Mãe é investigada por exploração sexual após filha ser abusada por barbeiro

Segundo a polícia, uma menina de 13 anos teria sido abusada por um barbeiro, na cidade de Baependi, no sul de Minas. A adolescente seria levada até a barbearia pela própria mãe.




O suposto caso de exploração sexual contra uma menor de 13 anos teria acontecido dentro de uma barbearia 
de propriedade do suspeito, um homem de 51 anos. no centro da cidade de Baependi.

De acordo com entrevista ao R7, a delegada da Polícia Civil, Doutora Simone Alhadas Henriques, contou que a notícia partiu do Conselho Tutelar, que ao receber denúncia anônima sobre exploração sexual de menor de 13 anos, acionou a Polícia Militar.

Ainda segundo informações da polícia a própria mãe levava a adolescente ao local e o dinheiro recebido pela menor teria sido gasto por sua família em lojas da cidade.

Tanto a mãe da menor quanto o barbeiro foram presos em flagrante pelo crime do artigo 244A, do Estatuto da Criança e Adolescente.

A adolescente foi levada a um abrigo da cidade.


Confira a matéria do R7, na integra:

http://tv.r7.com/record-play/minas-gerais/balanco-geral-mg/videos/mae-e-investigada-por-exploracao-sexual-apos-filha-ser-abusada-por-barbeiro-30072016

Procura por vacina contra a dengue gera fila de espera em Pouso Alegre

Doses devem ser vendidas a R$ 250 em clínicas particulares da cidade.
Indicação é de que pessoas tomem três doses com intervalos de seis meses.



A procura pela vacina contra a dengue foi tão grande que já tem até fila de espera nas clínicas dePouso Alegre (MG). A primeira remessa oficial do medicamento chegou ao Brasil em março, com 500 mil doses. Cada uma deve ser vendida a R$ 250 na cidade.

De acordo com o Ministério da Saúde, o grau de proteção varia para cada tipo de vírus e a cobertura vai de 47 a 83%. Mesmo quem teve a doença, pode tomar a vacina. E ideal é que cada pessoa tome três doses com intervalos de seis meses entre elas.

"O público alvo das vacinas de dengue são as pessoas de 9 a 45 anos. Ela está contraindicicada nas grávidas, nas mulheres que estão amamentando, nas pessoas que estão fazendo tratamento de quimioterapia e também nas pessoas que estejam portando uma doença mais grave, como a pneumonia, por exemplo, e também febre alta", diz a médica Elizabeth Junqueira.

Preocupada com a dengue, a administradora Eveline Machado dos Reis reservou doses para ela e para o marido. Agora estão esperando para tomarem a primeira delas. "A sensação vai ser de tranquilidade, porque na época de surto, já vamos estar imunizados. E a prevenção é o melhor remédio".

Em uma clínica da cidade, a expectativa é que os clientes que vacinaram contra a gripe, procurem também pela proteção contra a dengue. O local já tem várias pessoas catalogadas e muitas demonstraram o interesse pela vacina contra a doença.

"Esses pacientes vão receber uma mensagem por SMS e, durante uma semana, as doses estão reservadas para quem quiser vir até a clínica. Após essa semana, eu acredito que vão sobrar doses, e aí eu estou com uma fila de espera de 50 pessoas", conta Núbia Maglioni, dona da clinica.

A vacina funciona apenas contra a dengue, já que a zika e a chikungunya – que também são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti –, são provocadas por outros vírus. Mesmo assim, em outra clínica da cidade, a fila de espera também já está grande.

"Nós fizemos um pedido de mil doses. A previsão é que chegue em 10 dias, e a fila de espera está em mais ou menos 100 pessoas", diz Ana Cláudia Rufino, responsável técnica pela clínica.

Por enquanto, a vacina contra a dengue é encontrada somente na rede particular. De acordo com o Ministério da Saúde, ainda não há uma previsão de compra para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Carro capota com 8 pessoas na BR-459 em Santa Rita do Sapucaí


Um carro com oito pessoas capotou na madrugada deste sábado (30) na BR-459, em Santa Rita do Sapucaí (MG). Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, o motorista perdeu o controle da direção em uma curva. O motorista e um passageiro ficaram gravemente feridos. Os demais passageiros tiveram ferimentos leves.
Ainda de acordo com a polícia, o acidente aconteceu por volta das 4h30 na altura do km 114. O grupo estava em um carro de passeio, que tem capacidade para até cinco ocupantes, e tinha acabado de sair de uma festa.
As vítimas foram levadas para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre (MG). A causa do acidente ainda vai ser apurada.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

A polícia pode olhar minhas conversas de WhatsApp?

Pesquisa da Ufla comprova uso do óleo de macaúba como combustível

Em Lavras, biodiesel foi testado em motores; resultado comprovou eficácia.
Óleo extraído do fruto polui menos e pode aumentar renda de agricultores.



Uma pesquisa inédita realizada por pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (MG) comprova que o óleo de macaúba pode ser usado como combustível. Pela primeira vez, o óleo foi testado em motores e o resultado comprovou a eficácia do biodiesel.

O óleo é extraído da polpa do fruto da macaúba. Uma palmeira nativa do Brasil, que em Minas Gerais é encontrada em grande quantidade, um total de dois milhões de hectares. Estudos indicam que a palmeira tem potencial para produzir até oito toneladas de óleo por hectare, além de gerar tortas alimentícias para animais e biomassa para carvão vegetal. Pensando nisso, pesquisadores das áreas de engenharia e química da Ufla chegaram a um biodiesel de qualidade a partir do material extraído da planta.

"A pesquisa parte da extração do óleo, extração da amêndoa e o objetivo principal é que a gente possa desenvolver biodiesel, um combustível natural e ecológico, pra que possamos utilizar esse material biodegradável, abundante naturalmente no estado de Minas Gerais”, conta o professor da Ufla, Pedro Castro Neto.

O professor explica ainda que o biodisel extraído do fruto também polui menos a atmosfera e é uma alternativa de renda para o agricultor. Segundo estimativas, durante um ano, a produção da macaúba pode gerar R$ 60 por palmeira.

“A gente tem que pensar nisso como um negócio e aumentar a possibilidade de gerar renda. Se ele [o produtor] aumenta a renda, ele compra mais, ele produz mais, ele produz melhor e fica mais gostoso viver na roça".

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Começam as visitas do "EPTV na Escola" 2016



As visitas do projeto EPTV na Escola 2016 começam na próxima terça-feira (2) no Sul de Minas. Os estudantes participantes vão conhecer os bastidores da emissora de TV e podem tirar dúvidas sobre o trabalho dos profissionais na sede da emissora, em Varginha (MG).

A décima sétima edição do projeto "EPTV na Escola" propõe que estudantes do interior de São Paulo e Sul de Minas reflitam sobre como contribuir para um país melhor no futuro. O tema do concurso de redações é " O Brasil que eu vou ajudar a construir".

