito. A prova tem tempo máximo de 50 minutos e o candidato deve acertar no mínimo 21 das 30 questões.

Nesta fase, a dica é se preparar: sites de Detrans do Paraná e São Paulo, por exemplo, oferecem simulados de provas teóricas.

Exame Prático





A última etapa é o exame prático. Apesar de temida, pode ficar mais simples se o medo e ansiedade forem trabalhados.

Em primeiro lugar, o futuro condutor precisa estar seguro para transitar com o veículo, além de conseguir fazer uma boa baliza dentro do tempo limite, sem pegar a roda no meio-fio.

Caso não esteja se sentindo pronto, o ideal é não se apressar: se puder, adie o teste e pegue algumas aulas extras, até que tenha conseguido dominar a baliza dentro do tempo e se sinta seguro para então realizar a prova prática.

Além da baliza, é importante prestar atenção na sinalização de manobras e no controle dos pedais para que o carro não apague nas mudanças de marcha em paradas, pois estas são algumas das principais falhas que levam à reprovação de muitos candidatos.

Outra dica, se for possível escolher, é ser um dos primeiros a fazer o teste. O tempo de espera e a reação das pessoas que já fizeram o exame podem causar medo, insegurança e comprometer o desempenho. Para este problema, o ideal é fechar olhos e ouvidos para a ansiedade dos outros candidatos e focar no que foi treinado durante as aulas práticas.

O percurso





Ao entrar no veículo, o futuro motorista deve ficar atento a alguns itens obrigatórios, e, para não esquecer de nada e acabar perdendo pontos, a sugestão é criar uma sequencia na cabeça:

– Antes de dar a partida, é preciso ajustar o banco, os espelhos retrovisores externos e interno e colocar o cinto de segurança. Depois deve-se ligar o motor, soltar o freio de mão, engatar a primeira marcha e dar a seta, sinalizando que vai se mover para a lateral. É necessário, também, observar a via para checar se existe condições de sair de forma segura. Caso estejam passando veículos, pedestres ou ciclistas, por exemplo, é preciso esperar.

A legislação federal de trânsito indica que a baliza deve ser completada em até cinco minutos ou três tentativas dentro desse limite de tempo. Se o automóvel ficar torto e ainda sobrar tempo, não tenha medo de arrumá-lo dentro da vaga. Na hora de sair, é possível dar ré, se necessário, até que o carro fique em boa posição para sair da vaga. O candidato não pode esquecer de ligar a seta, virar o volante e olhar no espelho retrovisor. A sinalização também deve ser usada para entrar e sair do meio fio.

Também é importante prestar atenção nas lombadas e nas valetas. Quando for passar por elas, é necessário reduzir a velocidade e a marcha.

Ao final da prova, será preciso estacionar o veículo no lugar indicado – o que é muito simples: ligue a seta para encostar, pise no freio suavemente e depois na embreagem até que o carro pare, puxe o freio de mão, coloque o veículo em ponto morto e desligue-o.

Seguindo estas dicas, só resta comemorar a aprovação da tão sonhada CNH!

Mas fique atento: após a aprovação, o condutor recebe uma carteira provisória, válida por um ano, quando é expedida a carteira definitiva.

Esclareça suas dúvidas com Doutor Multas:
http://doutormultas.com.br/
doutormultas@doutormultas.com.br
Celular/ WhatsApp: (53) 91467373

Moradores relatam novos tremores de terra em Pouso Alegre, MG

Fato trouxe preocupação, já que abalo já tinha sido confirmado em 2015.
Tremor teria acontecido no bairro Ipiranga e no Centro da cidade.

Moradores voltam a sentir tremores de terra em Pouso Alegre (Foto: Reprodução EPTV)


Moradores de Pouso Alegre (MG) relataram nas redes sociais que sentiram um tremor de terra na tarde desta sexta-feira (26) em alguns pontos da cidade. O fato trouxe preocupação, já que no ano passado, um abalo foi confirmado pelo Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (DF).

