Goiabada, saborosa tradição mineira que conquistou o paladar dos brasileiros há muitas décadas




É só falar em goiabada para lembrar de Minas Gerais. Elaborada a partir da simples combinação de goiaba, açúcar e água, é um doce da fruta dos mais apreciados no país. A goiabada faz ainda mais sucesso quando acompanhada pelo também tradicional queijo Minas. Essa sobremesa artesanal sempre marcou presença de honra nas mesas das famílias mineiras. Já no período colonial, com a facilidade de acesso ao açúcar, o mineiro começou a adaptar técnicas de fazer doces até então nunca utilizados pelos europeus, que raramente tinham este raro produto vindo dos trópicos. 

Com a marca da tradição mineira em doces artesanais que seduzem pelo sabor autêntico temos a Goiabada Cascão Vovô OLavo, o doce é daquelas iguarias com sabor caseiro, superartesanal. Você consegue sentir toda a textura da fruta, um luxo raro nos dias de hoje. Dá para afirmar de boca cheia que é uma das melhores goiabadas do Brasil.

A Goiabada Cascão Vovô Olavo é saborosa, saborosa e cremosa, onde cada pedacinho leva o sabor único da goiabada. A sua produção envolve anos de tradição e foi criada especialmente para garantir o sabor da fruta e aumentar a sua durabilidade.

No café da manhã ou naquele delicioso chá da tarde, a Goiabada Cascão Vovô Olavo cai muito bem com torradas crocantes, bolos e uma excelente broa de fubá, sem contar que fica com um sabor inexplicável quando acompanhada de um saboroso queijo Minas. Além disso, por não conter glúten, é um doce totalmente saudável.



Com certeza  a Goiabada Cascão Vovô Olavo é um doce que tem o verdadeiro sabor da goiaba, deixando sempre aquela vontade de “quero mais”. 

Um pouco da história da Goiabada Cascão Vovô Olavo


Vindo de uma família tradicional em fabricar goiabada cascão de qualidade há mais de 70 anos na região de
 Ponte Nova, MG, cidade referência nacional em produção do doce. A goiabada Nacional passou a se chamar Goiabada Cascão Vovô OLavo em homenagem a dois grandes pioneiros na fabricação de goiabada de qualidade dessa região. Chegando a 3ª geração e o mais importante mantendo a mesma formula 100% natural. 
A rotina em uma fábrica artesanal como a de Vovô Olavo começa de manhã cedo com a colheita das frutas e exige muita dedicação. As goiabas são selecionadas e cuidadosamente lavadas. Manualmente, a polpa é separada da carne e depois, sem as sementes, a fruta é colocada com casca em um grande tacho com água e açúcar. O doce leva de uma hora e meia a duas horas para ficar pronto e precisa ser mexido sem parar durante todo esse tempo. Haja braço! Para cada quilo de goiabada utilizam-se dois quilos de goiaba. Com o tacho à frente e a troca de calor constante com o ambiente, o doceiro acompanha as mudanças no aroma em cada fase do processo. Analisa a coloração, o desmanchar da fruta e o endurecimento da calda que ele conduz até o ponto desejado - mole ou barra.
A retirada no tempo certo e a experiência do doceiro são essenciais à qualidade final. Depois de pronto, o doce é colocado em forminhas de madeira para endurecer no formato retangular quando é de barra, ou em embalagens próprias quanto tem a consistência mole.



Entao, que tal descobrir o sabor e as centenas de combinações deliciosas que pode fazer com a Goiabada Cascão 
 Vovô Olavo ? Além de contribuir para uma alimentação saudável e saborosa, você dificilmente irá se esquecer do seu sabor e sempre vai querer mais! 



Solicite a visita de um representante ou informe-se sobre o ponto de venda mais próximo.

(35) 9188-3881 / 9972-2468




Especificações

Ingredientes: Goiaba e açúcar. Não contém glúten. 274,6kcal por porção (100g.) 


Como conservar?

Manter sempre em local fresco e arejado










Caminhão-tanque capota após motorista perder controle na BR-381

Segundo polícia, motorista foi desviar de carretas e perdeu controle.
Condutor do veículo não ficou ferido; óleo díesel vazou pelo canteiro.



Um caminhão-tanque capotou na manhã deste sábado (30) na BR-381, próximo a São Gonçalo do Sapucaí (MG). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista teria visto carretas saindo de um posto de combustíveis e para não bater com elas, tentou frear, mas acabou perdendo o controle da direção e capotando no canteiro central.

O motorista do caminhão não sofreu ferimentos e passa bem. Com o acidente, parte do óleo díesel que era transportado vazou pelo gramado do canteiro.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Secretaria de Saúde vai capacitar militares do Exército para o controle do Aedes aegypti

Capacitação será regionalizada, visando preparar os militares para atuarem no combate ao mosquito nas residências



O vice-governador e presidente do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, Antônio Andrade, a subsecretária de Vigilância e Proteção à Saúde, Celeste Rodrigues, o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Rodrigo Said e o chefe do Estado Maior da 4ª região do Exército, coronel Ferreira se reuniram, nessa quinta-feira (29/1), na sede do Comando da 4ª região do Exército, em Belo Horizonte, para discutir a participação da entidade nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, febre Chikungunya e Zica Vírus.

Segundo o vice-governador, Antônio Andrade, é momento de firmar parcerias. “Estamos firmando parcerias com todos os órgãos públicos e autoridades para o cumprimento do nosso objetivo. Vencer a guerra contra o mosquito é a nossa principal meta, e o envolvimento de toda a sociedade é fundamental para isso”, afirmou.

O Exército colocou-se à disposição para atuar no combate ao mosquito nos municípios do estado e o apoio será voltado para as ações de prevenção e controle dos focos do vetor, com visitas casa a casa e mobilização da população. De acordo com o coronel Ferreira, “o Exército dará todo o apoio necessário para atender às demandas dos municípios para acabarmos com essa epidemia”..

Após o Carnaval, a SES-MG dará início a uma ação de capacitação regionalizada, que visa preparar os militares para atuarem no combate ao mosquito nas residências. As equipes das Regionais de Saúde da SES-MG serão as responsáveis por essa capacitação do Exército.

Segundo o superintendente de Vigilância Epidemiológica da SES-MG, Rodrigo Said, o fluxo para acionamento do Exército, que foi aprovado nacionalmente, será o seguinte: os municípios encaminham a solicitação à Sala de Comando do Estado que, por sua vez, irá avaliar a situação epidemiológica do município e então acionar a Sala de Comando Nacional para liberação do comando regional. A partir dessa análise da situação epidemiológica, o Estado irá direcionar o apoio do Exército nos locais com maior necessidade.