O projeto envolve todos os anos cerca de 100 mil estudantes do último ano do ensino fundamental das redes municipal e estadual, escolas particulares, do SESI e EJA – Educação de Jovem e Adulto.

No dia 05 de agosto será a vez dos alunos classificados das cidades de Caxambu, Baependi, Conceição do Rio Verde e Soledade de Minas, participarem do passeio.

No ano passado, a grande vencedora do EPTV na Escola Sul de Minas foi Karina Pimenta, de Caxambu, estudante do Centro Educacional Genny Gomes. 



Escola estadual de Pouso Alegre revitaliza espaços para ações da Educação Integral

Alunos agora contam com seu Espaço de Esporte e Lazer, fanfarra e também uma horta onde plantam alimentos utilizados no almoço




Em 2015, a Escola Estadual Presidente Arthur da Costa e Silva, em Pouso Alegre, teve que se reinventar. A escola passou a coabitar com o Colégio Tiradentes e precisou encontrar formas de aproveitar espaços ociosos, principalmente para o atendimento dos alunos da Educação Integral. Como resultado desse esforço, este ano a escola inaugurou o seu Espaço de Esporte e Lazer e também a fanfarra.

“O nosso objetivo era que os alunos tivessem um espaço de lazer, então surgiu a ideia de criar um parquinho de diversão para os alunos menores e uma quadra de areia para atender aos estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Também revitalizamos o nosso campo de futebol”, conta o diretor da escola, Társis Siqueira Vilhena.

Os alunos da Educação Integral passaram a ter uma horta e os alimentos cultivados são utilizados na preparação do almoço. “A Educação Integral utiliza um espaço da escola para cultivar a horta. São os próprios alunos que plantam e regam os alimentos”, afirma o diretor.

Além da horta, os estudantes também participam do recreio interativo. No intervalo, a escola disponibiliza cordas, jogos de xadrez e bolas para os alunos. Também foram pintadas amarelinhas e jogo da velha no chão do pátio.

Este ano, a escola também adquiriu instrumentos para a fanfarra. “A nossa escola está completando 44 anos e sempre teve a tradição de ter fanfarra. A nossa estava desativada há uns dez anos, o que nos entristecia muito. Agora retomamos essa ação. Os alunos já estão ensaiando e vamos participar das comemorações do dia 7 de setembro”, afirma Társis.

Para o diretor, as ações que vêm sendo desenvolvidas têm resultado em uma escola mais dinâmica e que atrai mais a atenção dos alunos e a participação da comunidade. “Acho que um dos grandes motivos para o número de alunos estar aumentando tanto é o que estamos realizando. A comunidade está mais participativa e temos uma parceria bem forte”, pontua.

Feira da Matemática

Outra ação que envolve todos os estudantes e professores da escola é a “Feira da Matemática”. Realizada desde 2009, a mostra é o momento em que os alunos aliam a teoria à prática.

“Pegamos todo o conteúdo da Matemática do Conteúdo Básico Comum (CBC) e os alunos apresentam trabalhos diferenciados sobre o tema. São feitos jogos, exposições e maquetes e os alunos explicam o conteúdo para os visitantes. A criatividade é deles e o professor auxilia”, destaca Társis. Os temas são definidos por meio de sorteio.

Fonte: Agência Minas

Atleta formado pela ADHC sagra-se campeão em São Paulo



Um dos pilares da ADHC é revelar, formar atletas e cidadãos. Mais uma vez nos alegramos em ver nossos objetivos sendo alcançados.
O atleta Eduardo Felix, ex aluno da escola Domingos Gonçalves de Melo Mingote, nosso Polivalente, formado nas fileiras da ADHC, no dia 28/07 sagrou-se Campeão em uma das mais dificeis competições do estado de São Paulo, os Jogos Regionais, defendendo a cidade de Jundiaí-SP. Título esse que credenciou a cidade a disputar os Jogos Abertos do Interior de São Paulo. Nós da ADHC nos sentimos muito felizes e com a certeza de que nossos objetivos estão sendo alcançados, apesar de todas as dificuldades e obstáculos.

PARABÉNS DUDU!

ADHC - Juntos Somos Mais Fortes

Entregar um filho para adoção não é crime, abandoná-lo, é.



A adoção é considerada uma medida de proteção à criança e ao adolescente. Muito mais que os interesses dos adultos envolvidos, é relevante se a adoção trará à criança ou adolescente a ser adotado reais vantagens para seu desenvolvimento físico, educacional, moral e espiritual. Sua finalidade é satisfazer o direito da criança e do adolescente à convivência familiar sadia, direito este previsto no artigo 227 da Constituição.

A adoção tem caráter irrevogável, ou seja, aquele vínculo jurídico com a família biológica jamais se restabelece, ainda que aqueles que adotaram vierem a falecer.

Doação de bebês

Poucas pessoas sabem que um bebê pode ser entregue para adoção depois que a mãe biológica declara ao Conselho Tutelar de seu município os motivos pelos quais ela não pode ficar com a criança. O Conselho tutelar é o órgão responsável por fiscalizar os direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Cada município deve ter, obrigatoriamente, pelo menos um Conselho Tutelar. A doação por meio da justiça é legal e tem previsão na Lei 8.069/90, o ECA.

A justiça brasileira exige que a mãe que quer abrir mão do filho passe por uma análise para determinar se ela está enfrentando situações transitórias, como depressão ou problemas financeiros. Nestes casos, o bebê pode ficar em um abrigo ou com uma família acolhedora enquanto ela se recupera.

Após relatar a vontade da doação, a mulher recebe orientação e acompanhamento do serviço social do juizado. Depois do nascimento do bebê, se for mantido o desejo de doar, a criança é levada para um abrigo e após 40 dias a mãe comparece para assinar o termo de consentimento de adoção.

Abandono

O abandono de bebês ou crianças em portas de igrejas, latas de lixo, terrenos baldios, abrigos ou qualquer outro local é crime e os envolvidos, se condenados, poderão cumprir pena de seis meses a três anos de prisão. Caso o abandono resulte em lesão corporal ou morte, a pena de reclusão pode chegar a até cinco ou doze anos respectivamente, conforme o artigo 133 doCódigo Penal.

Adoção Consensual

Uma mãe que escolhe entregar seu filho a um casal específico sem passar pelo conselho tutelar está cometendo uma adoção irregular e o ato é considerado fraude. Ao contrário da adoção legal, na qual um juiz cancela os vínculos afetivos anteriores, na irregular os pais biológicos podem exigir a criança de volta a qualquer momento.