O tremor teria ocorrido por volta de 17h. O abalo teria acontecido no bairro Ipiranga e até no Centro de Pouso Alegre. Um forte barulho também foi ouvido pelos moradores.

Em setembro de 2015, um outro tremor foi sentido na cidade. Na época, o observatório da Universidade de Brasília confirmou o abalo e registrou que a magnitude dele foi de 1,8 na Escala Richter. Desta vez, os especialistas do departamento não confirmaram o tremor.
  •  

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura abre inscrições

Serão distribuídos R$ 258 mil para as categorias Conjunto da Obra, Poesia, Ficção e Jovem Escritor Mineiro



Lançado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC) para incentivar a produção literária mineira e brasileira, a 9ª edição Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura está com inscrições abertas entre 1º de março e 29 de abril. O Prêmio distribuirá R$ 258 mil (duzentos e cinqüenta e oito mil reais) para as categorias Conjunto da Obra, Poesia, Ficção e Jovem Escritor Mineiro. Confira o Edital.

Os autores concorrerão a 30 mil reais nas categorias Poesia e Ficção. Já o vencedor na categoria Jovem Escritor Mineiro receberá parcelas de oito mil reais, durante seis meses (totalizando 48 mil reais), para a pesquisa e elaboração de um livro. O homenageado pelo Conjunto da Obra receberá 150 mil reais.

Nas categorias Poesia e Ficção, o Prêmio é aberto a escritores iniciantes e/ou profissionais, maiores de 18 anos, nascidos (ou naturalizados) e residentes em território nacional. Já a categoria Jovem Escritor Mineiro é restrita a pessoas com idade entre 18 e 25 anos, nascidas em Minas Gerais ou residentes no Estado há pelo menos cinco anos. Cada participante pode inscrever apenas uma obra inédita por categoria.

A categoria Homenagem Conjunto da Obra não recebe inscrições, já que uma comissão especialmente designada indica um autor cuja obra seja, em seu conjunto, de inegável qualidade e relevância para a literatura brasileira e que tenha também contribuído de maneira decisiva para novos rumos da produção e/ou crítica literárias brasileiras.

Os interessados devem protocolar suas obras, conforme orientações do Edital, no Suplemento Literário de Minas Gerais, sediado na Avenida João Pinheiro, 342, Belo Horizonte/MG – CEP 30130-180, até 6 de março de 2015, no horário de 10h às 17h, ou enviá-la pelo correio para o endereço acima indicado, valendo a data da postagem feita até o último dia de inscrição.

Prêmio de Literatura

O Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura foi lançado em dezembro de 2007, para promover e divulgar a literatura brasileira, reconhecendo grandes nomes nacionais e abrindo espaço para os jovens escritores mineiros. O prêmio é dividido em quatro categorias: I - Conjunto da Obra (homenagem a um escritor brasileiro em atividade), II - Poesia, III - Ficção e IV - Jovem Escritor Mineiro.

Em 2015, o homenageado na categoria conjunto da obra foi o escritor mineiro Fábio Lucas Gomes. Na categoria Poesia, o vencedor foi o poeta, contista, crítico e ensaísta Marcus Vinícius Teixeira Quiroga Pereira. Na categoria Ficção (conto) o prêmio ficou com o escritor e artista visual Jozias Benedicto de Moraes Neto. Já o prêmio de Jovem Escritor Mineiro foi para Estevão Luís Bertoni Araújo, professor de inglês de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro.

Entre os escritores que já foram homenageados na categoria Conjunto da Obra, estão Ferreira Gullar (2013), Rui Mourão (2012), Affonso Ávila (2011), Silviano Santiago (2010), Luís Fernando Veríssimo (2009), Sérgio Sant’Anna (2008) e Antonio Candido (2007).