Ações em andamento

O Governo criou, no final do mês de dezembro, o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, que tem como objetivo fomentar ações para o controle do mosquito Aedes aegypti, diminuindo assim a incidência das doenças no estado.

Em novembro de 2015 foi lançada a campanha "10 Minutos Contra a Dengue" , cujo objetivo é mobilizar a população no controle e enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti.

Até o momento, o Governo de Minas já liberou um total de R$ 66 milhões para os municípios. O objetivo é incentivar a qualificação das atividades de vigilância e controle de endemias transmitidas por vetores e desenvolver ações de redução dos riscos das três doenças.

Mais informações disponíveis em: www.saude.mg.gov.br/dengue

Fonte: Agência Minas

Sindicato divulga horário do comércio durante festividade de Carnaval em Varginha e região

Sindicato divulga o que abre o que fecha no comércio da região





O Sindicato dos Empregados do Comércio de Varginha e Região (Sindcomerciários) informou durante a semana o que abre e o que fecha durante as festividades carnavalescas. Confira programação:
Terça-feira de carnaval não é feriado nacional e é considerado dia normal de trabalho, a não ser que haja leis estaduais ou municipais que estipulem que esse dia será de folga, ou acordo individual ou coletivo feito junto ao sindicato da categoria para a compensação desse dia.
Feriados têm implicação direta nas relações trabalhistas (trabalhadores que trabalham no feriado devem ganhar este dia em dobro) e devem ser estabelecidos por leis federais, estaduais e municipais. Nas localidades em que for decretado feriado no dia de Carnaval os empregados devem ser dispensados do trabalho.

Recesso de Carnaval pode ser definido em Convenções Coletivas.

Para 22 cidades base do SindComerciários de Varginha e Região, nos municípios de Alfenas, Areado, Baependi, Boa Esperança, Cambuquira, Campanha, Campo do Meio, Campos Gerais, Carmo da Cachoeira, Caxambu, Coqueiral, Elói Mendes, Itajubá, Lambari, Machado, Monsenhor Paulo, Paraguaçu, Santana da Vargem, São Gonçalo do Sapucaí, São Lourenço, Três Pontas e Varginha, Não haverá jornada de trabalho no dia 08/02/2016 (Segunda Feira de Carnaval), antecipando-se a comemoração do dia do Comerciário (30.10.2016).

Varginha tem cláusula específica na Convenção sobre compensação no Carnaval 2016

A Convenção Coletiva – CCT 2015 para o Comércio Varejista de Varginha, na cláusula 28ª no parágrafo 7º, dispõe sobre a compensação durante o carnaval de 2016:

– Não haverá jornada de trabalho no dia 08/02/2016 (Segunda Feira de Carnaval), antecipando-se a comemoração do dia do Comerciário (30.10.2016), com a incidência da disposição contida no parágrafo único da Cláusula DIA DO COMERCIÁRIO;

– Não haverá jornada de trabalho no dia 09/02/2016 (Terça Feira de Carnaval), compensando-se, para tanto, 08 (oito) horas extraordinárias, sendo 04 (quatro) dentre aquelas que serão realizadas no período natalino de 2015 e as outras 04 (quatro) relativas à diferença do labor prestado no dia 08.12.2015;

– Não haverá jornada de trabalho no período matutino do dia 10/02/2016 (Quarta Feira de Cinzas), devendo ter início a jornada às 12h00, compensando-se, para tanto, 02 (duas) horas extraordinárias dentre aquelas que serão realizadas no período natalino de 2015.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas

14 pessoas foram presas na ‘Operação Urânio’ realizada pela Polícia Civil em Varginha

As 14 pessoas presas pela Polícia Civil em Varginha, faziam parte de uma grande organização criminosa, que também age em outros cinco estados brasileiros.
14
14 pessoas são presas na ‘Operação Urânio’. / Foto: Luciana Trindade – G1


Na quinta-feira (28), a Polícia Civil realizou em Varginha a operação “Urânio”. Foram 18 mandados de busca e apreensão e 29 de prisão, que culminaram com 14 pessoas presas, na cidade.

A operação contou com o trabalho de 52 policiais. Além deles um helicóptero, o “Carcára” de Belo Horizonte também participou da ação, realizada na manhã de ontem.

Entre apreensões de entorpecentes e objetos utilizados no tráfico de drogas, os Civis também prenderam 14 pessoas, parte de uma grande organização criminosa que age em cerca de cinco estados brasileiros. Na região, eles tinham membros em Varginha, Três Corações e Lavras.

A operação realizada ontem foi resultado de um ano de investigação. Com denúncias, a Polícia descobriu os responsáveis por roubos, homicídios, vendas de armas e arrombamentos de caixas eletrônicos. Algumas das ações eram comandadas dentro da penitenciária, pois alguns dos principais líderes da quadrilha, já estão presos.

A operação ainda continua. Agora a Polícia Civil pretende identificar os membros da organização, em outros estados.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Cidade mineira fica sem vereadores após todos serem presos por desvios

Oito vereadores fizeram acordo com o MP, vão responder em liberdade
e se comprometeram a devolver o dinheiro e renunciar ao mandato.





Uma pequena cidade, com pouco mais de 10 mil habitantes, em Minas Gerais, está sem nenhum vereador. Todos foram presos por desvio de dinheiro público.

A população de Centralina, no Triângulo Mineiro, não se conforma com a prisão dos vereadores. Não sobrou ninguém na Câmara Municipal da cidade. Os nove vereadores foram presos por suspeita de desvio de dinheiro público.

Segundo o Ministério Público, eles bolaram um esquema para receber diárias por viagens para Uberlândia, Brasília, Belo Horizonte, que não foram feitas. Sem sequer sair da cidade, conseguiam declarações falsas, apresentavam e pegavam o dinheiro. Por uma diária para a capital mineira, por exemplo, cada vereador recebia, por dia, R$ 700.

Alguns vereadores chegaram a receber quase R$ 30 mil por ano só com diárias. Somado, o desvio no esquema ultrapassa os R$ 200 mil.

"A própria forma como eles agiam, os documentos que eles apresentavam e essas compras muito longe da realidade demonstram que havia uma certeza absoluta uma convicção absoluta, de que nada seria feito", diz o promotor Daniel Marota Martinez.

