Chuva derruba árvores e causa estragos em cidades do Sul de Minas

Em Varginha, galhos caíram sobre fiação e entortaram poste.
Em Caldas, fornecimento de energia foi interrompido em parte da cidade.




A forte chuva da tarde desta segunda-feira (30) provocou estragos em cidades do Sul de Minas. Em Varginha (MG), uma árvore não resistiu aos ventos e caiu sobre a fiação de um poste, que entortou na rua Doutor Benevenuto Braz Vieira, no Parque Ozanan. A rua precisou ser interditada para que funcionários da Cemig fizessem reparos no local.

Quedas de árvores e destelhamento de casas também foram registradas nos bairros Santa Luiza, Santa Cruz e Campos Elíseos. Segundo a fundação Procafé, choveu pouco mais de 10 milímetros 30 minutos na cidade. Com o tempo fechado, postes de iluminação pública foram acesos ainda durante a tarde.

Árvores caíram em bairros de Varginha (MG) (Foto: Reprodução EPTV)Árvores caíram em bairros de Varginha (MG) (Foto: Reprodução EPTV)




















Já em Caldas (MG), a Polícia Militar informou que além de quedas de árvores e destelhamentos, um muro caiu e um cabo de energia se rompeu e caiu sobre um veículo, o que fez com que o trânsito fosse interrompido no local.

A prefeitura da cidade informou que a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Urbanos registrou a queda de oito árvores em vários pontos da cidade. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 37,2 milímetros nas últimas 24 horas em Caldas, e a rajada de ventos chegou a 61,6 km/h.

Parte da cidade ainda ficou sem energia por conta do rompimento de cabos da rede elétrica. A assessoria da Cemig informou que equipes da companhia já estão na cidade trabalhando para normalizar o fornecimento.

Em Poços de Caldas (MG), a neblina encobriu boa parte da cidade. Segundo o Instituto Somar de Meteorologia, choveu aproximadamente 16 milímetros durante uma hora e os ventos chegaram a 62km/h, derrubando outdoors e parte da cobertura de uma quadra poliesportiva na escola estadual Doutor João Eugênio de Almeida, no bairro Jardim São Paulo.

Segundo a Defesa Civil, parte do telhado de uma casa também foi arrancado no bairro Santa Rita e uma árvore caiu na praça Fausto Delgado, no bairro São Geraldo. Ainda segundo o órgão, ninguém ficou ferido.

Ventos chegaram a 62 km/h em Poços de Caldas (MG). (Foto: Reprodução EPTV)Ventos chegaram a 62 km/h em Poços de Caldas (MG). (Foto: Reprodução EPTV)
Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Ônibus de sacoleiros é assaltado na Fernão Dias em Três Corações, MG

Quatro carros cercaram veículo na estrada e 8 suspeitos renderam vítimas.
Dinheiro e pertences foram roubados de passageiros do Norte de Minas.




Um ônibus de sacoleiros foi assaltado na madrugada desta terça-feira (31) na Rodovia Fernão Dias (BR-381), no trecho de Três Corações (MG). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, quatro carros cercaram o ônibus, que havia saído do Norte de Minas para São Paulo, e cerca de oito criminosos entraram no ônibus e anunciaram assalto.

Eles levaram dinheiro e pertences das vítimas. Havia 42 passageiros na condução. Ainda segundo a PRE, após o assalto eles fugiram pelo sentido contrário da pista, abandonando, logo em seguida, dois veículos. Os automóveis foram apreendidos e levados para o pátio da Polícia Civil.

Até a publicação desta reportagem, ninguém foi preso. A polícia não informou a quantia levada dos passageiros.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV


Ajude a PM a encontrar Beatriz e seu filho



Na segunda-feira dia 30 de maio na cidade de São Lourenço/MG, deslocou até a 276ª Cia PM o solicitante ALECSSANDRO RICARDO, 31 anos, e relatou que sua companheira BEATRIZ PEREIRA DA LUZ, 23 anos, do lar, saiu de casa, localizada à Rua ANGELO DA VEIGA, Nº 275, bairro Santa Terezinha, no dia 29 de maio de 2016, não dizendo para onde iria, levando consigo uma criança de 1 ano de idade, de nome WELINTON PEREIRA RICARDO.

O solicitante relatou ainda que a desaparecida tem problemas de depressão e problemas mentais, e que já foi procurada em hospitais e locais públicos, porém ainda não foi localizada.

Qualquer informação sobre estas pessoas, contatar no nº 3339-3100, sede do 57º BPM.

Autor: P5 do 57 º BPM

PREFEITURA E DEFESA CIVIL DE SÃO LOURENÇO INTERDITAM PASSARELA DO BARREIRO




A prefeitura e a Defesa Civil de São Lourenço interditaram, nessa segunda-feira (30), a passarela sobre o Rio Verde, na rua Sebastião Furtado. Ela está com a estrutura comprometida e passará por reparos.

A estrutura construída para possibilitar a passagem de pedestres entre os bairros João de Deus e Nossa Senhora de Fátima está ficando sem condições de tráfego de pessoas, de acordo com laudo técnico emitido pela Defesa Civil e Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana.


Fonte: ASCOM/PMSL

Feriadão de Corpus Christi registrou 21 mortes nas estradas estaduais mineiras

O número é 31,25% maior do que o mesmo período do ano passado, quando foram registradas 16 mortes em Minas Gerais
Polícia Rodoviária Estadual, com sede em Lavras, não registrou acidentes com morte durante o feriadão. (Foto ilustrativa: Jornal de Lavras)



Durante operação preventiva no feriado de Corpus Christi, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), da Sexta Companhia Independente, com sede em Lavras, constatou um decréscimo de 10% nos registros de acidentes nas rodovias na região. Ainda de acordo com a PRE, o número de vítimas feridas sofreu uma redução de 47%, passando de 17 vítimas no ano passado, em igual período, para 9 este ano.

Já os acidentes de menor gravidade, os que provocam apenas danos materiais, chamados de acidentes sem vítimas, houve um aumento de 125% passando de 4 para 9 registros.