Se a justiça considerar a adoção fraudulenta pode exigir que a criança seja devolvida aos pais biológicos. Caso fique comprovado que a entrega da criança a terceiros ocorreu mediante pagamento ou recompensa, é configurado crime com pena de reclusão de um a quatro anos e multa, conforme artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Entregar o bebê a parentes não é considerado adoção irregular, já que a justiça considera os laços sanguíneos. Acolher para ajudar, com o intuito de devolver o bebê aos pais biológicos depois de um período determinado, também é permitido.

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, somente poderá ser aceita a adoção em favor de candidato domiciliado no Brasil não cadastrado previamente quando:

I - se tratar de pedido de adoção unilateral (quando um dos cônjuges adota o filho do outro;)

II - for formulada por parente com o qual a criança ou adolescente mantenha vínculos de afinidade e afetividade;

III - oriundo o pedido de quem detém a tutela ou guarda legal de criança maior de 3 (três) anos ou adolescente, desde que o lapso de tempo de convivência comprove a fixação de laços de afinidade e afetividade, e não seja constatada a ocorrência de má-fé ou qualquer das situações previstas nos artigos 237 ou 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Saiba mais sobre adoção no Brasil: http://bit.ly/1OwBbqr

Fonte: Senado Federal

Irmãs conquistam seguidores na web com dicas de alimentação saudável

Vídeos e postagens em blog ensinam receitas sem glúten e leite de vaca.
Ideia surgiu após advogada de Varginha descobrir alergia do filho ao leite.



Que a vida iria mudar, Tatiane de Castro não tinha dúvidas quando teve o primeiro filho em Varginha (MG). Mas ela se transformou radicalmente quando ela descobriu que Heitor tinha alergia à proteína do leite de vaca. Dois anos depois, a busca por informações na internet para substituir a alimentação mais comum a qualquer criança se transformou em blog.

A mãe se uniu à irmã nutricionista, Tamires Cardoso, e juntas elas pregam em vídeos e posts nas redes sociais a importância da alimentação sem proteínas agressivas ao organismo – como o glúten – e dos alimentos funcionais. Essa semana, um workshop gratuito na internet ajuda candidatos a mudar de vida até este domingo (31).
Tatiane e Tamires montaram blog com dicas de alimentos sem leite e glúten, Varginha, MG (Foto: Samantha Silva/G1)Tatiane e Tamires montaram blog com dicas de alimentos sem leite e glúten (Foto: Samantha Silva/G1)









Sem chão

A descoberta da alergia veio quando Heitor tinha apenas 8 meses e deixava o leite da mãe. Na primeira vez que ele tomou o leite de vaca, já reagiu e passou mal. Ao tentar o leite em pó, também não funcionou e ele foi parar no pronto-socorro com febre, coceira e manchas na pele. Ao ver os sintomas, os médicos já detectaram o problema com a proteína do leite.

"Eu fiquei desamparada no dia que eu descobri [a alergia do Heitor]", conta Tatiane. "A gente que está acostumada a comer de tudo, quando descobre isso, pensa: 'meu Deus, e agora? Ele não vai poder comer nada'. Mas não é assim, tem muitas alternativas."

Para dar outro tipo de leite, com a proteína hidrolisada, por exemplo, cada lata custaria cerca de R$ 180. "Aí a Tamires falou: 'vamos pesquisar alguma opção de leite vegetal'", conta. Segundo Tatiane, o médico não concordou com a ideia de dar esse tipo de leite, porque faltaria nutrientes.
Heitor bebe chocolate quente preparado sem leite de vaca pela mãe, Tatiane, em Varginha (Foto: Samantha Silva/G1)Heitor bebe chocolate quente preparado sem leite de vaca pela mãe, Tatiane (Foto: Samantha Silva/G1)









E foi aí que ela começou a pesquisar alimentos substitutos em vitaminas para o leite. Tatiane misturava ingredientes como chia, linhaça, suco verde com água de coco, couve, gengibre, cenoura, tudo que pudesse enriquecer o leite vegetal. Quando o Heitor começou a comer, frutas e verduras também entraram no cardápio.

"Eu sempre faço exames do Heitor, o hemograma, e tudo ótimo. E eu vejo pela saúde, ele quase não adoece, está super bem. O intestino funciona super bem", completa.

‘Blogando’ receitas
A ideia de criar o blog veio justamente pela dificuldade em encontrar receitas e informações na internet. Com 30 anos, Tatiane é advogada e até então era “turista” nas redes sociais. Com a alergia do Heitor, ela teve que descobrir novas formas de fazer as receitas tradicionais, como aquela broa caseira da avó, que teve o leite de vaca substituído pelo de nhame.
Atualmente, a página está com mais de 1,3 mil seguidores do Facebook e 1,5 mil no Instagram.


Leite de nhame? Pois é, outra receita que pode ser feita em casa, além do bolo de cenoura sem farinha de trigo, usando amido sem glúten, a tapioca, etc. “Fui testando, às vezes não dava certo, e até hoje vou tentando mexer em alguma coisa”, completa Tatiane. Além de substituir o leite, ela também optou por não dar alimentos com glúten para o Heitor, mesmo ele não sendo alérgico.

À medida que as receitas iam funcionando, ela publicava fotos dos pratos em seu perfil em uma rede social. “[Depois que eu publicava], as pessoas me pediam a receita. As amigas, algumas que inclusive têm filhos, a sogra, as primas do meu marido. E aí sugeriram de eu fazer um blog pra colocar tudo lá, porque às vezes eu demorava a passar a receita”, conta.

"Eu fiquei meio relutante, pensei: 'meu Deus, como eu vou arrumar tempo pra isso'? Mas depois eu pensei: 'poxa, mas pode ajudar outras mães'. Porque eu tive muita dificuldade [pra achar as receitas]."
Tatiane grava vídeos preparando as receitas na cozinha de casa, Varginha (Foto: Régis Melo/G1)Tatiane grava vídeos preparando as receitas na
cozinha de casa (Foto: Régis Melo/G1)


O blog Banquete do Bem entrou no ar em janeiro deste ano com o foco nas dietas que restringem as proteínas mais comuns que causam alergias, como o glúten e a do leite de vaca. De início, Tatiane simplesmente ia publicando as receitas com as dicas que ela testava na cozinha de casa.

As ideias eram boas para as mães que geralmente gastam muito dinheiro comprando alimentos específicos para alérgicos. "Dá pra usar farinha de arroz [por exemplo], que acha em todos os supermercados. Eu gosto muito de trabalhar com leite de nhame também, porque ele é barato e é versátil, serve pra muita coisa: chocolate quente, bolo, um suco. E ele é rápido e fácil de fazer."

Em fevereiro, ela começou a postar vídeos também ensinando como fazer alguns pratos. Com o interesse de cada vez mais pessoas, surgiu a ideia de criar um projeto mais abrangente de mudança de vida. De filho pra mãe, ela mesma mudou seus hábitos alimentares para uma rotina mais saudável. “E aí entrou a Tamires com as informações técnicas, pra difundir a alimentação saudável pra todo mundo”, conta.