Fonte: Agência Minas

BR-459 fica congestionada após batida de frente próximo a Itajubá

Os veículos bateram de frente na BR-459, próximo a Itajubá

Após um acidente entre uma carreta e um caminhão na BR-459, próximo a Itajubá deixou a pista interditada na tarde desta sexta-feira (26). Segundo o Corpo de Bombeiros, os veículos bateram de frente. O condutor do caminhão, de 23 anos, teve ferimentos leves. Ele foi levado para Santa Casa de Itajubá.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal, um congestionamento de aproximadamente cinco quilômetros se formou na pista. A rodovia ficou interrompida até a retirada dos veículos do local.
BR-459-batida-acidente


Foto: Luciano Lopes


Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Inscrições para o Parlamento Jovem na Escola do Legislativo de Varginha vão até semana que vem

Inscrições para o Parlamento Jovem na Escola do Legislativo de Varginha vão até semana que vem. Projeto da Assembleia de Minas é direcionado a estudantes do Ensino Médio e leva participantes para BH.


Foram prorrogadas as inscrições para o Parlamento Jovem 2016, promovido pela Assembleia de Minas em parceria com a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Varginha. Os interessados podem se inscrever até o dia 2 de março, na Câmara, que fica na Praça Governador Benedito Valadares, 11 – Centro. O horário de atendimento é das 8h às 18h.

O programa é voltado para qualquer estudante do Ensino Médio, seja de escola pública ou particular e tem como objetivo promover debates sobre políticas públicas com esses jovens.

O PJ Minas Gerais é um projeto realizado pela Assembleia Legislativa do Estado há 12 anos e acontece pela primeira vez em Varginha, por meio de parceria com a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores.

Neste ano, o tema discutido no PJ Minas é Mobilidade Urbana e durante os encontros semanais os participantes debaterão sobre problemas e soluções relacionados ao assunto.

Aulas na Câmara

Os participantes selecionados para o Parlamento Jovem 2016 participarão de encontros, todas as quintas-feiras, das 15h às 17h, na Câmara de Varginha. Nestes encontros, que começam no dia 3 de março, serão realizadas oficinas, dinâmicas, vídeos, brincadeiras, debates, atividades práticas e muita interação. Os alunos receberão lanche e material didático.

Mais informações sobre o PJ Minas podem ser adquiridas com Robson Almeida, Diretor da Escola do Legislativo: telefone 3219-4757 e e-mail escola.camaravarginha@gmail.com

Fonte: Câmara de Varginha

Remédios do programa Farmácia Popular têm preço afetado pela inflação

Com a redução da parte subsidiada, alguns remédios do programa Farmácia Popular como os de reniti alérgica e osteoporose estão mais caros.




Remédios de Farmácia Popular têm preço afetado pela inflação.

Boa parte dos remédios do programa Farmácia Popular tiveram o valor elevado. Isto aconteceu porque o subsídio, parte que é paga pelo governo, foi reduzida.

Medicamentos usados no tratamento de reniti alérgica e osteoporose estão mais caros. O consumidor que antes pagava R$ 1,50 agora paga R$ 4,40 pelo mesmo remédio. Em alguns caso o reajuste chegou a 193%, como a sinvastatina utilizada no tratamento de colesterol.

De acordo com o Ministério da Saúde quatro medicamentos tiveram o preço renegociado, mas que isso, não implicará em um repasse automático aos consumidores.

Em meio a reajustes, o Governo conseguiu que fraldas geriátricas e anticoncepcionais tivessem seus valores reduzidos. Além deles medicamentos para diabetes, pressão alta e asma ainda são de graça, com a apresentação da receita.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas

53 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE SÃO TOMÉ DAS LETRAS SERÁ COMEMORADO COM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NO DIA 1º DE MARÇO



Na próxima terça-feira, dia 1º de março, a cidade de São Tomé das Letras completa 53 anos de sua emancipação político-administrativa quando deixou de ser distrito da cidade vizinha de Baependi.

Para celebrar esta data, a prefeitura vai oferecer à população, uma programação especial à partir das 9 horas da manhã, na praça Barão de Alfenas.


Confira a ordem da programação:



* HASTEAMENTO DAS BANDEIRAS .

* APRESENTAÇÃO DA FANFARRA .