Oito vereadores fizeram um acordo de colaboração com o Ministério Público e vão responder em liberdade. Eles se comprometeram a devolver o dinheiro e vão renunciar aos mandatos. Uma vereadora afirma que é inocente e será ouvida na segunda-feira (1º). Quatro suplentes já foram nomeados e outros cinco devem ser convocados na próxima semana.

Fonte G1

Festa nos quatro cantos de MG

Em diferentes pontos do Estado, cidades preparam Carnavais para atrair verdadeiras multidões





Se você é declaradamente um apaixonado por Carnaval, no próximo sábado a uma hora dessas já estará se preparando para a folia ou se recuperando da diversão na noite anterior. De norte a sul, de leste a oeste, os foliões mineiros e os turistas poderão curtir festas embalados pelos mais diversos ritmos, nos quatro cantos do Estado. E cidades com tradição no Carnaval mostram que, independentemente do estilo, a festa em Minas Gerais é garantida.

Em Minas Novas, no Alto Jequitinhonha, a proximidade geográfica com a Bahia trouxe para a folia local os acordes do axé e do arrocha. Neste ano, dois trios elétricos receberão os shows de artistas nacionalmente conhecidos, como o ex-vocalista do grupo Terra Samba, Reinaldinho, e Gilmelândia, que comandava a Banda Beijo. A cidade, que terá ainda blocos de rua e shows de samba, deve receber 20 mil foliões por dia. “Minas Novas tem a tradição do axé e é considerada um dos melhores Carnavais da região. Tanto que esperamos 60 mil turistas, duas vezes a população da cidade”, diz o secretário de Cultura, Adão Domingos.

A mais de 880 km dali, no Sul do Estado, São Lourenço também aposta em uma festa diversificada, que inclui blocos de rua, trio elétrico e estilos musicais diversos. O evento mais tradicional da cidade é o desfile do Bloco do Pijama, na sexta-feira de Carnaval, em que os foliões vão para as ruas usando roupas de dormir. No ano passado, o grupo arrastou 20 mil pessoas. “É o nosso 29° ano, e somos considerados a abertura oficial do Carnaval do Sul de Minas. Teremos dois trios elétricos, e o pessoal vem em peso nos ver, incluindo uma grande quantidade de cariocas”, diz o organizador do bloco, Lucélio Pimentel Noronha.




E por falar em cariocas, um dos ritmos que fazem muito sucesso no Rio de Janeiro é o mesmo que dominará a festa em Guarani, na Zona da Mata. A prefeitura investiu em várias atrações locais que tocam o estilo musical e que farão a festa dos 10 mil foliões esperados nos shows que acontecerão entre os dias 4 e 9 de fevereiro. “É o estilo de música que a população gosta, então é o que a prefeitura vai investir. Teremos nossos bloquinhos e escolas de samba, mas o pagode é o que mais agrada”, revela a diretora de comunicação da Prefeitura de Guarani, Aline Oliveira.

No Triângulo Mineiro, o sertanejo é um dos ritmos que vão dominar a folia em Campina Verde, uma das principais festas da região. Durante os cinco dias de folia, dez bandas agitarão os 25 mil foliões que são esperados. A Prefeitura de Campina Grande investiu ainda em uma tenda com música eletrônica.

Sem folia

Cancelado. Timóteo, no Vale do Aço, não terá Carnaval em 2016. A prefeitura comunicou que a folia foi cancelada, mas não justificou o motivo. Pelo menos outras dez cidades mineiras já suspenderam o Carnaval.

Campanha contra o abuso infantil

Para alertar a população sobre o risco de abusos e exploração sexual a que crianças e adolescentes estão expostos, especialmente durante o Carnaval, o governo federal lançou nesta sexta uma campanha que será realizada em todas as capitais brasileiras e em outras 15 cidades turísticas consideradas centros carnavalescos.

A mobilização destaca o Disque 100 como o principal canal de recebimento de denúncias, além dos Conselhos Tutelares.

BH e região no aquece da folia

Belo Horizonte e região metropolitana terão um fim de semana recheado de ensaios de blocos de rua. Na capital, o esquenta vai acontecer em diversos bairros e promete agitar todos os foliões.

Há 41 anos fazendo a festa dos belo-horizontinos, a Banda Mole entra em cena às 13h, neste sábado, na avenida Afonso Pena, entre as ruas da Bahia e Guajajaras, no centro da capital. Dois trios elétricos com shows diversos vão desfilar pelo trecho. A principal atração neste ano é o grupo carioca AfroReagge, que chega a atrair 1 milhão de pessoas no Carnaval do Rio de Janeiro.

Como de costume, a Banda Mole elege todo ano um tema e, em 2016, será “41 anos sem crise”. “É uma brincadeira nossa. Já tivemos grandes problemas para fazer o Carnaval, dificuldades financeiras, entre outras questões. Mas sempre conseguimos desfilar e fazer a alegria dos belo-horizontinos”, afirma o coordenador geral da Banda Mole, Curu Lima.

Concurso. Para quem é fã das tradicionais marchinhas carnavalescas, a boa pedida deste sábado é a final do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas, que acontece a partir das 19h no Mercado Distrital do Cruzeiro, no bairro de mesmo nome, na região Centro-Sul da capital. O valor da entrada é de R$ 12 e quem for fantasiado paga meia-entrada.

Em Contagem, na região metropolitana, as marchinhas campeãs do Carnaval da cidade serão apresentadas a partir das 18h, na praça da Glória, no bairro Eldorado. A cidade terá durante todo o dia eventos de pré-Carnaval.

Fonte: Jornal O Tempo

Chega a 45 o número de cidades mineiras afetadas pelas chuvas

Em Lambari, no Sul de Minas, 90 famílias foram desalojadas por conta da cheia do rio Mumbuca; sete municípios estão em situação de emergência; três municípios, em estado de calamidade pública



GUSTAVO LAMEIRA

Chega a 45 o número de cidades mineiras atingidas pela chuva, conforme boletim da Defesa Civil Estadual divulgado nesta quinta-feira (28). Lambari, na região Sul, e Juvenília, no Norte do Estado, entraram para lista nessa quarta (27). Sete municípios estão em situação de emergência.

Segundo a Prefeitura de Lambari, 210 famílias foram cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social em função da forte chuva que atingiu a região no último dia 16, e que fez transbordar o rio Mumbuca. Pelo menos 90 famílias ficaram desalojadas e foram abrigadas por vizinhos, parentes e amigos. O bairro mais afetado foi o Corte de Pedra, onde três casas foram interditadas por risco de desabamento.