‘Limpando’ a mesa
Tamires Cardoso, de 28 anos, seguia a carreira de nutricionista em Curitiba (PR) quando resolveu fazer um curso técnico de gastronomia. Da passagem do consultório para a mesa dos restaurantes, ela engordou 7 quilos em dois anos. “Era muita comida. E a gente queria experimentar todos os pratos”, conta. Com a profissionalização, ela começou a trabalhar em indústrias de salgados, e em seguida, assumiu a gerência em uma panificação.

Foi só quando começou a trabalhar em uma empresa de sucos prensados a frio que ela aprendeu sobre os alimentos funcionais e se especializou na área. “Quando eu tirei da minha alimentação o leite e o glúten, eu perdi 13 quilos. Tem gente que acha que esse tipo de dieta é modismo, mas atualmente, pelo menos 60 doenças são associadas ao consumo de glúten”, afirma Tamires.
Eu sempre digo: alimento é mais barato que medicamento. É a longevidade. Porque tudo isso vai influenciar lá quando você tiver 60, 70 anos."
Tamires Cardoso, nutricionista


Entre as mais comuns, segundo ela, estão as “ites”: rinite, sinusite, bronquite, e até o autismo. “Você tira o glúten e o leite, os pacientes melhoram”, completa. Outros sintomas associados ao consumo de determinados alimentos são a enxaqueca, gases, vômito, intestino preso, caspa, unha frisada ou quebradiça, ressecamento de pele.

“Você vai intoxicando seu organismo aos poucos, tanto quem tem a intolerância como alimentos que prejudicam qualquer organismo. E só quando você para de usar, que você percebe o quanto faz mal. Eu costumo dar o exemplo de um balde com água suja. Se você está limpando o chão e enxaguando o pano na água suja, você não percebe quanto mais sujeira está entrando na água. Mas se você pega o pano sujo e coloca na água limpa, aí você vê a sujeira”, explica.

Tamires deixou o emprego e manteve apenas o consultório de nutrição para entrar no projeto Banquete do Bem. No blog, ela dá as dicas de substituições de alimentos e informações sobre cada dieta e as mudanças no organismo que elas podem causar.
  •  
Irmãs gravam vídeos com receitas e dicas para internautas mudarem alimentação, Varginha (Foto: Reprodução/Facebook/Banquete do Bem)Irmãs gravam vídeos com receitas e dicas para internautas mudarem alimentação
(Foto: Reprodução/Facebook/Banquete do Bem)

Projeto possível?
Mas em pleno século da vida corrida de trabalho fora de casa, família, compromissos, a pessoa tem tempo para fazer comida em casa? “Se a pessoa tem tempo pra dormir, ela precisa arrumar um tempo pra fazer a sua comida. A principal ideia é congelar os alimentos. Hambúrgueres caseiros, por exemplo, que podem ser fritos na hora. Molho de tomate pra fazer um macarrão. As frutas é só lavar e comer, outras nem precisa lavar. E sempre levar a marmita [pro trabalho]”, ‘bate o martelo’ Tatiane.
Alimentos ou ingredientes funcionais são aqueles que produzem efeitos benéficos à saúde. Além de suprir as funções nutricionais básicas do organismo, reduzem riscos de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes.


E outra pergunta que não quer calar. Sem leite, sem ingredientes com glúten, a comida é mesmo boa? “Não tem como falar que 'nossa, é igualzinho, é perfeito, idêntico', mas assim, eu penso que se a pessoa tem interesse em mudar ela tem que ir dando oportunidades para os alimentos. Tem coisas muito saborosas e até melhores. Quem está acostumado a tomar leite com achocolatado, num caso desse [a receita acima de chocolate quente sem leite], teria que adoçar mais um pouco pra começar a se adaptar”, responde Tatiane.

Tamires completa frisando a importância de pensar na qualidade de vida, que evita tantos problemas no futuro. “Eu sempre digo: alimento é mais barato que medicamento. Dá mais trabalho e às vezes vai gastar um pouco mais, mas você vai ter mais nutrientes e não só energia, que muitas vezes é uma falsa energia e não a que o seu organismo precisa. É a longevidade. Porque tudo isso vai influenciar lá quando você tiver 60, 70 anos”, finaliza.

Workshop
Os vídeos do workshop são veiculados ao vivo pela internet. Basta a pessoa fazer o cadastro e acessar o material gratuitamente. São vídeos com receitas e dietas, além de aulas sobre os alimentos e a influência deles no organismo.

Após o workshop, que segue até domingo em horários variados, se a pessoa quiser adquirir o Pacote Premium, ela passa a ter acesso ilimitado aos vídeos, além de bônus com sessões de coach. Além da Tatiane e da Tamires, outros especialistas também são convidados para participar do workshop.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Como processar um Fake que me ameaçou no Facebook?

O cyberbullying.



No Brasil é permitido todo mundo falar o que quiser, na hora que quiser, sobre o quiser (pelo menos em teoria...) - desde que não seja no anonimato. Quem disso isto? A Constituição Federal em seu artigo , IV: é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

Entretanto, o que vemos nas redes sociais é uma chuva deFakes criados para cometer crimes como o Calúnia (art. 138do CP), Difamação (art. 139 do CP) ou Injúria (140 do CP) e o de ameaça (art. 147 do CP).

Eu, por exemplo, em um grupo feito para debater as Eleições Municipais de Conceição do Coité, interior da Bahia, fui vítima de ameaça.
Como processar um Fake que me ameaou no Facebook

Cidades do Sul de Minas se animam com possível reativação dos cassinos

Projeto de lei que pode trazê-los de volta tramita na Câmara e no Senado.
Municípios como Caxambu, Lambari e Poços de Caldas aguardam.





Um projeto de lei, que tramita na Câmara Federal e no Senado, tem deixado moradores de cidades turísticas do Sul de Minas sonhando com a volta dos cassinos. Proibido no Brasil desde 1946, eles eram atrativos em algumas cidades da região. Com a proibição dos jogos de azar, os cassinos foram fechados e muitos estabelecimentos acabaram se transformando em hotéis.

A expectativa é que municípios como Caxambu (MG), Lambari (MG) e Poços de Caldas (MG) revivam a época de ouro dos jogos. O objetivo do projeto é a geração de empregos e impostos. A lei ainda está sendo muito debatida e a previsão é que ela seja aprovada até o ano que vem.

O texto discutido no congresso traz algumas exigências que estão sendo questionadas pelas cidades que já tiveram cassinos. Uma delas fala sobre a grande estrutura de lazer com 500 dormitórios que deve ser oferecido pelo estabelecimento.

“Eu gostaria que fosse uma lei menos restritiva. Tivesse menos reserva de mercado, pra que resgatasse a tradição de cassinos na nossa região e que também garantisse um futuro melhor pra economia local”, alega o presidente da Associação Comercial de Caxambu, Luydi Alfredo de Carvalho.