* APRESENTAÇÃO DE DANÇAS DOS ALUNOS DAS ESCOLAS JOSÉ CRISTIANO ALVES E PORTAL DAS LETRAS.

* APRESENTAÇÃO DE DANÇA DO C.R.A.S.

* APRESENTAÇÃO DE HIP HOP DO C.R.E.A.S .

* AFERIÇÃO DE PRESSÃO ARTERIAL PELA EQUIPE DE SAÚDE.

* EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS TEMÁTICOS DE ALUNOS.




Fonte: Tv São Tomé das Letras

Protestos contra PT voltam com força no dia 13

Organizadores esperam mobilizar a população pelas redes sociais contra governo em mais de 23 estados. Em BH, será montado um palco na Praça da Liberdade



Um ano depois do primeiro protesto de grupos contrários ao governo da presidente Dilma Rousseff, manifestantes se organizam para voltar às ruas daqui a duas semanas, no domingo, dia 13 de março. As convocações nas redes sociais trazem meta ousada de mobilizar 20 milhões de brasileiros e somam protestos em 23 estados e no Distrito Federal, num total de 154 municípios até agora. A informação é do movimento Vem pra rua (VPR), um dos maiores grupos. Com as investigações em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a prisão do marqueteiro do PT, João Santana, a expectativa de organizadores é que os protestos ganhem força em todo o país.

Em 15 de março do ano passado, ocorreram os primeiros atos contra o governo petista pedindo a saída da presidente Dilma. Na época, estimou-se em 1 milhão de brasileiros nas ruas. Mas, diferentemente do início, em 15 de março do ano passado, quando havia preocupação de desvincular o movimento de partidos políticos, desta vez as legendas também entraram no coro e estão conclamando a população a protestar contra o governo. Deputados e senadores foram convidados a discursar nas manifestações.

As convocações na internet pedem o impeachment de Dilma e chamam a população a apoiar o juiz Sérgio Moro, à frente das investigações da Operação Lava-Jato, que investiga desvios na Petrobras. “O juiz Sérgio Moro necessita do nosso apoio para poder continuar colocando os corruptos na cadeia. Dilma, Lula, Cunha e Renan são todos farinha do mesmo saco e vão fazer de tudo para escapar”, diz texto do VPR. Na página do VPR, eles comemoram o crescimento, em uma semana, da lista de cidades com manifestações confirmadas – de 40 para 154, inclusive Lisboa, em Portugal, e Orlando, nos Estados Unidos.

A frase “Se você não for, ela não sai”, do jornalista Reinaldo Azevedo, tem sido usada como mote das manifestações. No ato da Avenida Paulista, em São Paulo, há 1,2 milhão de convidados. Até a última sexta-feira, 72 mil disseram que comparecerão e 25 mil informaram ter interesse. Em Belo Horizonte, os protestos estão marcados para a Praça da Liberdade, às 10h, e para a Praça da Estação, às 14h. No primeiro, a página com maior número de adeptos conta com 2,2 mil confirmados. Já na Praça da Estação, são 1,3 mil confirmações.


O coordenador-geral do movimento Brasil Livre, Ivan Günter, acredita que ao longo de um ano de manifestações foi possível fazer um trabalho de construção do movimento de rua e que já há conquistas. “O Lula está sendo investigado, o marqueteiro do PT foi preso. Estamos conseguindo minar bastante o Partido dos Trabalhadores. Além de atacar ao máximo petistas ao nosso alcance, nosso objetivo é minar as eleições municipais”, afirma.

POLÍTICOS Uma das líderes do VPR em Minas, Kátia Pegos, de 50 anos, explica que um palco será montado na Praça da Liberdade com a finalidade de receber políticos de oposição, sindicalistas e mais interessados em protestar. Até agora, foram convidados o do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, e os deputados Ronaldo Caiado (DEM) e Jair Bolsonaro (PP). “Estamos chamando senadores e deputados federais. Fizemos um palco porque, como somos apartidários, eles não subirão nos carros de som dos movimentos”, afirma Kátia.