Muitos dessas pessoas, porém, tiveram a situação amenizada pelas doações de comida, roupas, material de limpeza e higiene pessoal e até móveis arrecadados pela prefeitura.

Calamidade Pública

Ferros, na região Central, Inconfidentes e Cristina, no Sul de Minas decretaram estado de calamidade pública em decorrência das chuvas e inundações.

Duas mortes já foram registradas desde o início do período chuvoso (2015/2016): no dia 1º deste mês, um homem de 37 anos foi vitimado por descarga elétrica em Belo Horizonte. No dia 23 de novembro, um homem de 30 anos foi levado pela enxurrada em Montes Claros, no Norte de Minas. Ainda segundo o boletim, sete pessoas ficaram feridas. Ao todo, 3.029 pessoas ficaram desalojadas e 316 desabrigadas.

Fonte: Jornal O Tempo

Sequestro em Poços de Caldas termina com resgate de mulher após 30 horas de cativeiro

O sequestro da mulher terminou após 30 horas de cativeiro. Os sequestradores pediram R$ 800 mil para o resgate, mas nenhum dinheiro chegou a ser entregue.

Foto: Reprodução Internet



Na manhã desta sexta-feira (29), uma mulher de 49 anos, foi resgatada após ficar 30 horas em cativeiro. O caso aconteceu em Poços de Caldas, onde, cerca de 40 policiais participaram da operação. A vítima foi resgata sem ferimentos.

A dona de casa foi sequestrada de sua residência, na quarta-feira (27), ela estava com o filho quando foi levada pelos sequestradores, que pediram R$ 800 mil no resgate. Cinco pessoas, todas com passagem pela polícia, participaram do sequestro, quatro deles já foram presos pela Polícia Civil.

A operação que contou com a participação de 40 policiais, entre eles seis delegados da região, foi conduzida pelo Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil de Belo Horizonte (Deoesp), que investiga o caso.



Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Chuva aumenta tamanho de buraco na BR-459, em Itajubá, MG

Trecho está interditado desde chuva que atingiu local na quarta-feira.
Dnit fez um desvio por um terreno emprestado; não há previsão para obras.

A chuva fez com que o buraco que se abriu na BR-459, em Itajubá (MG), aumentasse nesta sexta-feira (29). Homens do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) estiveram no local e fizeram um desvio para carros e motos. Veículos pesados, como ônibus e caminhões, não estão sendo autorizados a passar pelo local.


O desvio feito na lateral da pista ficou pronto na noite de quinta-feira (28). Ele foi feito pelo terreno de um galpão em consturção, que foi emprestado para o Dnit. Segundo o órgão, a reconstrução do trecho está em fase de projeto e o orçamento está sendo feito. No entanto, não existe uma previsão para o início das obras.

A chuva que causou o problema também deixou estragos na cidade. Segundo a Defesa Civil, choveu 52 milímetros em uma noite, o que representa 22% do esperado para todo o mês. Nove famílias ficaram desalojadas e precisaram ir para a casa de parentes. Pedras que rolaram do morro do bairro Santa Rosa derrubaram uma casa.
Asfalto cedeu com chuva na BR-459 entre Itajubá e Delfim Moreira (Foto: Guilherme Concentino da Silva / VC no G1)Asfalto cedeu com chuva na BR-459 entre Itajubá e Delfim Moreira (Foto: Guilherme Concentino da Silva / VC no G1)
Alternativas para motoristas
Para chegar ao Rio de Janeiro, os motoristas que passam pela cidade devem voltar até Piranguinho (MG) e seguir para São Lourenço (MG). De lá, o trajeto é ir até Caxambu (MG) e seguir pela BR-267 até Juiz de Fora (MG). Depois, é só pegar a BR-040 e seguir até o Rio de Janeiro.
Já a alternativa para os caminhoneiros chegarem à Via Dutra é voltar até Santa Rita do Sapucaí (MG), seguir para Cachoeira de Minas (MG) e descer até Taubaté (SP), já na Via Dutra.

Erosão na BR-491, em Paraguaçu
Uma erosão que surgiu no Km 197 da BR-491, entre Alfenas (MG) e Paraguaçu (MG), tem preocupado motoristas. O asfalto não aguentou e cedeu depois de um temporal que caiu no dia 16 de janeiro. No entanto, após duas semanas, os estragos continuam. Rachaduras se abriram e em alguns pontos, o asfalto partiu ao meio. O acostamento também desapareceu.

O trecho no local está sinalizado e um remendo foi feito para evitar que as rachaduras aumentam. No entanto, é preciso diminuir a velocidade ao passar pelo local.

Segundo o Dnit, as obras de reparação devem começar em até dois dias.

Fonte: G1 Sul de Minas



Ministério Público vai atuar em conjunto com o Estado no combate ao Aedes aegypti

Objetivo é a proposição de ações judiciais para garantir o acesso dos agentes aos imóveis abandonados ou aqueles em que haja resistência



Uma reunião realizada nessa quinta-feira (29/1) no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), em Belo Horizonte, definiu ações do MP para ajudar no controle ao Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, chikungunya e zika vírus.

O objetivo é intensificar sua atuação no combate ao vetor em todo o estado e um dos objetivos será a proposição de ações judiciais, por si ou em conjunto com os municípios, para garantir o acesso dos Agentes de Combate às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS) aos imóveis abandonados ou aqueles em que haja resistência imotivada por parte dos proprietários em autorizar a fiscalização.

Participaram da reunião o procurador-geral de Justiça, Carlos André Mariani Bittencourt; o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAOSAUDE), promotor de Justiça Gilmar de Assis; o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade; o secretário estadual de Saúde, Fausto Pereira dos Santos; o superintendente de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador da secretaria de Estado de Saúde, Rodrigo Fabiano do Carmo Said; e o presidente da Associação Mineira dos Municípios, Antônio Júlio.

Os promotores de Justiça serão orientados, ainda, a respeito da atuação conjunta das áreas de defesa da saúde e de defesa do patrimônio público nos casos de contratações emergenciais para fazer frente ao risco sanitário relativo ao controle e redução dos danos de proliferação da dengue, chikungunya e zika, doenças virais transmitidas pelo mosquito.

“As prefeituras têm dificuldades no dia a dia, por isso precisamos ter um combate mais constante. Por isso, estamos buscando várias parcerias para ajudar os municípios a conseguirem fazer as ações necessárias”, diz o vice-governador e presidente do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, Antônio Andrade.