Uma das cidades que comemora o projeto é Caxambu, que chegou a ter oito cassinos. Os estabelecimentos atraiam para a cidade turistas dispostos a gastar e se divertir. Dinheiro que movimentava toda a região. O município é detentor de um dos hotéis cassinos mais antigos do país. O prédio inaugurado em 1892, viveu tempos de luxo na época da jogatina, onde funcionou por cerca de 50 anos. Com a proibição dos jogos de azar, muita coisa mudou no município.

“Caxambu se restringiu muito com a proibição do jogo, principalmente os funcionários que perderam o emprego e a profissão”, disse José Perez Gonzales, gerente do antigo hotel cassino.

Em Lambari, o cassino funcionou apenas uma noite em 1911. De lá pra cá, o espaço já passou por sete reformas. A última custou quase R$ 9 milhões. Mas hoje, nada funciona no local que serve apenas como peça decorativa na cidade.

“Tem condições pra receber o turismo e pode ser aberto para convenções, pra salas de cinema, de áudio, restaurantes, mas como não temos condição de manter, temos que estar com ele fechado”, explica a presidente da associação de turismo do município Liane Ferreira Kroph.
Cassino de Lambari funcionou por apenas uma noite, em 1911 (Foto: Reprodução EPTV)Cassino de Lambari funcionou por apenas uma noite, em 1911 (Foto: Reprodução EPTV)


Já em Poços de Caldas, o retorno do cassino é visto como mais um atrativo para o turismo local.

“Poços tem diversos atrativos, não depende só dos cassinos como foi naquela época, mas é claro que tudo é muito bem-vindo, desde que seja muito bem feito e muito bem fiscalizado”, conta a diretora de Turismo de Poços de Caldas, Rose Lino.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Festival Nacional da Canção começa hoje em São Lourenço, MG

Vinte composições serão apresentadas em frente ao Parque das Águas.
As cinco melhores canções se classificam para as semifinais do festival.


Começa nesta sexta-feira (29) em São Lourenço (MG) a 46ª edição do Festival Nacional da Canção (Fenac). Ao todo, 20 composições serão apresentadas na Praça João Lage, em frente ao Parque das Águas, sendo metade nesta sexta-feira e outras 10 no sábado (30).

As cinco melhores canções se classificam para as semifinais do festival, que acontece em Boa Esperança (MG) nos dias 2 e 3 de setembro. Cada uma das classificadas irá garantir um prêmio de R$ 2,5 mil.

A próxima cidade que vai receber o Fenac é São Tomé das Letras (MG), nos dias 5 e 6 de agosto. Em seguida, o evento passa por Extrema (12 e 13/8), Três Pontas (19 e 20/8) e Guapé (26 e 27/8).

De todas as cidades, saem 25 semifinalistas que disputarão vagas na grande final, no dia 4 de setembro. Cada finalista irá receber no mínimo R$ 3,5 mil de premiação. No total, o 46º Fenac vai distribuir R$ 193 mil em prêmios e entregará o troféu Lamartine Babo ao grande vencedor.

Festival Nacional da Canção começa nesta sexta-feira em São Lourenço (Foto: Divulgaçao Fenac)Festival Nacional da Canção começa nesta sexta-feira em São Lourenço (Foto: Divulgaçao Fenac)


Neste ano, compositores de 24 estados brasileiros se inscreveram no festival, com cerca de 2 mil músicas. Apenas 100 delas foram selecionadas para participar das etapas classificatórias.

Simultaneamente ao Festival Nacional da Canção, acontece durante o dia, no Calçadão I, em São Lourenço, o Festival Nacional da Cultura, que completa 7 anos de trajetória. O público vai acompanhar o que há de melhor na música clássica, instrumental, teatro e dança.

Fonte G1 Sul de Minas/EPTV

Anvisa proíbe venda de extrato e molho de tomate com pelo de roedor

Marcas Amorita, Aro, Elefante, Predilecta e Pomarola foram citadas.
Decisão determina que fabricantes recolham produtos do mercado.



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda e distribuição em todo o país de quatro lotes de extrato de tomate das marcas Amorita, Aro, Elefante e Predilecta e de um lote de molho de tomate tradicional da marca Pomarola após um laudo detectar pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente.

A decisão foi publicada no "Diário Oficial da União" desta quinta-feira (28). As fabricantes terão que recolher os produtos do mercado.

A resolução nº 1.995 proíbe a distribuição e venda do extrato de tomate da marca Amorita, fabricado pela empresa Stella D'Oro, lote L 076 M2P, válido até 01/04/2017.

A resolução nº 1.996 proíbe a distribuição e venda do extrato de tomate da marca Predilecta lote 213 23IE, válido até 03/2017, e também do extrato de tomate da marca Aro, lote 002 M2P, válido até 05/2017. A Predilecta Alimentos é responsável pela fabricação dos produtos.

A resolução nº 1.997 proíbe a distribuição e venda do molho de tomate tradicional da marca Pomarola, lote 030903, válido até 31/08/2017, e também do extrato de tomate da marca Elefante, lote 032502, válido até 18/08/2017. A Cargill Agrícola é a fabricante dos produtos.

As empresas
A Cargill informou que tomou conhecimento da determinação da Anvisa com relação aos lotes citados e está trabalhando na adoção das medidas necessárias em decorrência de tal determinação. "A empresa reitera o compromisso com o cumprimento de todas as normas de segurança dos alimentos e padrões de higiene. Assegura ainda que os produtos dos referidos lotes não oferecem qualquer risco à saúde de seus consumidores. A Cargill permanece à disposição para os esclarecimentos que se façam necessários", informou. Segundo a empresa, os consumidores podem recorrer ao SAC pelo número 0800 648 0808 para esclarecer de dúvidas referentes aos produtos e lotes em questão.

A Predilecta Alimentos informou que "o caso se trata de notificação realizada pela Diretoria de Vigilância Sanitária de Santa Catarina, acerca de lotes encontrado somente nessa região. A empresa mesmo não reconhece o defeito apontado, recolheu todos os produtos dos referidos lotes e tomou as providências que a legislação determina. O processo publicado no Diário da União está em fase de julgamento de recurso apresentado".

A empresa ressaltou que opera dentro dos padrões nacionais e internacionais de acordo com a legislação vigente e é auditada periodicamente por empresas e órgãos reconhecidos mundialmente. "O controle de qualidade está presente em todas as etapas, desde o cultivo da lavoura até a saída do produto pronto. Toda embalagem possui um código que permite rastrear todas as informações referentes ao produto, desde o cultivo, até o processamento na indústria. O alto grau de automação de todas as linhas de fabricação, associada ao emprego de práticas de fabricação certificadas internacionalmente, eliminam as possibilidades de contaminação dos produtos", informou a Predilecta Alimentos.