Se na região de abrangência da Sexta Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário, em Lavras, não foram registradas mortes, nas demais rodovias mineiras ocorreram 21 mortes. De 0h de quarta-feira até 23h59 de domingo foram registradas 21 mortes nas rodovias mineiras, as MGs, em 249 acidentes. Se comparado com o mesmo período do ano passado, o número de óbitos aumentou 31,25%. Já a quantidade de feridos caiu de 252, em 2015, para 201 neste ano. Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira pelo comando da Polícia Rodoviária Estadual. O balanço de ocorrências nas rodovias federais ainda será repassado ainda hoje pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Desde o início do feriado, a PRE fez várias ações de fiscalização em rodovias mineiras. Foram realizados 3.218 mil testes de etilômetro (bafômetro), que resultaram na prisão de 47 pessoas por embriaguez ao volante. No período, foram fiscalizados 52.113 mil veículos, sendo que 470 foram removidos. Foram recolhidas 260 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) e 711 motoristas inabilitados foram autuados.



Fonte: Jornal de Lavras

Vou me separar e moro em imóvel locado, o que devo fazer?



Conforme redação do artigo 12 da Lei do Inquilinato (Lei8.245/1991), nos casos de separação do casal, seja separação de fato, divórcio ou dissolução de união estável, “a locação residencial prosseguirá automaticamente com o cônjuge ou companheiro que permanecer no imóvel”.

Todavia, alguns cuidados devem ser tomados especialmente pelo ex-cônjuge ou ex-companheiro que deixar o imóvel e possuir seu nome incluso no contrato na qualidade de locatário.

Em que pese a dicção do artigo 12 da Lei do Inquilinatoprescrever que a locação nos casos de divórcio ou dissolução de união estável seguirá automaticamente com aquele que permanecer residindo no imóvel, o parágrafo primeiro deste artigo prescreve uma formalidade, a qual se não for observada poderá gerar dor de cabeça àquele que sair da residência do casal, o qual poderá ser compelido ao pagamento de alugueres e outros encargos contratuais em atraso que em tese, seriam de responsabilidade daquele que permaneceu no imóvel.

Conforme a redação do parágrafo primeiro do artigo 12 da Lei do Inquilinato, a separação do casal deverá ser comunicada por escrito ao locador e ao fiador do contrato caso essa seja a modalidade de fiança locatícia.

A necessidade de comunicação se dá em primeiro plano, pela obrigatoriedade de notificar o locador da “mudança” de locatário, com abertura da possibilidade do locador exigir novo fiador caso entenda que aquele que consta no contrato não atenderá os fins a que se destina.

A segunda vertente da comunicação se dá pela possibilidade do fiador se exonerar da fiança em razão da mudança do locatário, considerando a hipótese de fiança dada em caráter personalíssimo ao cônjuge que saiu da residência.

Devemos lembrar ainda que a necessidade de comunicação se dá nos casos em que ambos os cônjuges ou companheiros constem como locatários no contrato ou nas hipóteses em que o contrato esteja em nome de apenas um deles e aquele que permanecer no imóvel é justamente o que não figura como locatário no contrato.

Cumpre ainda esclarecer que a jurisprudência vem timidamente reconhecendo a ilegitimidade do cônjuge que deixa o imóvel para figurar no polo passivo de ações em que ocorre a cobrança de alugueres e encargos contratuais decorrentes do inadimplemento por parte daquele que ficou morando na residência do casal.

No entanto, a tese defendida se aplica em situações nas quais o Contrato de Locação não apresenta fiador, sob o entendimento de que a notificação expressa feita ao locador possui a finalidade exclusiva de oportunizar ao proprietário do imóvel a solicitação de nova garantia locatícia, ao passo que, inexistindo fiador no contrato, torna-se inexigível a notificação.

Entretanto, como dito, o entendimento vem sendo aplicado com certa timidez pelos Tribunais, de forma que a recomendação mais correta é a de notificar o locador em qualquer circunstância com a finalidade de evitar constrições e perda patrimonial em decorrência do inadimplemento das obrigações contratuais pelo ex-cônjuge ou ex-companheiro.

Ocorrendo tais perdas patrimoniais pelo pagamento de alugueres e encargos que em regra eram de responsabilidade do ex-cônjuge ou companheiro, restará àquele que foi lesado tão somente o direito de regresso em ação autônoma com a finalidade de obter o ressarcimento de seu prejuízo.

Aproveite para acompanhar o trabalho do autor também pelas redes sociais:

https://www.facebook.com/wdomakoskyadvocacia

https://www.facebook.com/direitointernacionalbraesp




Wagner Luiz Domakosky
Advogado, Consultor Jurídico e Ghost Writer

Veículos brasileiros terão placa do Mercosul a partir de 2017, define Contran



Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial da União, determina que até o fim de 2020 todos os veículos em circulação no Brasil deverão ter placas de identificação no padrão do Mercosul.

O anúncio se dá após alguns adiamentos da decisão, que se arrastou por alguns meses, já que a mudança estava prevista para acontecer em janeiro deste ano.
Como é a nova placa?

A nova placa tem fundo branco com a margem superior azul, contendo ao lado esquerdo o logotipo do Mercosul, ao lado direito a bandeira do Brasil e, ao centro, o nome do país. O desenho é muito parecido com a placa que se vê na União Europeia. As três letras e quatro números invertem de proporção: serão quatro letras e três números, em qualquer ordem - desde que o último caractere seja numérico. Segundo cálculos matemáticos, o modelo atual tem 175 milhões de combinações possíveis; no novo, serão mais de 450 milhões.

Apesar de manter os sete caracteres alfanuméricos, como as chapas de hoje, fornecidos pelo Denatran, as novas precisarão ter a inscrição das palavras "Mercosur Brasil Mercosul". Será o fim da possibilidade de personalização.
Quando muda?

A Resolução 590 do Contran também estabelece um cronograma de transição das placas atuais para as novas: a partir de 1º de janeiro de 2017, as mudanças começam a acontecer em veículos zero km a serem licenciados, em processo de transferência de município ou de propriedade (venda particular) ou se houver necessidade de substituição; todos os veículos em circulação deverão possuir as novas placas até 31 de dezembro de 2020.




Fonte: Uol

Projeto Entre Elas oferece palestra "Carreira e Empreendedorismo no atual cenário econômico"

Evento acontece hoje (31), no auditório da ACIV


Na edição de maio do Projeto Entre Elas, organizado pela Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha (CMEV) e Associação Comercial de Varginha (ACIV), a coach Alessa Medes irá mostrar como é possível tirar proveito da crise econômica e fortalecer a carreira profissional e os negócios.
“Situações adversas podem ser uma mola propulsora para a criatividade. Ao invés de se apavorar diante das perspectivas desanimadoras, é possível se reinventar. Essa é a proposta da palestra”, explica Andreia Mendonça, presidente da CMEV.
A palestra é gratuita e será realizada hoje, 31 de maio, a partir das 19h, no auditório da ACIV (Rua Presidente Antônio Carlos, 303, Centro). As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (35) 3219-3350. O Projeto Entre Elas conta com as parcerias do Sebrae e do Sindvar. 
Por Eliana Sonja

Casacos, capas e ponchos ditam moda em feira de malhas de Jacutinga

Franjas e padronagens étnicas continuam em alta no inverno 2016.
Cidade concentra 30% da produção nacional de malhas de tricô.