“Enfrentamos problemas como a recusa da entrada dos agentes nas residências, imóveis fechados, lotes vagos fechados. Isso tem levado os municípios a adotarem ações caso a caso, com decisões judiciais únicas, um processo burocrático. Nossa intenção é que o município possa fazer ações com efeito coletivo”, completa o Secretário Fausto Pereira dos Santos

Para o procurador geral, Carlos André, a ação do MPMG de combate à proliferação do mosquito transmissor será uma das prioridades operacionais da instituição, devido à gravidade do cenário epidemiológico que se apresenta não apenas em Minas Gerais, mas em todo o mundo.

Segundo o promotor Gilmar de Assis, as ações judiciais a serem propostas pela área de defesa da saúde do MPMG, visando a entrada forçada em imóveis, deverão estar embasadas em levantamentos prévios, realizados pelos municípios, das residências em que não foi possível a entrada dos agentes. As ações poderão ser ajuizadas pelo MPMG, pelo município ou por ambos, de acordo com as especificidades de cada localidade.

Para o coordenador do CAOSAUDE, essas medidas são absolutamente necessárias para o enfrentamento eficiente e coordenado a esses fatores. “Apesar da existência da lei estadual nº 19.482/2011 e do seu decreto regulamentador nº 46.208/2013 sobre a questão, ela não é suficiente, uma vez que demanda obrigatório processo administrativo sanitário, postergando-se a entrada forçada no imóvel”, afirma Gilmar de Assis.

Foi destacada durante a reunião a necessidade de fiscalização e da efetiva utilização pelos municípios dos repasses financeiros complementares, feitos pela secretaria de Estado de Saúde aos municípios mineiros para desenvolvimento das ações de controle e redução dos riscos das doenças virais dengue, chikungunya e zika no âmbito das Equipes de Atenção Básica e assistência aos pacientes.


Fonte: Agência Minas

Sistema de agendamento online da UAI chega a mais três cidades do interior

Nova alternativa amplia ainda mais o serviço virtual para emissão do documento no interior de Minas.




A partir de fevereiro, o serviço de agendamento online para emissão de carteira de identidade nos postos da UAI começarão a funcionar em mais três cidades do interior: Pouso Alegre (4/2); Ponte Nova (10/2); e Patos de Minas (12/2). Com a medida, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) amplia ainda mais o serviço virtual para emissão do documento no interior de Minas. O agendamento será realizado por meio do endereço eletrônicowww.mg.gov.br/agendamento.

“A iniciativa vai melhorar a qualidade do serviço prestado ao cidadão mineiro, proporcionando um atendimento mais humanizado e organizado. Agora, ao invés de aguardar atendimento durante longos períodos na unidade, a pessoa será atendida com dia e horário marcados, podendo se planejar com antecedência”, explicou o Coordenador Especial de Gestão das UAI, Itaner Debossan.

A UAI manterá o mesmo volume médio de atendimentos diários, distribuídos de acordo com a capacidade operacional das unidades e o horário de funcionamento, evitando que o solicitante aguarde durante longos períodos na unidade.

Nos casos em que o cidadão não encontrar vaga para agendamento e necessite do atendimento com urgência, como motivo de saúde, viagem, emprego, entre outros, após as devidas comprovações e análise da supervisão local, o serviço poderá ser realizado fora da agenda.

Confira o cronograma dos postos da UAI nas três cidades que começarão a adotar o sistema de agendamento online:

UAI Pouso Alegre: Início do agendamento: 4/2/2016 (liberação de agenda para os cidadãos no portal MG) - 86 vagas/dia

Início das Atividades: 22/2/2016 (primeiro dia dos atendimentos agendados)

Uai Ponte Nova: Início do agendamento: 10/2/2016 (liberação de agenda para os cidadãos no portal MG) - 157 vagas/dia

Início das Atividades: 24/2/2016 (primeiro dia dos atendimentos agendados)

UAI Patos de Minas: Início do agendamento: 12/2/2016 (liberação de agenda para os cidadãos no portal MG) - 114 vagas/dia

Início das Atividades: 26/2/2016 (primeiro dia dos atendimentos agendados)




Fonte: Agência Minas

Fernão Dias terá interdições no Sul de Minas para instalação de passarela neste sábado

Motoristas devem ficar atentos às interdições que ocorrerão na rodovia Fernão Dias no Sul de Minas
Passarela sobre a rodovia Fernão Dias, no Sul de Minas, depois da colisão de carreta e que foi retirada. Em seu lugar será instalada outra neste sábado (Foto: Polícia Rodoviária Federal)




Quem for viajar hoje, sábado, para São Paulo ou Sul de Minas, deve ficar atento na região de Estiva porque a rodovia Fernão Dias, a BR-381, ficará interditada nos dois sentidos, Lavras a São Paulo e São Paulo para Lavras, por cerca de duas horas. A interdição será devido à instalação de uma nova passarela, em substituição a que foi retirada depois de um acidente acontecido no dia 23 de dezembro, quando uma carreta bateu no pilar lateral da passarela.

O acidente aconteceu por volta de 5h da manhã do dia 23, e não houve feridos. Na colisão, a estrutura de concreto da passarela quebrou e passou a oferecer risco para motoristas e pedestres, isso obrigou a Concessionária Autopista Fernão Dias, empresa que administra a rodovia BR-381 entre São Paulo a Belo Horizonte, a fazer a retirada da estrutura.

Durante um período os moradores daquela região passaram a enfrentar o perigo atravessando a pista de rolamento. Mas a Autopista Fernão Dias vai instalar neste sábado, uma nova passarela. O serviço vai obrigar a interdição da pista nos dois sentidos no km 877,2. De acordo com a assessoria da Autopista Fernão Dias, os trabalhos terão inicio por volta de 8 horas com previsão de encerramento às 13h. Durante a operação, haverá interdições constantes, tanto na pista Sul, sentido Lavras a São Paulo, quanto na pista Norte, sentido São Paulo a Lavras, para manobras dos guindastes e outros equipamentos pesados.

Ainda de acordo com a Concessionária, a previsão é de que a interdição total da pista dure cerca de 2 horas e durante os momentos de interdição, o fluxo de veículos será desviado em mão dupla pelo canteiro central, para evitar grandes congestionamentos na BR-381. O período de maior tempo de interdição será quando içar a estrutura e sua colocação.