O Makro informou que "o processo de seleção de fornecedores para um produto de marca própria passa por um rígido controle de qualidade tanto na parte de auditorias em instalações fabris quanto em análises laboratoriais periódicas dos produtos, realizadas por empresas terceiras renomadas no mercado e contratadas diretamente pelo Makro".

Segundo a empresa, o produto extrato de tomate ARO será recolhido de todas as lojas Makro para análise e medidas cabíveis. Dúvidas referente ao produto e lote em questão, podem ser atendidas através do e-mail aro@makro.com.br.

Segundo a decisão, o Laboratório de Saúde Pública de Santa Catarina (LA-CEN-SC) foi o responsável pelas análises e detectou matéria estranha indicativa de risco à saúde humana.

Do G1, em São Paulo

Minas aposta em nova exploração de minerais



Maior produtor de ferro, ouro e nióbio do país, o estado de Minas Gerais agora aposta em tecnologia para explorar também material de altíssimo valor agregado que está revolucionando a indústria contemporânea. São as chamadas supercommodities -grafeno e terras raras- presentes em semicondutores e processadores da microeletrônica, baterias de última geração, telas superfinas sensíveis ao toque e aços de ligas levíssimas, entre outras aplicações.

São as chamadas supercommodities -grafeno e terras raras- presentes em semicondutores e processadores da microeletrônica, baterias de última geração, telas superfinas sensíveis ao toque e ímãs de terras raras, entre outras aplicações.

O projeto mais ambicioso é o MG Grafeno, que aportará investimentos de R$ 21,3 milhões para a produção, ainda em escala piloto, de grafeno a partir do grafite natural, o mesmo material presente no lápis. O estado tem uma das maiores reservas de grafite de alta qualidade do mundo.

Enquanto uma tonelada de grafite hoje é comercializada por US$ 1.000 no mercado internacional, o mesmo volume de grafeno custa 500 vezes mais. Dependendo da aplicação, o grama do grafeno custa aproximadamente US$ 1.000.

O grafeno é um nanomaterial, formado a partir de átomos de carbono, dispostos em formato hexagonal, com inúmeras características e aplicações. É
maleável, leve, ultrarresistente (mais do que o aço), transparente, impermeável e condutor de eletricidade e de calor.

É um material bidimensional, com alto poder de recobrimento, com aplicações em compósitos, tintas e vernizes com propriedades anticorrosivas, por exemplo. Também poderá ser empregado em membranas para filtração e dessalinização de água do mar, entre outras aplicações.


Será usado também para aumentar a capacidade e reduzir ainda mais o tamanho de microprocessadores dos smartphones, tablets, computadores, telas sensíveis, sensores e transmissores de informações de máquinas e equipamentos inteligentes conectados à internet.

A iniciativa MG Grafeno é uma parceria da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais) com a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e o CDTN (Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear), ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

A unidade, que inicialmente terá capacidade de produzir 30 kg de grafeno de alta qualidade por ano, poderá ser multiplicada para operar em escala industrial, produzindo várias toneladas por ano.

A proposta não é apenas agregar valor a um bem mineral, mas formar uma massa crítica com mão de obra qualificada para trabalhar com tecnologia de ponta em toda uma cadeia de produção que vem junto com as aplicações do grafeno.

No mundo, há menos de dez empresas que fabricam e exploram suas aplicações. O grafeno será produzido a partir da grafita natural. As reservas mundiais de grafita chegam a 131,4 milhões de toneladas, sendo que 59,5 milhões de toneladas estão no Brasil.

Manipulação de filme de grafeno

NIÓBIO E ÍMÃS

A maior jazida do mundo de nióbio, um dos metais mais leves e resistentes da natureza, fica em Araxá (MG). Esse metal permite que a indústria siderúrgica produza aços de liga leve e de alto valor, que têm inúmeras aplicações industriais.

A exploração em Araxá é feita pela CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), empresa parceira da Codemig e que responde por 75% da produção mundial de nióbio.

Um dos subprodutos da exploração do nióbio são os óxidos de terras raras. Em parceria com a Codemig, a CBMM desenvolveu a tecnologia para a separação e a obtenção dos óxidos de terras raras.

A partir do domínio tecnológico da obtenção desses óxidos, surgiu outra iniciativa da Codemig: o Laboratório-Fábrica de Ligas e Ímãs de Terras Raras, em parceria com a Fundação Certi e contando com a participação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas, da Universidade Federal de Santa Catarina e da CBMM.

O desenvolvimento da tecnologia e a produção de ímãs de alta potência em Minas Gerais representam um grande avanço na agregação de valor às reservas de terras raras existentes no estado e um passo decisivo para o fomento de toda cadeia produtiva de motores e geradores elétricos de alta eficiência.

Os ímãs de terras raras são componentes-chave de aplicações intensivas em energia, como aerogeradores e motores elétricos para máquinas industriais, eletrodomésticos, elevadores e carros híbridos e elétricos, além de constituir um dos grandes responsáveis pelo aumento da eficiência energética.

Fonte: Folha de São Paulo

Boninho fala pela primeira vez sobre Tiago Leifert comandar o “BBB 17”



Com as notícias de que Pedro Bial deixaria o “Big Brother Brasil” para comandar um talk show no lugar de Jô Soares, que está em sua última temporada na Globo, Tiago Leifert começou a ser cotado para apresentar o “BBB”.

Ao jornal O Dia, no entanto o diretor Boninho, responsável pelo núcleo de variedades e realities da Globo desde 2014, que disse que ainda não há nenhuma confirmação. “Por enquanto é tudo especulação. Nada confirmado”, declarou o diretor.

Ainda de acordo com o jornal carioca, a partir do próximo ano a Globo também pode promover grandes mudanças em sua programação matinal, colocando o “Encontro com Fátima Bernardes” – que é de responsabilidade de Boninho – na faixa da tarde.

Fonte: www.otvfoco.com.br

Portar faca com mais de 10 centímetros de lâmina passa ser crime em Minas

Projeto polêmico foi sancionado nesta quinta-feira e publicado no Diário Oficial de Minas Gerais

foto ilustrativa


Se você carrega em seu automóvel ou caminhão uma faca para uso diverso, como descascar uma fruta, nos apetrechos da pescaria ou outros, cuidado, agora você pode ser preso por isso e pagar multa de R$ 2,7 mil. O governador Fernando Pimentel sancionou nesta quinta-feira, dia 28, a lei que proíbe o porte de arma branca no estado, a exemplo do que já ocorre em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A autoria do projeto é de um deputado do PMDB, ele foi aprovado na Assembleia Legislativa de Minas no dia 7 deste mês e publicado na edição do Diário Oficial de Minas Gerais desta quinta-feira. A proibição é polêmica e aqueles que a defendem, afirmam que isso poderá reduzir o número de feridos e mortos por arma branca no Estado e apresentam dados das forças de segurança pública que mostram que o número de pessoas feridas e mortas por faca em Minas é muito alto.