Na última quarta-feira, partidos de oposição representados pelo PSDB, DEM, PV, SD e PPS divulgaram nota não apenas de apoio ao movimento contra o Palácio do Planalto. Eles convocaram a população para as manifestações e oficializaram a criação do comitê pró-impeachment. A participação de políticos abriu espaço para a polêmica e tem afastado dos grupos populares integrantes que não concordam com essa proximidade.

Ex-participante ativo das manifestações no ano passado, o advogado Mariel Marra, de 36, disse que a aproximação com legendas políticas levou ao seu afastamento dos protestos. “Quando movimentos iniciaram as manifestações não eram partidárias. As pessoas brigavam para que não houvesse políticos, era pelo povo e para o povo. Agora, estão fechados com partidos e isso para mim é incoerente”, diz. Kátia Pegos afirma que o movimento continua apartidário. “Não é palanque eleitoral. Mas não existe como fazer impeachment sem a participação efetiva dos políticos”, completa.

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB-MG), foi enfático ao falar da participação da legenda. “Decidimos nos engajar no movimento do dia 13. Vamos botar nossa cara e dizer ‘basta’ ao que vem acontecendo no Brasil”, afirmou. Segundo o senador, a oposição, articulada, vai atuar em três frentes: a tentativa de cassação da chapa da presidente Dilma no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as manifestações pró-impeachment e a apresentação de propostas no Congresso, entre elas as que envolvem programas sociais, uma das marcas do atual governo.



MANIFESTAÇÕES EM MINAS
Confira os protestos já marcadas para 13 de março
Belo Horizonte
10h Praça da Liberdade
14h Praça da Estação
Barbacena
» Jardim do Globo
Brasópolis
» Caravana para Itajubá
Cajuri
» Caravana para Viçosa
Campo Florido
» Praça Eteocles Vilela
Coimbra
» Caravana para Viçosa
Congonhas
» Quarteirão Açominas
Governador Valadares
» Praça dos Pioneiros
Ipatinga
» Caravana para Belo Horizonte

Fonte: em.com

Câmara aprova corte do salário da presidente Dilma

De acordo com o texto, os vencimentos caem de R$ 30.934,70 mensais para R$ 27.841,23



A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira, 24, o Projeto de Decreto Legislativo que reduz em 10% os salários da presidente da República, Dilma Rousseff, do vice-presidente, Michel Temer, e de seus ministros. Com o texto aprovado, os salários caem de R$ 30.934,70 mensais para R$ 27.841,23 por mês.

O projeto foi colocado em votação passados quatro meses, a promessa da presidente Dilma Rousseff de reduzir os salários não havia saído do papel. Além disso, dos 3 mil cargos comissionados que o governo cortaria, apenas 528 foram extintos até agora. O Ministério do Planejamento afirmou que a medida está em curso e sendo feita de maneira gradual e que, para esta semana, há previsão de publicação de decretos com redução de aproximadamente mais 140 cargos.

A oposição não poupou a presidente Dilma Rousseff de críticas. "Dilma, nem de graça o Brasil quer você", disse o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG). "Quem achar que o governo está fazendo demagogia que vote contra", rebateu o líder do governo na Casa, deputado José Guimarães (PT-CE).

Anunciada em 2 de outubro do ano passado, durante a reforma ministerial proposta pelo governo, a medida foi encaminhada ao Congresso Nacional sob a forma de uma mensagem presidencial três dias depois.

Trâmite

Na primeira instância pela qual precisava passar, a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, o parecer pela aprovação da medida só foi apresentado pela relatora Simone Morgado (PMDB-PA) em 16 de novembro e aprovado no colegiado no dia 9 de dezembro.

A mensagem presidencial transformou-se, então, em um Projeto de Decreto Legislativo, que precisaria ser apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, colegiado ao qual chegou no dia 15 de dezembro. Na semana seguinte o Congresso entrou em recesso e o relator da CCJ só foi designado no dia 29 de janeiro deste ano. O nome escolhido foi o do deputado Décio Lima (PT-SC) que, procurado pelo Estado, não sabia da indicação.