Para maior segurança e fluidez do tráfego no local, a concessionária Autopista Fernão Dias disponibilizará viaturas, dispositivos de sinalização e divulgará por meio de Painéis de Mensagens Variáveis informações sobre a ação desenvolvida no km 877,2. Após a instalação, ainda serão feitos alguns ajustes na estrutura, que estará aberta definitivamente aos pedestres a partir de segunda feira, dia primeiro de fevereiro.

A Concessionária avisa que a operação poderá ser abortada ou sofrer alterações caso ocorra alterações climáticas, as mudanças serão realizadas sem aviso prévio.

Fonte: Jornal de Lavras

Engenheiro Chefe do DNIT recebe comitiva para tratar de assunto referente à BR-265

Líderes do Movimento Somos Todos Vítimas da BR-265 são recebidos por engenheiro Chefe de Serviço da Unidade do DNIT, em Oliveira
O Jornal de Lavras acompanhou a comitiva que foi recebida pelo Chefe de Serviço da Unidade do DNIT em Oliveira, engenheiro Silvio Duarte Melo (Foto: Jornal de Lavras)



O engenheiro Silvio Duarte Melo, chefe de Serviço da Unidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), em Oliveira, recebeu na manhã desta sexta-feira, dia 29, os líderes do Movimento Somos Todos Vítimas da BR-265, Daniel Gedder e Kelly Torres. Eles levaram ao DNIT uma pauta de reivindicações para melhorias da rodovia que liga Lavras a São João del-Rei.

A audiência no DNIT foi agendada pelo vereador Marcos Possato, que tem muitos amigos e ligações com aquele órgão desde a época do ex-deputado e ex-senador Eliseu Resende, de quem Possato era representante na região de Lavras.

O Chefe de Serviço do DNIT disse aos líderes do Movimento que este ano praticamente está descartada qualquer obra de melhoria naquela rodovia, devido a questões orçamentárias. Silvio Duarte disse que este ano de 2016 vai pedir que seja elaborado um projeto de Restauração da BR-265, um projeto de adequação de capacidade e, no próximo ano, em 2017, poderá ser realizada obra de melhorias no piso asfaltico, alargamento de pontes, abertura de acostamentos e construção de terceira faixa em pontos estratégicos.

As lideranças do Movimento disseram ao engenheiro Silvio que, no dia 12 de agosto do ano passado, realizaram uma manifestação pacífica na BR-265, em Itutinga, e que daquele dia até hoje o Movimento registrou 22 mortes, o que mostra a necessidade urgente de melhorias naquela rodovia.

Kelly Torres falou da necessidade urgente de sinalizar a curva da ponte sobre o rio Capivari, na divisa de Lavras com Itumirim. Neste caso o engenheiro Silvio disse que pode ajudar ainda este ano e pediu que ela marcasse os pontos onde seriam necessárias a instalações das placas.

Daniel Gedder pediu que a colocação das placas de sinalização fosse feita antes do carnaval, o que foi descartado pelo engenheiro do DNIT devido ao curto espaço de tempo. Silvio descartou também a possibilidade de duplicação da BR-265 nos próximos anos devido a falta de recursos.

O vereador Marcos Possato falou que a construção de terceira faixa em pontos estratégicos ajudaria muito na redução dos acidentes e reforçou o pedido dos líderes do Movimento. Silvio disse que a possibilidade de construção de terceira faixa é muito grande, que no projeto que vai solicitar ao Departamento de Engenharia do DNIT vai apontar os locais onde elas são necessárias. Silvio falou também que no projeto terá áreas de escape, com a construção de acostamentos, o que hoje não existe naquela rodovia.

Os líderes do Movimento se colocaram a disposição do DNIT para ajudar no que for necessário, Silvio agradeceu e agradeceu também ao vereador Marcos Possato pelo interesse de resolver a questão da BR-265, que tem trazido transtornos para seus usuários e enlutado famílias.
Fonte: Jornal de Lavras

AZEITE EXTRAVIRGEM, SÓ QUE NÃO!




De interesse público: em teste recente feito pela Proteste, apenas 8 foram legitimamente consideradas honestas com o consumidor,7 foram reprovadas e 4 não podem nem chegar a ser consideradas azeite. A marca de azeite extravirgem que você costuma comprar pagando mais caro está te enganando
Esta pesquisa recente de fraude contra o consumidor revelou que grande parte dos azeites mais comuns no dia a dia dos brasileiros que são vendidas como extravirgens, são, na verdade, apenas virgens.
Para ser considerado extravirgem, o azeite tem que conter no máximo 0,8% de acidez enquanto que o limite do virgem é de 2%. Passando desta porcentagem de acidez, é azeite comum ou nem isso.
Este é o quarto teste feito pela Proteste com pior resultado e maior fraude contra o consumidor. A Associação, que tem como objetivo atuar na defesa e no fortalecimento dos direitos dos consumidores brasileiros, verificou se havia adulteração nos produtos.
Com uma análise sensorial feita em laboratório reconhecido pelo Conselho Oleico Internacional (COI), os azeites foram avaliados quanto ao aroma, à textura e ao sabor. Segundo a legislação, nos azeites extravirgens não podem ser encontrados defeitos na análise sensorial nem a adição de outros óleos.

Nos quatro azeites que foram detectados fraudes, havia mistura de óleos refinados com adição de outros óleos e gorduras. São eles:Figueira da Foz, Tradição, Quinta d´Aldeia e Vila Real.
Nos outros 15 azeites extravirgens testados, uma surpresa quando revelados os que são realmente extravirgens e os que são apenas virgens. As sete marcas que estão nos enganando pelo rótulo e tem qualidade inferior às exigidas são: Carbonell, Galo, Borges, La Espanhola, Serrata, Beirão e Pramesa.
E para lembrar aquele lance de “não julgar o livro pela capa”, as 8 marcas realmente sinceras com o consumidor são: Carrefour, Qualitá, La Violetera, Vila Flor, Andorinha, Cardeal, Cocinero e Olivas do Sul.
Visto que a grande atratividade dos azeites extravirgens são suas propriedades antioxidantes e benéficas à saúde, estas fraudes são um abuso, falta de respeito e deveriam ser consideradas crimes.
Faça sua parte e espalhe a notícia. Quanto mais gente souber o quanto estas marcas de renome estão nos enganando, estaremos menos vulneráveis a pagarmos de “trouxa”. Principalmente tratando-se de saúde.