A nova norma define arma branca como artefato cortante ou perfurante, geralmente destinado à ação ofensiva, como faca, punhal ou similares, cuja lâmina tenha 10 centímetros de comprimento ou mais. Contudo, a infração só fica configurada, pelos termos da lei, se a pessoa estiver com a lâmina na mão, na cintura ou no veículo, já que a própria legislação considera que "não configura porte de arma branca o transporte do artefato na embalagem original; em bolsas, malas, sacolas ou similares; em veículos, desde que acondicionados em mala ou caixa de ferramentas; em razão de atividade econômica desempenhada pelo transportador".

Levantamento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aponta um número preocupante: 678 pessoas morreram em decorrência do uso de instrumentos cortantes ou perfurantes em 2014, número superior ao do Rio de Janeiro, que em igual período foi de 294, mas inferior ao de São Paulo, que registrou 999 óbitos. Já os registros de internações nos hospitais conveniados ao sistema foram maiores em Minas Gerais, que no Rio de Janeiro e São Paulo.

Em Minas procuraram os hospitais no ano de 2014, 2.241 mil pessoas com ferimentos decorrentes de faca, punhal ou objeto cortante e perfurante, contra 398 no Rio e 1.705 mil em São Paulo.




Fonte: Jornal de Lavras

Vai até o dia 31 de julho o Festival Cante e Conte de Baependi - 34ª Edição




Todos os eventos serão realizados na Praça Monsenhor Marcos.


Confira a Programação dos últimos dias:


Dia 29/07- Sexta-feira***

Exposição da Fotógrafa de Karol Fernandes, Baependi-MG;
10h: Atividade Infantil:
Show de Talentos Cante & Conte: danças, desfiles e etc;
14h: Gincana Infantil:
16h: Teatro Infantil: Show de Palitoches: “ Dona Baratinha”, Escola Raquel Campos – Direção Cláudia Helena – Bapendi-MG
19h: Prova de Minas: Experiência de Minas em suas Mãos – Mostra da Comidas e Bebidas Mineiras
19h: Final do Voz Kids Baependi: Festival de Música com artistas até 15 anos;
21:30 Apresentação de Dança:“American Hip Hop” – Karina Nogueira, Caxambu-MG;
22:30 Show do Conjunto Trilhas e Becos – A Idade de música – Noite dos Cássicos Nacionais e Internacionais, Lavras-MG;




Dia 30/07 – Sábado***

10h: Pinta o Sete;
14h: Arte da Praça: Várias atividades envolvendo música, pintura, fotografia, maquiagem, desenho, arte circense e etc.
17:00 hrs.: Apresentação da Banda “ Os Helenicos”, Regional e Reggae, Baependi-MG;
22h: Sou do Mundo, Sou de Minas Gerais-Tributo a Eliz Regina, Show com a cantora Leila Rosa e Banda, Poços de Caldas
23:30hApresentação de Dança: Stilleto- com Adrian Rossalle– Baependi-MG
23:45m: Tributo a Raul Seixas e o Rock ‘N” Roll- Show com a Banda Turkley – S.P;
01h: Baile Final de Férias-Aniversário do Clube do Botafogo 36 anos -Cante & Conte- Banda Jhony da Mix – Sede Social Botafogo
Futebol Clube;





Dia 31/07 – Domingo***

Exposição de Fotografia dos fotógrafos Ricardo Melo e Ricardo Levenhagem
11h: Apresentação do Sr Quinzinho e Banda Baependi-MG;
12h: 1º Festival Gastronômico dos Produtores Rurais de Baependi
Apresentação do Conjunto Confraria do Samba, Itajubá-MG;
20h: Forró Cultural.

Lei que obriga uso do farol durante o dia pode ser alterada




A recente alteração no Código de Trânsito que obriga os motoristas a usarem faróis baixos durante o dia nas rodovias brasileiras motivou a apresentação de outro projeto de lei no Senado (PLS 262/2016). O texto, do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), busca eliminar a necessidade de acender os faróis durante o dia em vias urbanas e liberar do uso do farol baixo os veículos equipados com luzes diurnas.

De acordo com o texto, o uso dos faróis baixos durante o dia será obrigatório nas vias rurais, que compreende estradas e rodovias. Nas vias urbanas, ainda que sejam consideradas rodovias, o uso será dispensado. De acordo com o autor da proposta, em condições de tráfego pesado, com a presença de motociclistas, manter todos os faróis acesos pode piorar as condições de segurança.

Valadares também lembra que, embora não seja um item obrigatório, muitos veículos em circulação no país já são equipados com luzes de circulação diurna, que servem para deixar o veículo mais visível. “O equipamento cumpre exatamente a mesma função para a qual tornou-se obrigatório o acendimento da luz baixa”, explicou.

O texto, apresentado em junho, vai ser analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Ainda não foi designado relator para o projeto.

Lei

A Lei 13.290/2016, que determina o uso obrigatório de farol baixo durante o dia em rodovias, teve origem no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 156/2015, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), aprovado no Senado no final de abril.

Durante a análise pelo Senado, a medida, instituída para aumentar a segurança nas estradas, foi defendida pelo relator da matéria, senador José Medeiros (PSD-MT), que atuou como policial rodoviário federal por 20 anos. Para ele, trata-se de um procedimento bastante simples que deve contribuir para a redução das mortes nas rodovias.




Da Agência Senado

Abono PIS/Pasep 2016 (base 2015) começou a ser pago nesta quinta-feira. Você tem direito?

Para fazer jus à quantia, o trabalhador precisa cumprir alguns requisitos.




Começou nesta quinta-feira (28 de Julho) o período de saque do abono PIS/PASEP de 2016 (ano-base 2015), para os nascidos no mês de Julho. Para isso, o trabalhador cumprir os seguintes requisitos:
estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
ter recebido remuneração mensal média de até 2 salários mínimos em 2015;
ter exercido trabalho remunerado por pelo menos 30 dias em 2015;
ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
Prorrogado o prazo do saque do abono de 2014

Pra quem perdeu o prazo do abono de 2015 (base 2014) que se encerrou no mês passado, o Governo Federal prorrogou o prazo por mais 1 mês, que terminará em 31 de Agosto. Para ter direito ao abono salarial de 2015 (base 2014), o trabalhador precisa dos mesmos requisitos acima, porém no ano de 2014.
Como sacar

De acordo com a Caixa Econômica Federal, antes de sacar oPIS, o trabalhador deverá verificar se o benefício não foi depositado diretamente na conta. Caso contrário, deve comparecer com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, o trabalhador pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de um documento de identificação.

- Já os participantes do Pasep (Banco do Brasil), após verificar se houve depósito na conta, devem procurar uma agência e apresentar um documento de identificação.