As peças estão mais leves e modernas, com franjas, desenhos étnicos e mistura com outros tipos de materiais, mas mantêm a aparência de proteção e sofisticação que garantem o charme do guarda-roupa típico de inverno. Essa é a coleção 2016 que lojistas e fabricantes apresentam, oficialmente, a partir desta quinta-feira (26) no Festival de Malhas de Jacutinga (MG). Na Fest Malhas, casacos, capas e ponchos estão no centro das atenções.
Jacquard étnico rejuvenesceu peças tradicionais, como os casacos; na foto: Janaína Soléo, da Attualità Maglieria, Jacutinga, MG (Foto: Daniela Ayres/ G1)Jacquard étnico rejuvenesceu peças tradicionais,
como os casacos (Foto: Daniela Ayres/ G1)


Há quatro anos, o lançamento de uma série de casaquetos inspirados na estilista francesa, e ícone da história da moda, Coco Chanel tornou-se especialidade da malharia de Janaína Soléo Vidal Corrati. O modelo de casaco acinturado, aliado a fios, texturas e aplicações diferentes, virou sucesso de vendas por se adaptar bem a qualquer época do ano. Agora, ela conta, é a vez dos ponchos conquistarem os clientes.

"Tem tido uma boa aceitação, especialmente com essa coisa étnica. Não estamos tendo o melhor dos invernos [por causa das dificuldades econômicas enfrentadas pelo país], mas está sendo positivo. Conseguimos criar uma boa coleção, mantendo qualidade e um preço acessível. Não temos do que reclamar, não", garante.

Na loja gerenciada por Silene Prado Lucchesi, as roupas masculinas seguem tendências semelhantes. "Sempre apostamos em fios diferenciados, que dão maior conforto, porque essa é uma exigência dos homens. Mas hoje, além do conforto, o homem anda na moda. Então o casaco ou a blusa sempre trazem padronagens legais, com desenhos, listras", mostra. "O azul, o cinza, os tons terrosos são as cores mais procuradas na estação tanto pelos homens quanto pelas mulheres e trouxemos isso para a loja."
No vestuário masculino, padronagens com desenhos e listras e malhas em tons de azul, cinza e terrosos, Jacutinga, MG (Foto: Daniela Ayres/ G1)No vestuário masculino, padronagens com desenhos e listras e malhas em tons de azul, cinza e terrosos
(Foto: Daniela Ayres/ G1)
Franjas continuam
Segundo a estilista Michele Ribeiro da Silva, os trabalhos feitos em malhas de tricô em Jacutinga ganharam uma versão mais despojada neste ano, embora algumas peças tradicionais, como o sobretudo (também conhecido como "trench coat"), ainda estejam presentes nas coleções.
Sucesso na coleção de 2015, franjas continuam em alta nas malhas de tricô de Jacutinga, MG; na foto, Silene Lucchesi, Oficina de Malhas, Jacutinga (Foto: Daniela Ayres/ G1)

"Esses casacos, que são mais quentes, pesados e longos, voltaram para a gente, embora sejam uma surpresa", observa. "Com base no que foi destaque no inverno de Nova York [EUA] e Europa, que são nossas referências em moda, a grande aposta são as peças desconstruídas, mais soltas, largas, sem silhueta marcada, muitas vezes com uma ponta maior. Então temos casacos, ponchos e capas com esses detalhes", explica Michele.


Jacquard e cores variadas
Tons terrosos, que vão do alaranjado ao caramelho, passando pelo ferrugem, ajudam a dar leveza às peças; na foto, Silene Lucchesi, Jacutinga, MG (Foto: Daniela Ayres/ G1)


"Além disso, o jacquard [padrão ou desenho criado por meio do entrelaçamento de fios], que esteve presente na coleção 2015, tornou-se uma tendência mais forte este ano, trazendo os temas étnicos. As franjas também continuam com muita força", aponta a estilista.

Nas cores, a cartela variada reforça nas peças o estilo despojado. "Você tem o branco e o preto, juntos ou separados, o off white, o carmim, o roxo, o castanho e os tons de cinza, nude, azul e terrosos", orienta Michele.

Moda para o ano todo
Dennys Bandeira, presidente da associação local do comércio e indústria (Acija), diz que as roupas produzidas na cidade têm sido cada vez mais pensadas fora da lógica climática.

"A expectativa era que esse ano o inverno viesse mais cedo", observa, lembrando que o frio começou a ser sentido no Sul de Minas poucos dias antes do início da feira e no final do outono. "Com as mudanças no clima, as roupas são pensadas para serem leves. Temos vestidos em tricô e casacos que são feitos com pontos mais largos, que dão essa leveza junto com tranças e os rendados. A moda que as pessoas vão encontrar aqui é a moda para usar o ano inteiro", aposta.
Acima, à esq.: Ana Paula Pieroni fala sobre a Festmalha; abaixo, entrada de Jacutinga; à dir., algumas peças da coleção de inverno da cidade (Foto: Daniela Ayres/ G1)


Com cerca de 22 mil habitantes, Jacutinga é responsável por 30% da produção nacional de malhas e pela geração de 3 mil empregos diretos e indiretos apenas para a temporada de inverno, de acordo com a Acija. São quase 1,2 mil fábricas e 750 lojas produzindo anualmente 30 milhões de peças. Durante a Fest Malhas, que segue até 12 de junho, estima-se que 5 milhões de peças sejam comercializadas, com cerca de 170 mil visitantes.

"Jacutinga dita moda e com a feira a gente vai mostrar que a malha está, não só nas roupas e nos acessórios, mas também na decoração", garante a coordenadora do evento, Ana Paula de Melo Pieroni. "Estamos com 70 estandes e a decoração do pavilhão, como tapetes e bancos, são de malha de tricô. Queremos fazer com que o nosso produto não seja mais sazonal [restrito a uma época do ano]."