Fonte:Saúde Alternativa blogspot

Com a continuação das chuvas na região rio Verde volta ser monitorado

O volume de águas do rio Verde permanece estável

Devido à continuação das chuvas em São Lourenço e região, desde a noite de quinta-feira (28), o monitoramento do volume das águas do rio Verde está sendo feito pelo Saae, na Estação de Tratamento de Água (ETA).
A prefeitura está em contato direto com o Corpo de Bombeiros e com a Polícia Militar, que informam que, nos municípios que se situam na cabeceira da bacia do Rio Verde, não foi constatada nenhuma anormalidade. Nesses locais, choveu à noite e continua chovendo com a mesma intensidade com que chove em São Lourenço.
Segundo informações do Saae, embora o volume de águas tenha subido 25cm das 7h até às 11h, a situação é considerada normal para o período chuvoso. Para que aconteça algo semelhante ao que ocorreu há 12 dias, seria necessário que subisse cerca de mais 5m, o que ocorreria somente com um volume de chuvas semelhante ao daquele período na cabeceira do rio Verde.
De qualquer maneira, o monitoramento está sendo feito e as informações serão amplamente divulgadas.

O volume de águas do rio Verde parou de aumentar no início da tarde. De acordo com o monitoramento do Saae, realizado na ETA, a situação é de estabilidade. A subida do nível, na parte da manhã, se justifica pelas chuvas mais intensas que caíram na noite anterior em toda a cabeceira da bacia. A chuva fraca, mesmo contínua, não altera o volume das águas porque, por enquanto, o escoamento está ocorrendo com rapidez.
De acordo com informações obtidas na parte da tarde, nas cidades de Itamonte e de Itanhandu, não houve nenhuma alteração no volume de chuvas e nem das águas do rio Verde.
O monitoramento continua e novas informações só serão publicadas caso haja grande alteração ou riscos à população.
O alerta, nesse momento, é somente para moradores próximos a encostas. Existem riscos de desabamentos de barrancos.

Fonte:  Prefeitura de São Lourenço



Cidades do Sul de Minas fazem mutirão regional contra Aedes aegypti

Ação acontece neste sábado (30) a partir das 8h em 51 cidades da região.
Campanha é realizada nas 4 áreas de cobertura da EPTV em MG e SP.



Neste sábado (30), mais de 50 cidades na região participam do 1º Mutirão Regional de Combate ao Aedes aegypti. Diversas ações serão realizadas nos municípios da área de cobertura da EPTVpara acabar com possíveis focos do mosquito, que pode transmitir a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. O mutirão começa às 8h deste sábado.

A ação vai acontecer simultaneamente no Sul de Minas e no interior de São Paulo, nas regiões de Campinas, Ribeirão Preto e São Carlos. As prefeituras que aderiram à campanha vão desenvolver as ações utilizando como apoio os materiais disponibilizados pela emissora, para auxiliar na comunicação com a população e dar unidade ao projeto.

Pneus em bairros funcionam como 'armadilhas' para monitorar mosquitos em Carmo de Minas (Foto: Reprodução EPTV)Mutirão busca acabar com possíveis focos da dengue em cidades do Sul de Minas (Foto: Reprodução EPTV)


No Sul de Minas, 52 municípios participam da campanha. Confira a lista abaixo:

Aiuruoca, Alfenas, Alpinópolis, Andradas, Arceburgo, Baependi, Boa Esperança, Borda da Mata, Caldas, Camanducaia, Cambuquira, Campanha, Campestre, Carmo do Rio Claro,Conceição das Pedras, Coqueiral, Cristais, Cruzília, Divisa Nova, Dom Viçoso, Elói Mendes,Espírito Santo do Dourado, Guaranésia, Guaxupé, Ibiraci, Ibitiúra de Minas, Ipuiúna, Itapeva,Itumirim, Jacutinga, Jesuânia, Lavras, Luminárias, Maria da Fé, Monte Santo de Minas,Munhoz, Olímpio Noronha, Ouro Fino, Pedralva, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, São Bento Abade, São Gonçalo do Sapucaí, São João Batista do Glória, São José do Alegre, Seritinga, Serrania, Tocos do Moji, Três Corações, Varginha e Wenceslau Braz.

Confira a programação completa de cada cidade.

Participe
Quem mora em alguma cidade da área de cobertura da EPTV pode divulgar sua ação. É só postar uma foto ou vídeo em sua conta no Facebook, no Twitter e no Instagram, e mostrar o que você e sua família estão fazendo para combater o mosquito em sua casa, terreno e bairro. Para participar, é importante colocar a foto ou vídeo acompanhado da hashtag: #todoscontraomosquito.

Passeata contra a dengue realizada em Santa Rita do Sapucaí, MG (Foto: Epidemiologia / Prefeitura de Santa Rita do Sapucaí)Passeata contra a dengue realizada em Santa Rita
do Sapucaí (Foto: Epidemiologia / Prefeitura)
Também é possível mandar fotos e vídeos através do WhatsApp. O material será selecionado pela mesma hashtag (#todoscontraomosquito) e poderá ser exibido nas redes sociais da EPTV - Jornal daEPTV Sul de Minas, no Twitter (@eptvoficial) e no Instagram (@eptvoficial), além dos telejornais da emissora. É importante deixar na postagem o seu nome e sua cidade.
Para mandar sua colaboração pelo WhatsApp, o telefone da EPTV Sul de Minas é o (35) 99888-8888.


Fonte: G1 Sul de Minas

Chuva volta a alagar ruas centrais de Poços de Caldas

A chuva voltou a preocupar a população poços-caldense. O temporal da noite de ontem deixou várias ruas do centro novamente alagadas.
chuva
Chuva novamente alaga ruas centrais de Poços de Caldas. / Foto Reprodução EPTV


A chuva que caiu no início da noite desta quarta-feira (27), em Poços de Caldas, deixou várias ruas centrais da cidade novamente inundadas. Os danos foram menores do que os provocados pelo temporal da semana passada, mas causou transtornos a várias pessoas.

Foram necessários somente 20 minutos para inundar novamente as ruas Assis Figueiredo, Prefeito Chagas, Capitão Affonso Junqueira, Expedicionários e Junqueiras, além delas as avenidas Vereador Edmundo Cardillo, Monsenhor Alderige e João Pinheiro também foram tomadas pela água.