Cortes

Dos cargos já extintos pelo governo, segundo informações do Ministério do Planejamento, 16 foram na Casa Militar; 24 no Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur); cinco na Fundação Alexandre Gusmão; 74 no Ministério da Justiça; 34 no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; 216 no Ministério do Planejamento; 24 no Ministério do Turismo; 112 na Secretaria de Governo; e 23 na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).


foto: Evaristo Sá/AFP
Informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Abertas Inscrições para Jovem Aprendiz Correios

As inscrições serão gratuitas e ocorrerão somente via Internet, no período compreendido entre os dias 25 de fevereiro e 13 de março.

Estão abertas as inscrições para 3.903 vagas do programa Jovem Aprendiz Correios, para ingresso no cargo de Assistente Administrativo em todos os Estados do país. Do quantitativo de vagas, 5% serão reservadas aos candidatos portadores de deficiência e 20% para os candidatos negros.

O candidato que deseja participar da seleção deve ter entre 15 e 22 anos completos, estar matriculado na escola e cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental.

A seleção será simplificada, realizada por meio da comprovação de requisitos referentes à renda familiar, aprovação escolar, série atual e participação em projetos sociais, a partir de uma pontuação detalhada no edital.
O Jovem Aprendiz terá direito a jornada de aprendizagem de 20 horas semanais, distribuídas em quatro horas diárias; curso de aprendizagem de assistente administrativo; salário de R$ 413,33; vale-transporte e vale-refeição ou alimentação.


Mais informações acesse:
http://www2.correios.com.br/institucional/concursos/correios/lst_concurso.cfm?con_nu=765




Com informações correios.com.br
Jovem Aprendiz Correios 2016 img 2

Primeira reunião do Parlamento Jovem Polo Sul de Minas IV



Na tarde do dia 17 de fevereiro, na Sede da Escola do Legislativo Mário Calvão da Silveira, em São Lourenço, foi realizada a 1ª reunião do Polo Sul de Minas IV representada pelas cidades: Carvalhópolis, Itajubá, Machado, Pouso Alegre e São Lourenço.
Dentre os assuntos abordados na reunião se destacaram: o calendário do PJ 2016; as dúvidas e sugestões a serem levadas no encontro de coordenadores de polo; e como funcionará o PJ sendo 2016 um ano eleitoral.


Com informações e foto: Parlamento Jovem de São Lourenço

Médicos voltam a ser presos na 'Máfia dos Órgãos' em Poços, MG

Justiça determinou a prisão de dois profissionais condenados em 2013.
MP investiga 9 casos de suposta retirada ilegal de órgãos desde ano 2000.



Dois médicos foram presos nesta quinta-feira (25) em Poços de Caldas (MG) suspeitos de integrar a suposta “Máfia dos Órgãos”, como ficaram conhecidas as investigações de nove casos de retirada e transplante irregular de órgãos de pacientes na Santa Casa do município mineiro a partir do ano 2000. Os médicos Cláudio Rogério Carneiro Fernandes e Celso Roberto Frasson Scaffi foram detidos e levados para o Presídio de Poços de Caldas.

Esta é a terceira vez que Cláudio Rogério Carneiro Fernandes é preso. As demais prisões foram por outros casos, como o “Caso Pavesi”. Já Celso Scafi foi preso pela segunda vez.

O pedido de prisão foi expedido pela juíza da 1ª Vara Criminal, Tânia Maria de Azevedo. De acordo com a Justiça, isso só aconteceu porque o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, no último dia 17 de fevereiro, a prisão de réus que já tenham sido condenados em 2ª instância.

Os médicos foram condenados em 2013 pela remoção e suposto tráfico de órgãos e tecidos do pedreiro José Domingos de Carvalho, morto aos 38 anos em abril de 2001 na Santa Casa de Poços de Caldas. Este é um dos nove casos investigados na chamada “Máfia dos Órgãos”. Na época, o filho da vítima disse que acreditava que os médicos tinham "matado para fazer dinheiro".