Serviço
39ª Fest Malhas de Jacutinga
Quando: até 12 de junho
Onde: Pavilhão central, na Rua Professor Felipe Augusto Wolf, Centro
Horários: de segunda à quinta-feira, das 8h às 19h; sábados, domingos e feriados, das 8h às 20h.
Desfiles: aos sábados, domingos e no feriado.
Entrada franca.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

NOVAS PROVAS DO CONCURSO DO SAAE OCORRERAM SEM INCIDENTES



Foram realizadas, dentro da normalidade, na manhã desse domingo (29), na Escola Estadual Professor Mário Junqueira Ferraz, as novas provas do concurso público do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). De acordo com a comissão fiscalizadora, nenhum incidente foi registrado.

Compareceram, no horário regulamentar, 47 candidatos, que concorreram para os cargos de Analista de Tecnologia da Informação, Técnico em Contabilidade e Técnico em Eletromecânica.


As provas foram reaplicadas devido a possíveis irregularidades detectadas pela comissão fiscalizadora no dia da realização do concurso.

Mais informações sobre essa fase e todas as outras do concurso podem ser obtidas no seguinte link:http://www.reisauditores.com.br/site/index.php…

Fonte: ASCOM/PMSL

Acidente na BR-381, em Carmo da Cachoeira, provoca lentidão no trânsito

Volta para casa do feriado prolongado registrou acidente na região
Foto ilustrativa: Jornal de Lavras



A concessionária Autopista Fernão Dias, que administra a rodovia BR-381 entre São Paulo e Belo Horizonte, divulgou nota sobre a situação em que se encontrava a rodovia no início da tarde deste domingo, dia de voltar para casa depois de um feriado prolongado.

De acordo com a nota da Autopista Fernão Dias, houve lentidão do km 720,7 ao 722,7 em Carmo da Cachoeira devido a um acidente na rodovia, ainda de acordo com a nota, o acidente aconteceu no sentido Lavras a Três Corações. Ainda não foram informados quais os veículos envolvidos e nem se teve vítimas.

Ainda de acordo com a nota da Autopista, na pista Norte, sentido São Paulo Belo Horizonte, o fluxo de veículos segue sem retenção. No sentido contrário, Belo Horizonte São Paulo, além do acidente em Carmo da Cachoeira, houve lentidão do km 43 ao km 58, regiões de Atibaia e Mairiporã (SP), devido ao tráfego intenso. A nota da Concessionária foi divulgada às 12h15.

Fonte: Jornal de Lavras

9ª Edição da Marcha Para Jesus de Baependi



NOTA A IMPRENSA. 

A ASSOCAR e o CEPALB ( Conselho de Pastores ) com o apoio das igrejas evangélicas, realizará  no dia 10 de julho 2016, a 9ª edição da Marcha Para Jesus de Baependi . 
A ideia é celebrar a fé em Jesus Salvador e unir todos os que creem Nele em um evento com orações, palavra de Deus e louvores glorificando a Jesus . 

A concentração será a partir das 9 horas, no portal da cidade, de onde os fiéis caminharam até a praça Central, com ato profético, danças, teatro, louvores e ação social com dezenas de cortes de cabelos gratuitos, almoço beneficente a Casa Lar, stands educativos e brinquedos para a criançada. 

O pastor Jaime Teixeira presidente da ASSOCAR e o Pastor Edvaldo Caires, presidente do Conselho de Pastores afirmam que a Marcha para Jesus é voltada para todos os cristãos, independente de igrejas. "A iniciativa foi dos evangélicos, mas de modo algum é restrito aos evangélicos, o nosso objetivo é carregar em um ato público a todos os que amam o Rei Jesus", explicam. "Vamos adorar Jesus, interceder pela paz, pela família, pelos valores éticos e morais. O Brasil está precisando disso. A Bíblia fala: 'dizei e invocai'. Não podemos virar as costas para Deus se queremos uma cidade e um país abençoado", frisa o pastor Jaime. 
O evento terá suporte da Polícia Militar, Prefeitura Municipal de Baependi através da Secretaria de Governo e da Secretaria de Turismo, da Câmara Municipal, das Igrejas Evangélicas da cidade, da Rádio Web Geração Profética, do Jornal Sul Mineiro e demais meios de imprensa da região. A programação inclui ainda o 9º Congresso dos Evangélicos de Baependi e Região, que será realizado na Igreja CEO, cedida a ASSOCAR E CEPALB nos dias 8 e 9 de julho, com presença do Ministério Apascentar de Louvor de Nova Iguaçu/RJ. 

Venham para Baependi nos dias 8,9 e 10 de julho, você é nosso convidado especial!

Pastor Jaime e Pastor Edvaldo. 
ASSOCAR E CEPALB

Sulmineiro Rubens Donizete garante vaga na Olimpíada do Rio 2016

Ciclista de São Pedro da União vai participar pela 3ª vez das Olimpíadas





O ciclista sulmineiro Rubens Donizete Valeriano, o Rubinho, que compete no Mountain Bike, garantiu uma vaga para a Olimpíada do Rio de Janeiro. A confirmação foi feita na manhã desta sexta-feira (27) pela assessoria da Confederação Brasileira de Ciclismo.

Rubinho, que nasceu em São Pedro da União (MG), passou boa parte da infância em Monte Santo de Minas (MG). Ele também morou e treinou em Guaxupé (MG) e há cerca de 3 anos vive em Poços de Caldas (MG). Esta será a 3ª vez que Rubinho irá participar da Olimpíada.


Com a classificação de Rubinho, o Brasil terá dois atletas na disputa do mountain bike masculino na Rio 2016. O outro competidor é Henrique Avancini. Raiza Goulão conquistou a vaga feminina. Ricardo Pscheidt e Isabella Lacerda são os suplentes da equipe.

Fonte: Globo Esporte.com

Imagens mostram ataque a ônibus com machado em Varginha, MG

Homem que golpeou veículo foi preso ainda neste sábado (28).
Polícia não informou o que teria motivado o ataque; ninguém ficou ferido.





O homem que atacou um ônibus circular a machadadas foi preso neste sábado (28) em Varginha (MG). Uma câmera registrou o momento em que ele atinge os vidros das janelas do veículo. As imagens também mostram quando ele entra em uma casa com o machado na mão, após o ataque.

O coletivo fazia a linha 19, que liga os bairros Sagrado Coração e Imaculada, quando no bairro Jardim das Oliveiras o homem surgiu e golpeou o coletivo. Após o ataque, os passageiros desceram do veículo assustados. O para-brisa foi quebrado e alguns vidros laterais do ônibus ficaram danificados.

Após ser detido pela Polícia Militar, o rapaz foi levado até a Delegacia de Polícia Civil de Varginha, onde pagou fiança e foi liberado. A polícia não informou o que teria motivado o ataque.