Além dos alagamentos, o temporal de ontem provocou estragos, parte do teto do Hospital Santa Lúcia foi novamente afetado. No Bairro Country Club, uma cratera de 12 metros se abriu.
Chuva
Chuva fez com que uma cratera de 12 metros se abrisse no Bairro Country Club. / Foto: Reprodução EPTV

Fonte: O melhor do Sul de Minas

Asfalto cede com chuva intensa em Itajubá

A chuva que provocou alguns pontos de alagamento na cidade, também causou a abertura de uma grande cratera com cedimento de asfalto.
asfalto
Asfalto no trecho da BR-459 em Itajubá cedeu. / Foto: Reprodução Redes Sociais


A chuva desta quarta-feira (27), provocou estragos em algumas cidades da região. Em Itajubá parte do asfalto que liga à cidade a Delfim Moreira e Wenceslau Braz cedeu, abrindo uma grande cratera no local.

O trecho da BR–459, que cedeu no Km 172, ficou interditado nos dois sentidos da via, agora apenas veículos de passeio conseguem passar pelo lugar.

A Polícia Rodoviária Federal informou que até a situação ser resolvida as pessoas que vierem de São Paulo devem pegar o desvio por São José dos Campos (SP). Já os itajubenses podem passar pela MG-350, em Delfim Moreira, ou pelo bairro Santa Rosa, seguindo pela ponte Santo Antônio.
asfalto
Foto: Reprodução Redes Sociais
asfalto

Fonte: O Melhor do Sul de Minas

Estado assegura estabilidade provisória às gestantes ex-efetivadas pela Lei 100

Está garantido o benefício às mulheres que comprovarem estar grávidas antes de 31 de dezembro de 2015





Resolução publicada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), nesta quarta-feira (27/1), no Diário Oficial do Estado, estabelece diretrizes para a garantia da estabilidade provisória às servidoras gestantes ex-efetivadas pela Lei 100. Elas foram desligadas do quadro de pessoal da rede estadual de ensino no dia 31 de dezembro de 2015 em cumprimento à decisão judicial proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com a resolução está assegurada a estabilidade provisória às gestantes que comprovaram ou venham a comprovar que estavam grávidas antes de 31 de dezembro de 2015. Ao todo, a Seplag estima que cerca de 200 ex-efetivadas vão ser impactadas pela resolução.

Para garantia do direito à estabilidade prevista, a gestante deverá protocolizar requerimento na unidade de recursos humanos do órgão/entidade ou na Superintendência Regional de Ensino (SRE) a que estava vinculada, anexando a documentação comprobatória. Entre os documentos, elas devem apresentar o laudo original emitido pelo médico e a certidão que atesta a situação funcional até 31 de dezembro de 2015.

Em seguida, a Seplag ficará responsável pela análise e deferimento dos pedidos de pagamento de indenização, que será referente à data da dispensa até o quinto mês após o parto, em valor equivalente à última remuneração recebida. Clique aqui para ler a resolução na íntegra. http://jornal.iof.mg.gov.br/xmlui/handle/123456789/158295?paginaCorrente=03&posicaoPagCorrente=158291&linkBase=http%3A%2F%2Fjornal.iof.mg.gov.br%3A80%2Fxmlui%2Fhandle%2F123456789%2F&totalPaginas=52&paginaDestino=7&indice=0


Fonte Agência Minas

Justiças Federal e do Trabalho de Lavras realizam leilões em fevereiro

Imóveis rurais, urbanos, veículos e outros serão oferecidos para arremate
Foto ilustrativa extraída do site www.ultimoinstante.com.br



A Justiça Federal e a Justiça do Trabalho de Lavras vão realizar dois leilões nos dias 5 e 19 de fevereiro, eles serão nas modalidades presenciais e online, os lances poderão ser oferecidos de qualquer parte do país. Os dois eventos serão coordenados pela leiloeira oficial Thaís Costa Bastos. Os lances dos bens poderão ser oferecidos através do site: leiloesjudiciaismg.com.br.

Serão leiloados imóveis urbanos e rurais, localizados em Lavras, Santo Antônio do Amparo, Luminárias, Perdões e Ijaci, também serão oferecidos para arremate veículos, um trator Valmet modelo 78 e outros bens.

Os interessados em obter mais informações sobre estes leilões e obter informações detalhadas dos bens que serão oferecidos, poderão consultar o site ou então através do telefone 0800-707-9272.


Fonte: Jornal de Lavras.

Solidariedade. População de Lambari unida para auxiliar as famílias atingidas pela enchente



No sábado, dia 23 de janeiro, as alunas do Curso "Técnico em Enfermagem", do Pronatec, realizado através do IFSULDEMINAS, visitaram as famílias atingidas pela enchente. Elas levaram orientações de como se prevenirem de doenças que podem aumentar o risco de transmissão de doenças após enchentes e alagamentos:
Para evitar a presença de roedores:
• mantenha os alimentos guardados em recipientes bem fechados, resistentes e distantes do chão;
• deixe a cozinha limpa e sem restos de alimentos;
• retire as sobras de alimento ou ração dos animais domésticos antes de anoitecer;
•evite o acúmulo de entulhos e objetos sem uso no quintal e dentro da cozinha;
• deixe terrenos baldios e margens dos rios limpos e capinados;
• armazene o lixo em sacos plásticos bem fechados e em locais altos até a coleta ocorrer.


Na manhã de quarta-feira, 27 de janeiro, o Prefeito se reuniu mais uma vez com os pastores da cidade de Lambari e, desta vez, eles vieram interagir com o prefeito sobre a situação da cidade, após a enchente, Os pastores vieram oferecer solidariedade das igrejas nas doações e no auxílio às famílias atingidas e desabrigadas. Na oportunidade outros assuntos foram colocadas em pauta.


AJUDA CONTÍNUA ÀS FAMÍLIAS ATINGIDAS PELA ENCHENTE
A Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Assistência Social adquiriu cestas básica, kit de produtos de Limpeza e kits de produtos de higiene, para fazer um trabalho contínuo com as famílias atingidas pelas chuvas e que foram vítimas da enchente.
A Prefeitura agradece, mais uma vez, todas as pessoas que deixaram no CRAS; roupas, móveis, produtos de limpeza e os produtos de higiene pessoal que foram doados e entregues nos bairros mais atingidos, durante toda a semana passada.
Na sexta-feira, 22/01, o gestor da Assistência Social Basílio Antônio, junto com a primeira dama Irene Teixeira e os assistentes sociais fizeram a segunda etapa da entrega de produtos às famílias dos bairros mais atingidos. Eles levaram de casa em casa; produtos de limpeza, produtos de higiene pessoal e fraldas.

Com informações e fotos da Prefeitura de Lambari