- As informações sobre o direito ao saque também podem ser obtidas pela Central de Atendimento Alô Trabalho – 158; pelo 0800-7260207, da Caixa; e pelo 0800-7290001, do Banco do Brasil.

O valor equivale a um salário mínimo vigente na data de pagamento, atualmente em R$ 880. Os recursos que não forem sacados retornam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
O que é o abono do PIS/Pasep

Ambos são provenientes de contribuição social devida pelas empresas para financiar o pagamento do Seguro Desemprego e do Abono Salarial para os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos e que tenham trabalhado pelo menos 30 dias no ano que serve como base para o pagamento.

Os programas foram instituídos com a justificativa de promover a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas, e consistem num programa de transferência de renda.
Qual a diferença entre PIS/Pasep?

Basicamente, não existe qualquer diferença entre o PIS e oPASEP. Ambos pagam o Abono Salarial no valor de um salário mínimo, seguindo um cronograma que trata cada cadastrado pela sua data de nascimento (para os cadastrados no PIS) ou segundo o número final de inscrição (para os cadastrados no PASEP).
Por que o pagamento é feito por calendário?

A tabela do abono salarial existe para evitar que os bancos fiquem sobrecarregados com muita gente indo fazer os saques ao mesmo tempo. Por conta disso, os benefícios do Governo Federal como o PIS e Bolsa família costumam ser pagos em calendários para evitar o congestionamento de agências.
Referências

Calendário completo sobre os prazos do Abono 2016 (base 2015).

Diferença PIS/Pasep.




Lucas Domingues
Oficial Legislativo

Acadêmico em Direito (Esamc Sorocaba). Ex-estagiário da Receita Federal do Brasil, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e Defensoria Pública da União. Atualmente, Oficial Legislativo da Câmara Municipal de Sorocaba.

Polícia começa a ouvir testemunhas de atropelamento em Campos Gerais

Caso aconteceu no último domingo (24) no bairro Baixão.
Câmeras de um circuito de monitoramento registraram toda a ação.




A Polícia Civil deve começar a ouvir ouvir as testemunhas e os envolvidos para tentar desvendar o que teria levado motivado o atropelamento de um casal no último domingo (24), em Campos Gerais (MG). Câmeras de um circuito de monitoramento registraram a ação na Rua Simão Martins Ferreira, no bairro Baixão.

Nas imagens é possível ver quando o casal está descendo a rua e um carro se aproxima. De repente, o motorista arranca e joga o carro em cima do casal. Depois, o rapaz atropelado se levanta e começa a brigar com o motorista.

De acordo com o boletim de ocorrência, o motorista do veículo e o homem que foi atropelado já se conheciam e vinham se desentendendo há tempos.

"Vou intimar todos os envolvidos, testemunhas, vítimas, autor e vamos acionar a perícia. Ao final, vamos identificar a delimitação pra ver quais são as consequências jurídicas pro caso", diz o delegado Eduardo Braga Côrrea.

Casal é atropelado e polícia investiga se ação foi premeditada em Campos Gerais (MG) (Foto: Cangere Notícias)Casal é atropelado e polícia investiga se ação foi premeditada em Campos Gerais (MG) (Foto: Cangere Notícias)


A mulher do motorista já esteve na delegacia e informou à polícia que, após a confusão, o marido teria sido ameaçado pelo homem que foi atropelado. Segundo ela, o rapaz estaria armado e teria ateado fogo em uma moto.

Ainda de acordo com o delegado, as imagens vão ajudar na investigação. "Demonstra, realmente, que foi uma ação dolosa, não foi por negligência, imprudência ou imperícia. Foi de fato uma ação dolosa, que poderia ter levado a óbito o casal", explica.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Movimento Vem Pra Rua convoca novo protesto para o dia 31 de julho


Grupo informa que haverá atos em pelo menos 175 cidades




O Vem Pra Rua, um dos principais movimentos que pediram o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, marcou nova manifestação nacional para o dia 31 de julho.


Em nota, o Vem Pra Rua afirmou que haverá atos em pelo menos 175 cidades. O grupo resumiu suas reivindicações em cinco itens: defendem o impeachment definitivo de Dilma; manifestam apoio à Operação Lava Jato; pedem a aprovação do projeto das 10 medidas contra a corrupção proposto pelo Ministério Público Federal; querem a prisão de políticos corruptos; a renovação política e o fim do foro privilegiado.

Segundo informações dos organizadore, até o dia 19 de julho, em Minas Gerais está confirmada a participação das seguintes cidades:

Belo Horizonte, Brasópolis, Chapada Gaúcha, Divinópolis, Formiga, Governador Valadares, Ipatinga, Itajubá, Juiz de Fora, Passos, Patrocínio, Salinas, Santo Antônio do Monte, Três Corações, Uberlândia, Varginha e Vazante.





Briga entre vizinhos acaba em morte na cidade de Três Pontas



A Polícia Militar de Três Pontas está a procura de Alessandro Pereira dos Reis de 45 anos, acusado de ter matado a tiro o motoboy Renato Batista de 28 anos, na porta de casa, no bairro Bom Pastor.

De acordo com a PM, Renato estava em casa na Rua José Gonçalves da Costa, tomando cerveja com mais quatro amigos, quando por volta da meia noite e meia desta quarta-feira (27), o suspeito o chamou. A mãe foi quem ouviu e avisou o filho que o vizinho estava o chamando. Quando Renato saiu na porta, segundo a PM eles discutiram, Alessandro sacou uma arma e fez um disparo que atingiu a cabeça do motoboy. Ele caiu na porta de casa, na frente da mãe. Um dos amigos que estava lá dentro saiu para ver o que era e já encontrou o amigo todo ensanguentado. Renato ainda pediu que o amigo não o deixasse morrer.

Na porta da residência ficaram as enormes marcas de sangue. O motoboy foi socorrido pelo SAMU para o Pronto Atendimento Municipal (PAM), mas já chegou morto.

O acusado que mora na casa ao lado pegou uma moto e teria fugido para a zona rural do Município.

Amigos do motoboy disseram que tudo aconteceu por causa do barulho. Eles já haviam discutido antes. A mulher do suspeito contou à polícia, que eles já haviam feito vários boletins de ocorrências denunciando o problema de som que segundo ela era frequente.

Os amigos de Renato contou que ele sempre foi uma pessoa muito tranquila e já estaria disposto a mudar da casa para evitar confusão. Já estava até procurando outra casa para alugar, mas não deu tempo.

A Polícia ainda procura por Alessandro Pereira dos Reis. Ele tem passagens pela polícia por envolvimento com o jogo do bicho.

O corpo de Renato Batista será levado para o Instituto Médico Legal (IML), de Varginha. A Perícia e o delegado de Polícia Civil Dr. Gustavo Gomes fizeram o trabalho pericial no local do crime.

Fonte: Equipe Positiva