Veja imagens acessando: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2016/05/imagens-mostram-ataque-onibus-com-machado-em-varginha-mg.html

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Farmácia é assaltada em São Lourenço



Na quarta-feira dia 25 de maio na cidade de São Lourenço/MG, a PM acionada compareceu no endereço rua Doutor Olavo Gomes Pinto, centro, onde em contato com as vitimas, funcionários de uma farmácia, relataram que por volta das 22:10, adentrou na farmácia, um cidadão trajando blusa de moleton cinza e bermuda e toca preta e empunhando um objeto aparentando ser arma de fogo de cor preta, perguntando pelo dinheiro, em tom ameaçador e apontando o referido objeto.

Que diante disto a vítima mostrou a gaveta do caixa, onde havia aproximadamente a quantia de R$ 800,00, ( oitocentos reais). A outra vítima relatou que o suspeito, ao adentrar na farmácia, estava acompanhado de um outro cidadão, branco, baixo e magro, aparentando ser menor de idade, o qual não estava armado.

Após o roubo os autores evadiram sentido a Ilha Antonio Dutra foi realizado intenso rastreamento e busca de autores, sem êxito, quanto a câmera de segurança da farmácia, a gerente relatou não ter acesso, que estaria disponível as imagens somente no outro dia, foram repassadas dicas de segurança para as vítimas, foi registrado BO encaminhado para DP para demais providências.

Autor: P5 do 57º BPM

Adolescente morre ao cair em cachoeira



Na sexta-feira dia 27 de maio, na cidade de Carvalhos/MG, a PM foi procurada no Destacamento PM, pela testemunha de 67 anos, aposentado, tendo relatado que sua filha, a testemunha de 40 anos, do lar, teria entrado em contato com ele lhe informando que havia ocorrido um acidente no Povoado dos Franceses, zona rural e que necessitavam de uma ambulância e a presença policial no local.

Foi feito contato com o Posto de Saúde solicitando uma ambulância e um médico para que pudessem acompanhar o ocorrido.

Durante o trajeto a PM foi informada detalhadamente que se tratava de uma vítima de queda, na cachoeira da Estiva. Diante da informação e por conhecimento do local, foi realizado contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SAMU 192, devido a possível gravidade, sendo solicitado pelo médico que assim que a PM chegasse ao local lhe informasse maiores detalhes para que fosse encaminhado o socorro adequado.

No local a vítima de 17 anos, estudante, encontrava-se próximo a cachoeira, fora da área do lago, já sem os sinais vitais, constatado pelo médico de plantão.

Testemunhas relataram que o grupo teriam ido até a cachoeira para apanhar flores, que subiram pela estrada vicinal ao lado, chegando à parte mais alta há aproximadamente 70 metros de altura. A mãe da vítima, disse que esta se afastou do grupo e que ao notaram sua falta a chamaram, porém sem resposta, foi quando uma testemunha uma 32 anos, autônomo, conhecedor do local, desceu até a parte baixa da cachoeira e se deparou com a vítima caída.

Foi realizado contato com a Perita da cidade de São Lourenço/MG, que determinou que o corpo fosse encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal).

Foto reprodução Cachoeira da Estiva

Autor: P5 do 57º BPM

Túmulos são violados em São Lourenço



Na sexta-feira dia 27 de maio, na cidade de São Lourenço/MG, a PM foi acionada a comparecer a Heráclito Antônio Moreira, São Lourenço Velho, Cemitério Municipal, onde em contato com o solicitante de 40 anos, operador de serviço funerário, relatou que nesta data ao chegar no referido local constatou que alguém, provavelmente durante a noite, adentrou ao cemitério e violou a sepultura de número 01 da quadra 35, retirando os restos mortais do jazigo, os jogando para fora.

Em continuidade, o autor desconhecido depredou diversos jazigos, a saber: jazigos números 03, 04, 05, 07, 10 e 30, todos da quadra 35. Diante dos fatos foi acionada perícia técnica, que compareceu e efetuou os trabalhos de praxe, sendo confeccionado o devido registro e encaminhado a DEPOL para providências futuras.

Foto: Pouso Alegre Hoje
Autor: P5 do 57º BPM

Minas Gerais tem 1.936 escolas estaduais inscritas na Olimpíada de Língua Portuguesa

Tema da edição deste ano da competição é “O lugar onde vivo”, a ser abordado em quatro categorias do ensino médio e fundamental





A edição deste ano da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro recebeu 3.635 inscrições de escolas públicas mineiras. Dessas, 1.936 são da rede estadual de ensino.

O número de professores da rede estadual de ensino que se inscreveu na competição também foi expressivo. Foram 4.549 educadores inscritos, sendo que o total de inscrições nas categorias foi de 11.130 (o mesmo professor pode se inscrever em uma ou várias categorias, de acordo com as turmas com que trabalha). Os dados são da coordenação da Olimpíada.

A competição é dedicada a professores dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio de escolas públicas brasileiras e tem por objetivo colaborar para a melhoria do ensino da leitura e da escrita.

O tema da edição deste ano da competição é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.

O professor inscrito deverá orientar seus alunos a escrever um texto, em língua portuguesa, original e de autoria exclusiva de cada aluno nas categorias: Poema (dedicado aos alunos do 5º e 6º ano do ensino fundamental), Memórias Literárias (alunos do 7º e 8º ano do ensino fundamental), Crônica (estudantes do 9º ano do ensino fundamental e do 1º ano do ensino médio) e Artigo de Opinião (2º e 3º ano do ensino médio).

A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), este ano está em sua 5ª edição.


Fonte: Agência Minas

Parque Marimbeiro, em Cambuquira, foi revitalizado

Governo investiu mais de meio milhão de reais nas obras de revitalização 





O Parque do Marimbeiro, na cidade de Cambuquira, Sul de Minas, foi recuperado com recursos do Governo do Estado de Minas Gerais ( Codemig ), em maio de 2016.

A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) investiu cerca de R$ 538 mil na reforma.

As intervenções foram a recuperação das instalações elétricas, a restauração da fonte medicinal do Marimbeiro e da sede administrativa. Sanitários, bancos, calçadas e obras de paisagismo também passaram por reparos.

Preservação

O Parque do Marimbeiro fica há dois quilômetros de Cambuquira, tem área de mais de 3,5 mil metros quadrados e recebe cerca de 300 visitantes nos dias úteis e o dobro nos finais de semana.