Segundo a Justiça, os profissionais faziam parte de uma equipe médica que removia órgãos e realizava transplantes de forma irregular. Eles recorreram da sentença e respondiam ao processo em liberdade. O advogado José Arthur Di Spirito Kalil, que representa os médicos, informou que já está tomando as medidas necessárias para reverter essa decisão judicial.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Sindpol/MG inaugura nova subsede Sul de Minas



Na manhã da última segunda-feira (22/02) a comitiva da diretoria do Sindpol/MG se deslocou até a região do circuito das águas, na cidade de São Lourenço, para participar da inauguração solene da nova subsede regional sindical Sul de Minas, que contará, a partir de agora, com uma equipe de profissionais para atendimento direto aos filiados do Sindpol/MG.

A direção local terá à sua disposição convênio com escritório de advocacia para atendimento jurídico qualificado. Contará ainda com funcionário para atendimento e organização administrativo, atendendo diretamente a diretoria regional, muito bem dirigida pelo investigador Márcio Silvia Araújo “Carioca”, diretor regional sindical Sul de Minas, juntamente com ele também o diretor financeiro Everton Vieira, e ainda os respectivos seccionais e suplentes.

Com a palavra o presidente Denilson Martins explanou que essa inauguração vem em boa hora, pois em momentos de crise econômica, política e também dos serviços públicos, é a oportunidade perfeita para inovarmos na atuação e a descentralização administrativa com ênfase na interiorização, foi a aposta que a direção do Sindpol/MG encampou e não há como retroagirmos. Ele agradeceu a garra, lealdade e comprometimento com que toda a diretoria do Sindpol/MG tem se dedicado para o cumprimento das metas estabelecidas no planejamento estratégico aprovado em abril de 2014. É através dessas medidas de fortalecimento na base, que conseguiremos alcançar os projetos de valorização e modernização, que foram pautados por nossa categoria perante o governo e sociedade.

O presidente Denilson Martins falou da importância dessa rede de contatos e relacionamentos, que construímos no interior através da ação sindical, para o bem da Polícia Civil e segurança da população local.

O presidente destacou que a Polícia Civil realmente se caracteriza como polícia cidadã, de ação estratificada, ele fez lembrar as autoridades ali presentes (prefeitos, vice-prefeita, secretários, policiais rodoviários federais, policiais civis e lideranças locais), que a Polícia Civil muito além de investigação criminal, é também um órgão arrecadador, o segundo maior do Estado, ficando atrás apenas da Secretaria da Fazenda; que através do Detran, com IPVA e taxas de serviços, assim como expedições de documentos, transfere para os municípios, onde os veículos são emplacados, 50% de toda carga tributária, gerando uma importante receita para manutenção e custeio dos serviços locais. Lembrou ainda que é também a Polícia Civil que cuida da perícia criminal e de todos os serviços de Medicina Legal, prestado pela dimensão da polícia técnico-científica; e ainda da expedição do documento da cidadania, a carteira de identidade, pois sem ela a população mais carente não pode acessar aos programas sociais do Governo Federal e do Governo Estadual, ou seja, a Polícia Civil é verdadeiramente o órgão importante na promoção de Segurança Pública, arrecadação e inclusão na cidadania.

O presidente Denilson agradeceu a todas as autoridades presentes e se comprometeu, na próxima semana, enviar uma viatura sindical caracterizada para utilização exclusiva da direção sindical Sul de Minas.