Uma das atrações mais importantes é o Parque das Águas, uma importante fonte de renda do município. Suas aguas minerais (ferruginosa, alcalina, magnesiana, sulfurosa, gasosa e com lítio), são famosas pelas propriedades medicinais.

História

O nome do parque, "Marimbeiros", corresponde a certo tipo de árvore frondosa, da família do tamarindeiro, que existia no local. Quanto à fonte medicinal do parque, registros indicam que já era conhecida desde o início do Século XVIII. A captação planejada das águas minerais e a classificação ocorreram somente em 1915, pelo chefe de Laboratório de Análises do Estado de Minas, o químico Dr. Alfredo Schaeffer. A fonte com seis bicas possui vazão total de quase 40 mil litros, por dia, de águas alcalino-gasosas e férreas.
Com informações Agência Minas
Fotos: Cambuquira online

Mortes fora do grupo de risco da H1N1 preocupam autoridades de saúde

Gripe H1N1 ainda preocupa autoridades de saúde, mortes de pessoas que não estão incluídos no risco têm aumentado
Foto ilustrativa extraída do site precaução.com



Apesar da campanha de vacinação contra a gripe H1N1, que imunizou o grupo de risco, as autoridades de saúde estão preocupadas com aquelas pessoas que estão fora da faixa de risco, as mortes continuam e o Ministério da Saúde está em alerta.

Em Lavras, por exemplo, antes da campanha, uma pessoa de 51 anos e outra de 33 morreram com suspeita de gripe H1N1, ainda é aguardada a confirmação oficial da Fundação Ezequiel Dias (Funed). Na vizinha cidade de Campo Belo três pessoas também morreram em decorrência da gripe H1N1, todas não faziam parte do grupo de risco, uma das vítimas tinha 16 anos.

Lavras promoveu a campanha de vacinação, ela foi dividida em blocos por falta do medicamento. O imunizante disponibilizado pelo Ministério da Saúde protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B).

Em Lavras foram imunizados 21,6 mil pessoas, todas consideradas do grupo de risco, que são pessoas com mais de 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da área de saúde, gestantes, mulheres que fizeram o parto há até 45 dias, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, indígenas, presidiários, funcionários do sistema prisional, além de adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, que cumprem medida socioeducativa.

As autoridades de saúde fazem um alerta para aquelas pessoas que estiverem fora dos grupos de risco, elas devem ficar atentas aos sinais de gripe grave.



Fonte: Jornal de Lavras

Dois motociclistas que faziam trilha em Minduri caíram de um penhasco e morreram

Tio e sobrinho, um deles se desequilibrou e o outro tentou ajudar, mas os dois caíram do paredão de pedras e morreram no local


Um acidente ocorrido na quinta-feira, dia 26, com jipeiros, matou uma mulher e deixou outras duas pessoas feridas, o acidente aconteceu na Serra da Boa Esperança. Hoje, três dias depois, outro acidente, desta vez com motociclistas que faziam trilha, mas na cidade de Minduri.

Os dois caíram de um penhasco numa estrada rural em Minduri, no local conhecido como Chapada das Perdizes, o acidente foi na tarde de ontem e até às 22h40, os corpos ainda não haviam sido resgatados pelo Corpo de Bombeiros da cidade de São Lourenço devido a dificuldade de acesso.

Tio e sobrinho faziam trilha quando um deles se desequilibrou e o outro tentou ajudar, mas os dois despencaram de uma altura de cerca de 40 metros, eles morreram no local. Outros motociclistas do grupo acionaram a Polícia Militar, que pediu ajuda dos bombeiros de São Lourenço. Os dois são moradores de Minduri.


Uma das vítimas da queda do penhasco em Minduri tinha 11 anos


Foram divulgadas nos primeiros minutos deste domingo, dia 29, as informações complementares sobre o acidente que matou duas pessoas em Minduri, na tarde de ontem. Os corpos foram resgatados por volta de 23h30 de ontem.

As vítimas são Emanuel Menezes Gomes, de 26 anos, e seu sobrinho Heitor Gomes Vilela Alves, ambos estavam fazendo trilha na Chapada das Perdizes e, em dado momento, o garoto caiu. O tio, na tentativa de segurá-lo, também caiu de um penhasco com cerca de 40 metros de altura, os dois morreram na queda.

A Chapada das Perdizes é um local muito procurado por adeptos do esporte radical, em suas paredes rochosas se praticam rapel e escalada, existem trilhas para jipeiros, motociclistas e bicicletas.


Fonte: Jornal de Lavras

Após falir, chefe cria hamburgueria caseira e triplica vendas no Sul de MG

Com receita própria e quantidade limitada por dia, chefe triplica vendas.
Estabelecimento de 30m² foca em boa música e cultura em Poços, MG.




Em um espaço de apenas 30 m², o empresário Felipe Vieira Martins Cobra, de 33 anos, serve entre 120 e 180 lanches feitos com hambúrgueres caseiros por noite em Poços de Caldas (MG) e tem a expectativa de ter o estoque esgotado também no sábado (28), quando é celebrado o Dia do Hambúrguer. Ele montou a hamburgueria após ir à falência com um restaurante de grelhados em pouco menos de 1 ano.

Com um investimento de R$ 35 mil no negócio aberto em agosto de 2014, o chefe Felipe engrossa as estatísticas de faturamento de redes e empresas de fast-food no país, que cresceu pelo menos 6% em 2015 e representa 50% da fatia de mercado do segmento, segundo a Consultoria Especializada em Food Service (ECD). Ele é parte do ‘boom’ das hamburguerias na cidade. Atualmente, Poços de Caldas têm sete hamburguerias, com diferentes estilos e conceitos e que oferecem lanches artesanais, caseiros, até os mais elaborados.

Por fim, foi bom ter falido, porque agora estou feliz e tem dado certo a hamburgueria da forma como eu pensei"
Felipe Cobra
chefe


Com bancos ao redor do balcão e a chapa bem próxima dos clientes, Felipe confessa: “Aprendi na marra, por necessidade de me renovar. Não estava feliz no meu antigo emprego, quando eu era gerente de lan house, e fui trabalhar com churrasco, daí veio meu restaurante, que faliu com menos de 1 ano e eu repensei o modelo de negócios. Por fim, foi bom ter falido, porque agora estou feliz e tem dado certo a hamburgueria da forma como eu pensei”, contou.
Hamburgueria Poços de Caldas (Foto: Jéssica Balbino/G1)Chefe conta como faliu em antiga e abriu hamburgueria em Poços, MG (Foto: Jéssica Balbino/G1)
Em 6 meses, o chefe recuperou o investimento inicial da hamburgueria e em menos de dois anos, triplicou o número de hamburgueres servidos diariamente, passando de 60 para 180. Ele tem duas funcionárias e todos trabalham 7 horas diárias para movimentar o negócio. Ao todo são oferecidas nove variedades de lanches e os que mais saem são os clássicos: x-burguer, x-bacon e x-egg. A receita é própria do chefe, que não cursou gastronomia, mas alia a experiência de trabalho com carnes por quase uma década, aos estudos e pesquisas em hamburguerias mundo afora. A produção é limitada.
Hamburgueria Poços de Caldas (Foto: Jéssica Balbino/G1)Com receita caseira e insumos frescos,
hamburgueres conquista (Foto: Jéssica Balbino/G1)


“Tentamos algo bem conceitual, mas com quantidade limitada e o foco mesmo na carne. Nosso diferencial é o hambúrguer caseiro, artesanal, que começamos a fazer, todos os dias, ainda à tarde, para começarmos a servir às 19h. Temos um estoque compacto e limitado, assim como nosso espaço. O cliente que vem aqui vem pelo atendimento e ela confiança no nosso produto. É tudo feito com muito cuidado, com muito carinho e um lanche demora entre 40 minutos e 1h30 para ficar pronto, então tem que valer a pena. A escassez acaba gerando a maior procura”, comentou.

Os insumos utilizados para fazer os lanches são sempre frescos, segundo o chefe. A carne é moída na hora e dentro da hamburgueria. O queijo mineiro é comprado de um produtor regional e os demais componentes também são comprados no dia. Uma das decisões do chefe é não ter perda de produtos e por isso opta por comprar, diariamente, a quantia necessária para o uso. Os pães também são caseiros e entregues pouco tempo antes dos lanches serem preparados.
Chefe aposta em insumos frescos e caseiros para hamburgueres (Foto: Jéssica Balbino/G1)

Atraídos pelo aconchego e pela boa música

Quem passa pela rua, como o vendedor Marco Antônio Magalhães, é atraído para dentro da hamburgueria por diferentes fatores, entre eles, o ambiente temático, com música, bancos ao redor do balcão e o cheiro. “Eu passo sempre por aqui quando estou trabalhando e hoje eu pensei: é o dia para comer um lanche. Eu ouvi a música e ela também me atraiu, eu amo blues e esse cheirinho daqui também está chegando lá na rua. Entrei e já gostei, é um lugar que traz intimidade”, contou.
Eu ouvi a música e ela também me atraiu, eu amo blues e esse cheirinho daqui também está chegando lá na rua"
Marco Antônio Magalhães
vendedor
Diferente dele, o advogado Hudson Caminha é cliente da hamburgueria desde que ela foi inaugurada. Pelo menos uma vez por semana ele vai ao local. Sentado sempre junto ao balcão, ele faz amizades e leva amigos também para conhecer o espaço e provar o lanche.
Nesta semana, apresentou o hambúrguer com queijo feito na região para Andreson Ramos, que vive na Bolívia.

“Eu sou um grande fã de hamburguerias, já fui em várias no Brasil e também fora dele, aqui eu sempre como o X-Bacon, porque sou um apaixonado. O que me atrai é o ambiente, a proposta de mesclar boa música com a comida e a cerveja, sem usar o conceito dos fast-foods tradicionais”, disse.

Hamburgueria Poços de Caldas (Foto: Jéssica Balbino/G1)Amigos reúnem-se para ouvir música, conhecer pessoas e degustar hamburguer (Foto: Jéssica Balbino/G1)
Ponto para o criador da hamburgueria, que também revela pensar em quais músicas vão compor a trilha sonora do local. “É meio louco, mas eu escolho as músicas de acordo com aquelas que me fazem bem, que me despertam o desejo de trabalhar mais alegre, mais feliz e percebo que isso também agrada os clientes”, comentou.

Já para o amigo dele, que é barista em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, experimentar o hambúrguer mineiro foi uma boa experiência. “Por lá quase não existem hamburguerias e como estou por aqui passeando, gostei bastante da hospitalidade que é oferecida, do jeito despojado, da cerveja e principalmente do lanche, que tem uma carne muito saborosa”, destacou Andreson.

gostei bastante da hospitalidade que é oferecida, do jeito despojado, da cerveja e principalmente do lanche, que tem uma carne muito saborosa"
Andreson Ramos
barista
No entanto, a hamburgueria de Felipe não é a única da cidade a oferecer boa música. Em outros estabelecimentos é possível encontrar prateleiras com livros para leitura no local, além de seleções musicais que agradam ao público tanto quanto o sabor dos hambúrgueres. Em alguns espaços acontecem, por exemplo, reuniões de aniversários e pequenas comemorações.

“Antes eu sempre saia para barzinhos e para comer e agora eu criei o hábito de ir a hamburguerias. São ambientes aconchegantes, a música é muito boa, com rock ´n roll, jazz, blues, as cervejas vendidas são saborosas, as pessoas que frequentam tem bom papo, são sempre ambientes familiares e calorosos. É uma experiência diferente e eu estou adorando que o mercado está em expansão e novas hamburguerias são abertas na cidade”, contou a estudante Laís Mendonça.

Hamburgueria Poços de Caldas (Foto: Jéssica Balbino/G1)Jovens buscam bom ambiente e boa música nas hamburguerias (Foto: Jéssica Balbino/G1)
A origem do hambúrguer e dicas do chefe
Com a filosofia de que não basta comer bem, é preciso harmonizar o sabor com a boa música e a cultura, o chefe Felipe faz questão de dar dicas sobre o preparo, o melhor tipo de carne para fazer o hambúrguer caseiro e também sobre a origem do hambúrguer. Não é difícil encontrá-lo durante o preparo, conversando com os clientes e contando algumas curiosidades e dando receitas.

“Eu gosto de explicar, de dizer como é que se faz e de dar dicas. Por exemplo, ao contrário do que muita gente pensa, o hambúrguer não surgiu nos Estados Unidos, o que os norte-americanos fizeram foi coloca-lo entre duas fatias de pão, a tradição de moer a carne e fazê-la no formato dos hambúrgueres que temos hoje surgiu na Alemanha, em Hamburgo, daí vem também o nome”, contou.

Eu gosto de explicar, de dizer como é que se faz e de dar dicas"
Felipe Cobra
Ainda de acordo com ele, diferentes tipos de carne influenciam também na coloração do hambúrguer e no preparo. “Carnes com maior irrigação sanguínea tendem a ficar mais vermelhas por dentro mesmo quando estão ‘ao ponto’. Quando se usa fraldinha, picanha e etc, que são carnes com alto teor de irrigação o centro do hambúrguer fica bem rosado mesmo quando se diz ‘ao ponto’”, destacou.

Desta forma, ele segue no mercado, mas sabe que por ter criado um modelo de hamburgueria com quantidade limitada por dia, não conseguirá expandir o negócio. “Eu tenho em mente que é um negócio pequeno e que eu posso até ampliar o faturamento, mas não vou ampliar o lucro e corro o risco de perder na qualidade, porque terei que contratar mais pessoas, comprar mais coisas”, disse.

Contudo, vale lembrar que o último levantamento do setor feito pela ECD mostra que as hamburguerias movimentaram R$ 22 milhões em 2014, o que equivale a 50% do total de faturamento das redes de fast-food.
  •  
Hamburgueria Poços de Caldas (Foto: Jéssica Balbino/G1)Autodidata, chefe aposta em receitas caseiras e simples (Foto: Jéssica Balbino/G1)
Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

PROVAS DO CONCURSO DO SAAE SERÃO NO DOMINGO



Serão no domingo (29), com início às 9h, na Escola Estadual Professor Mário Junqueira Ferraz, as provas do concurso público do Serviço Autônomo e Água e Esgoto (Saae). Elas ocorrerão somente para os cargos de Analista de Tecnologia da Informação, Técnico em Contabilidade e Técnico em Eletromecânica.

Elas serão reaplicadas devido a possíveis irregularidades detectadas pela comissão fiscalizadora no dia da realização do concurso.


Mais informações: http://www.reisauditores.com.br/site/index.php…




Fonte: ASCOM/PMSL

Ouseuse irá participar do Creative Cups, evento social organizado nos Estados Unidos pela Adelphi University



A Ouseuse, maior empresa de moda íntima de Juruaia (polo mineiro do setor), foi convidada a participar de um evento social nos Estados Unidos. Trata-se do Creative Cups, idealizado pelo Adelphi NY Breast Cancer Statewide Hotline & Support Program, projeto da Adelphi University que tem como objetivo apoiar portadoras de câncer de mama no estado de Nova Iorque. O Creative Cups é uma exposição e leilão de sutiãs transformados em obras de arte.

“Fiquei imensamente feliz com o convite. Principalmente pela Ouseuse possuir o Projeto Social Amigas do Peito, no qual tenho imenso carinho, e vamos poder contribuir de uma maneira significativa com o projeto da Adelphi University”, comenta Rosana Marques, diretora executiva da Ouseuse.

Para participar do Creative Cups a marca fez uma parceria com seus próprios colaboradores. Os cerca de 80 funcionários foram divididos em cinco grupos que confeccionaram 10 peças no total. A criatividade, colocada à prova, pode ser conferida nos sutiãs que trazem referência aos produtos naturais do Brasil. Materiais como cabaça, fuxicos, parafusos, taquara e coco foram utilizados pelos colaboradores para a confecção dos sutiãs. “As peças estão em finalização e, logo depois, iremos escolher cinco delas para serem enviadas à Adelphi University. Os outros cinco sutiãs serão expostos aqui na Ouseuse”, explica Lúcia Correia, diretora de marketing da empresa.

Creative Cups

O Creative Cups é um evento que tem como objetivo sensibilizar e angariar fundos com as vendas dos sutiãs transformados em obra de arte. Toda a verba arrecadada vai para o Adelphi NY Breast Cancer Statewide Hotline & Support Program, um projeto de apoio a portadoras de câncer de mama do estado de Nova Iorque, idealizado pela Adelphi University. O programa é composto por mais de 100 voluntários, a maioria sobreviventes de câncer de mama, que fornece, gratuitamente, aconselhamento profissional e programas de educação e sensibilização da comunidade.

Adelphi University

Fundada em 1896, a Adelphi University é uma instituição de educação superior em Long Island, no estado de Nova Iorque. Possui 8.300 estudantes e oferece cursos em artes, ciências, humanas, business, educação, enfermagem, cuidado social e psicologia clínica. Os seus programas são ministrados em três diferentes localizações além do Garden City campus (que é o local de ensino principal, localizado próximo de Nova York): Hauppauge Center, Manhattan Center and Hudson Valley Center—in.
Por Eliana Sonja
Foto: Rogério Tonello

Passageira morre e 2 ficam feridos após jipe capotar em serra em MG

Acidente aconteceu na tarde desta quinta-feira em Boa Esperança.
Motorista teria perdido controle e veículo desceu capotando.



Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em um acidente com um jipe na tarde desta quinta-feira (26) na Serra de Boa Esperança (MG). Segundo o Corpo de Bombeiros, o veículo subia a serra, quando o condutor perdeu o controle do veículo e desceu a serra capotando.

Ainda conforme os bombeiros, uma mulher foi arremessada do jipe e foi atingida pelo veículo. As outras vítimas, dois homens, foram socorridas de helicóptero e levados para o Hospital Bom Pastor, em Varginha (MG).

Até a publicação desta reportagem, a identidade da vítima ainda não havia sido divulgada.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Tradição centenária é mantida nas cidades de Caxambu e São Lourenço

Nesta quinta-feira, dia 26 de maio, feriado nacional, a Igreja Católica celebra o Corpus Christi (Corpo de Deus).

A tradição católica tem o costume de enfeitar as ruas com grandes tapetes coloridos que formam desenhos fazendo alusão à figura de Cristo, do pão e do cálice. A tradição da confecção do tapete surgiu em Portugal e veio para o Brasil com os colonizadores. Os desenhos utilizados são variados, mas enfocam principalmente o tema Eucaristia.
No Brasil essa tradição foi ampliada, atingindo inclusive comunidades, bairros e até colégios.
Os fiéis utilizam diversos materiais (pó de serragem, sal, borra de café, tampinhas de garrafas, papéis...) e muita criatividade, movidos pela fé, fazem verdadeiras obras de artes nas ruas. Os tapetes são confeccionados para a passagem, em procissão, do Santíssimo Sacramento (hóstia consagrada, que representa o Corpo de Cristo).


As cidade de Caxambu e São Lourenço, no Sul de Minas, mantêm a centenária tradição de enfeitar as ruas com "tapetes" confeccionados pelos católicos. Um trabalho que enche os olhos de quem passa pelas ruas das cidades. E a cada ano surpreende com muita criatividade e beleza.

Confira algumas fotos.

Fotos: Teresa Sallum Cayat e Prefeitura de São Lourenço