Com a palavra o diretor regional Márcio Araújo “Carioca”, agradeceu de forma emocionada ao presidente Denilson Martins e a toda a diretoria do Sindpol/MG pelo cumprimento de mais esse compromisso, e pela demonstração de confiança, responsabilidade delegada aos diretores regionais e seccionais do Sul de Minas “esse benefício, e também importante ferramenta era aguardada pelos policiais da região já há muito tempo”. O dirigente sindical se comprometeu em trabalhar mais, visitar todas as unidades com maior frequência e produzir relatórios periódicos, informando da situação local à direção sindical executiva, para agilizar e otimizar ainda mais as providências necessárias em cada caso. Finalizou suas palavras externando a sua convicção e felicidade de estar fazendo parte de uma equipe comprometida com o bem estar da população, com a Segurança Pública e a promoção de Justiça. E fez o compromisso de enviar, na maior brevidade, o rol de vários convênios e parcerias com as entidades, empresas e organizações oferecendo descontos, serviços e benefícios para os nossos filiados em estabelecimentos da região, e que só aguardavam a inauguração dessa subsede para serem efetivados.

É o Sindpol/MG crescendo e se fortalecendo cada vez mais na capital e no interior



Fonte: Sindpol/MG

Termina dia 29 o prazo para inscrições do concurso da Indústria de Material Bélico do Brasil

Termina na próxima segunda-feira (29) o prazo para o concurso público da Indústria de Material Bélico do Brasil. As provas serão aplicadas no dia 27 de março.
imbel


Na próxima segunda-feira, 29 de fevereiro termina o prazo para inscrições do Concurso da Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel). Elas são realizadas pelo site da empresa organizadora do editalwww.cetroconcursos.org.br.

As taxas que têm valores relacionados à vaga pretendida e são de R$ 28,50; R$ 38,50; ou R$ 53,50, que devem ter o pagamento efetuado também nesta etapa.

As provas que acontecerão no dia 27 de março serão realizas em Brasília – DF, Itajubá – MG, Juiz de Fora – MG, Magé – RJ, Rio de Janeiro – RJ e Piquete – SP.

A classificação terá a validade de dois anos, podendo ser prorrogada por igual tempo.

O objetivo do concurso é a formação de cadastro reserva para as seguintes funções: Ajudante Geral; Auxiliar de Laboratório; Auxiliar de Serviços Gerais; Bombeiro; Brigadista; Guarda de Segurança Patrimonial; Motorista; Fundidor; Galvanizador; Inspetor de Qualidade; Operador de Caldeira; Operador de Produção Especializado; Operador de Utilidades Industriais; Preparador de Máquinas; Caldeireiro; Eletricista de Manutenção; Encanador Industrial; Instrumentista; Mecânico de Manutenção; Pintor Industrial; Soldador; Afiador de Ferramentas; Ajustador; Ferramenteiro; Fresador; Torneiro Retificador; Desenhista/ Projetista; Técnico em Controle de Qualidade, Eletricidade, Eletrônica, Instrumentação, Mecatrônica, Metalurgia, Materiais, Metrologia, Química, Mecânica, Radiologia e Enfermagem do Trabalho; Auxiliar Técnico Administrativo; Assistente Administrativo; Técnico de Informática e em Segurança do Trabalho; Analista Administrativo; Analista Contábil; Analista de Recursos Humanos; Analista de Sistemas; Administrador; Contador; Supervisor de Tecnologia Da Informação; Advogado; Engenheiro de Controle de Qualidade, Meio Ambiente, Produção, Segurança do Trabalho, Telecomunicações, Elétrico, Eletrônico, Mecânico, Mecatrônico, Metalúrgico Ou Engenheiro de Materiais e Químico; e Médico do Trabalho.

Que serão distribuídas em Brasília – DF (Sede), na Diretoria Industrial (DRIND), localizada em Piquete – SP e nas Unidades de Produção (UP), situadas em Piquete – SP (Fábrica de Presidente Vargas – FPV), Itajubá – MG (Fábrica de Itajubá – FI), Juiz de Fora – MG )Fábrica de Juiz de Fora – FJF), Magé – RJ (Fábrica da Estrela – FE) e Rio de Janeiro – RJ (Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica – FMCE).

Com jornadas de 20h, 24h, 36h, 40h ou 44 horas semanais, os salários vão de R$ 1.071,97 a R$ 4.480,89.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas