MEC MIR , o novo point de Baependi


Em breve será inaugurada em Baependi a nova Lanchonete MEC MIR, com a qualidade e o sabor que você já conhece, mas com muitas novidades.

Com design moderno, um espaço cuidadosamente pensado para oferecer um ambiente aconchegante, onde você possa passar momentos agradáveis saboreando um dos melhores cardápios em lanche da cidade.


A Lanchonete MEC MIR de Baependi preparou muitas novidades para você e sua família, estaremos esperando sua visita na Rua Doutor Brotero Pilar Cobra nº 38 ( Embaixo da Boite Cine), Centro, Baependi, MG. 


AGUARDEM!!!!

Aeroportos entram na pauta de obras do Governo de Minas Gerais

Municípios de Três Corações, Manhuaçu e Itajubá vão receber, no total, R$ 77,2 milhões em investimento na infraestrutura aeroportuária

Minas Gerais possui a maior malha aeroviária do Brasil. Manter e ampliar essa infraestrutura são diretrizes da atual administração para atender às necessidades de deslocamento dos mineiros. O governador Fernando Pimentel já autorizou o início das obras em três aeródromos, nas cidades de Itajubá, Manhuaçu e Três Corações. O valor total investido será de R$ 77,2 milhões.


Os aeroportos regionais servem para conectar rotas, reduzindo o tempo de deslocamento dos passageiros com a necessidade de pegar voos em outras cidades. Eles ainda são capazes de estimular a indústria e o agronegócio local.


Em uma economia globalizada, empresários procuram regiões com boa capacidade logística para investir. Já do lado dos trabalhadores, o aeroporto é mais um atrativo para que profissionais de ponta migrem para o interior.


“Difundir a aviação executiva permite que mais áreas atraiam investimento, mas a expansão da infraestrutura aeroportuária fortalece também as aviações comercial, de passageiros e social, dando garantias de atendimento para população em situações críticas ou de emergência”, afirma o diretor de Infraestrutura Aeroviária da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop), Marco Antônio Migliorini.


O Plano de Investimento em Aeroportos, adotado este ano, visa alinhar a política estadual para o setor com o planejamento da União. O Governo Federal pretende investir R$ 815 milhões em 33 aeroportos de Minas Gerais, sendo que um deles – o de Itajubá - partiu do zero, enquanto os outros passarão por adequação e melhorias. O estado de Minas Gerais vai ser parceiro desse processo, complementando-o. Além disso, vai atender aos aeródromos que não estão no planejamento da Secretaria de Aviação Civil.


Itajubá


A construção do aeroporto de Itajubá começou em 2011 e foi paralisada em 2014 com apenas 56,1% do projeto concluído. Para o local, estão previstos pátio de aeronaves, pista de pouso e decolagem, terminal de passageiros, seção de salvamento e combate a incêndio, sinalização luminosa de pista e obstáculos.


O custo total da obra será de R$ 70,6 milhões e tem conclusão prevista para 2018. Aeronaves com capacidade até 50 passageiros vão poder operar no local.


Localizada a 445 km de Belo Horizonte, Itajubá foi escolhida para receber o investimento pelo potencial socioeconômico da região e proximidade estratégica com São Paulo.


Três Corações


O aeródromo de Três Corações não opera desde 2013, quando foram constatados riscos para as aeronaves. A pista de terra batida estava comprometida. A administração estadual passada encaminhou, em 2012, contratação de empresas de projetos e obras para modernização, processo que foi também foi interrompido em 2014 por falta de dotação orçamentária. Problema que foi corrigido neste mês.


Foi publicado no Diário Oficial de 14/8 ato que garante R$ 6,1 milhões para pavimentação da pista de pouso e decolagem, construção de pátio para aeronaves e zona de taxiamento. A conclusão está prevista para o primeiro semestre do ano que vem e, a partir daí, serão autorizados voos executivos e sociais, aqueles para atendimento de emergências como transplante de órgãos, emergências de saúde ou calamidades públicas.


Manhuaçu


O aeroporto de Manhuaçu foi inaugurado em 2008. Mesmo com o investimento de R$ 8,6 milhões, financiado em parte pelo Governo Federal, as operações começaram sem todos os requisitos de segurança. Por isso, a Agência de Aviação Civil (Anac) deu permissão somente para voos de aeronaves com até 50 passageiros e no período diurno.


Essa restrição causou descontentamento dos usuários, pois a expectativa era a de receber um aeroporto que estivesse em pleno funcionamento. Sensível à demanda de mais de cinco anos dos moradores da Zona da Mata, o Governo do Estado autorizou empenho de R$ 566 mil para compra e instalação da sinalização de segurança.


Estão previstos 90 dias de trabalhos para adequar o aeroporto de Manhuaçu às exigências de segurança para que a cidade receba voos noturnos.

Fonte: Agência Minas

Polícia Civil mineira é referência nacional em solução de crimes na internet

Minas Gerais é um dos 10 estados, além do Distrito Federal, a ter delegacia especializada. Policiais têm qualificação científica e atuação de destaque no rastreamento de dados


É impossível imaginar vida sem internet. Serviços, lazer e compras a um clique para milhões de pessoas. Facilidades que escondem perigos e viabilizam a prática de delitos. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) registrou nos primeiros sete meses deste ano 902 crimes e foram detidos crackers que agiam no Brasil.

O delegado titular da 2ª Delegacia Especializada em Investigação de Crimes Cibernéticos (DEICC), César Duarte Matoso, explica que há dois crimes cibernéticos tipificados no código penal: invasão de dispositivo informático (art. 154 A - invadir o computador) e interrupção de serviço telemático (art. 266 - tirar um site do ar). Os demais casos são crimes comuns cometidos com o auxílio da web.

A maioria deles (37%) é estelionato. Um destes casos foi esclarecido este ano. A funcionária de uma empresa da capital mineira alterou boletos bancários e fez pagamentos indevidos comprando imóveis em seu nome.

A suspeita agia com o apoio de um comparsa que trocava informações e ajudava nas transferências bancárias. Ao constatar boletos adulterados, a vítima fez a denúncia e a polícia, por meio de quebra de sigilos bancário e de e-mail, identificou o valor obtido no montante de aproximadamente R$ 800 mil.

No Alto Paranaíba, outro exemplo de criminalidade via web. Uma empresa de Araxá teve o sistema invadido. O suspeito copiou os dados e ameaçou funcionários e seus familiares. Na investigação, foi descoberta a atuação de um cracker que enviava mensagens com origem em outros países.

Neste caso, houve um crime cibernético (invasão de dispositivo informático) e ainda um crime comum (de extorsão), feito virtualmente. Na investigação, foi identificado o Internet Protocol (IP) do computador em que o suspeito enviava ameaças e divulgava os documentos da empresa. Assim foram adquiridas provas que indicaram o criminoso. O delegado diz ainda que as ameaças representam 6% do total registrados na DEICC.
Polícia Modelo


A presença de policiais formados em engenharia de software e análise de sistemas, além de técnicas de rastreamento de dados explicam os bons resultados das investigações de Minas. Tanto que esses conhecimentos foram incorporados à formação do policial civil no estado e ainda são difundidos em Brasília.

A PCMG oferece ainda treinamento especializado para outras polícias. Atualmente, há duas delegacias especializadas em crimes cibernéticos no estado. No Brasil, quase a metade dos estados (48%) não possuem esta delegacia.

“Estamos à frente porque há lugares sem delegacias especializadas e aqui já temos duas com qualidade na prestação de serviço. O desafio é ampliar a estrutura e capacitar os policiais civis, para a melhoria no atendimento” comenta Matoso.

Mídias sociais

Um dos fatores que facilita a criminalidade praticada na internet é o número de usuários. De acordo com o Ministério das Comunicações, as redes sociais são os aplicativos mais presentes na tela do smartphones dos brasileiros. Em primeiro lugar, o WhatsApp aparece com 83,2%; em segundo o Facebook com 72,3%; e em terceiro o Instagram, com 39,1%.

São muitos os locais onde não há controle de quem usa computadores conectados à rede mundial, como rodoviárias, universidades, restaurantes e hotéis que contribuem para a disseminação desses crimes. Por isso, a identificação do computador onde o crime foi cometido fica mais difícil.

A polícia alerta ainda que as mídias sociais são lugares em que o internauta pode manifestar sua opinião. No entanto, pode haver crimes de injúria, injúria racial, difamação, calúnia e até racismo. Detalhes de como o fato se deu é que definem se é crime ou não e como será a melhor maneira de identificar o autor.

O país ainda está caminhando no que se refere a uma legislação específica para crimes cibernéticos. Portanto, acionar a Justiça deve ser o último recurso a ser procurado, alerta a polícia. É muito melhor ter bom senso e adotar atitudes preventivas.

Confira as dicas para ter segurança nos acessos à internet



Onde há delegacias especializadas em crimes de informática no Brasil: Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de janeiro, Rio Grande do Sul e São. Confira no site: (http://www.safernet.org.br/site/prevencao/orientacao/delegacias)

Fonte: Agência Minas

Estatísticas de trânsito de todos os municípios de Minas estão disponíveis na internet



De forma inédita, a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) divulga, nesta sexta-feira, 28.08, as ocorrências de acidentes de trânsito com e sem vítima de todas as 853 cidades de Minas Gerais. Os dados ficarão disponíveis na internet, na plataforma interativa do Portal Números, que pode ser acessada pelo site da secretaria (www.seds.mg.gov.br), pelos links Integração – Estatísticas de Trânsito.


Os dados de todo o Estado e das Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs) - que já haviam sido divulgados em maio pela nova gestão do sistema de Defesa Social de forma inovadora - também estão disponíveis na plataforma interativa e podem ser consultados por qualquer cidadão.


Vale lembrar que no site da Secretaria de Defesa Social também estão publicados dados do Estado e das Regiões Integradas com o detalhamento de acidentes de trânsito em geral, acidentes com e sem vítimas, acidentes de trânsito com pelo menos uma vítima fatal, acidentes de trânsito com pelo menos uma vítima com lesão grave ou inconsciente e o número de vítimas de acidentes de trânsito.

As estatísticas de trânsito foram produzidas pelo Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds), vinculado à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) e gerido de forma colegiada com a Polícia Civil (PCMG), a Polícia Militar (PMMG) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG).

Fonte: SEDS-MG

Constituição Federal ganha versão 'teen' em livro lançado no Sul de MG

Trabalho foi feito por equipe da escola do legislativo de Pouso Alegre.
Pioneira no país, iniciativa tem como público alvo jovens de 12 a 15 anos.

Jovem, curioso e com muitas perguntas sobre o país onde vive. Assim é Henrique, um adolescente como qualquer outro, exceto por um detalhe: ele mora dentro de um livro. Henrique é o personagem central de "Constituição em Miúdos", a versão "teen" da Constituição Federal lançada em Pouso Alegre (MG) e com distribuição gratuita para todo o Brasil.
Voltada para o público infanto-juvenil, a adaptação reúne os principais pontos da lei que rege o dia a dia dos brasileiros desde 5 de outubro de 1988, data em que foi promulgada. A leitura é leve. Uma viagem por 91 páginas, além de outras 35 com materiais extras, entre sumário da constituição original e glossário. Um trabalho feito a muitas mãos coordenado pela agente legislativa Madu Macedo e que, segundo a Associação Brasileira de Escolas Legislativas (Abel), é pioneiro.
  •  
Constituição em Miúdos, Constituição Federal, Pouso Alegre, Tatiana Rezende, Madu Macedo, Mônica Franco (Foto: Divulgação)Tatiana Rezende, Madu Macedo e Mônica Franco
compartilham autoria da versão 'teen' da
Constituição Federal (Foto: Divulgação)


Jovens que inspiram

Há 10 anos, Madu se tornou diretora de um projeto então recém criado pela Câmara Municipal de Pouso Alegre, a Escola do Legislativo Professor Rômulo Coelho. Com a proposta inicial de apresentar a crianças e adolescentes noções sobre o trabalho dos vereadores, a escola foi se transformando até chegar ao formato atual, em que o conhecimento das leis é um exercício de cidadania.

De 2005 para cá, cerca de 500 jovens passaram pelo plenário da Casa. Atualmente, a escola possui as câmaras mirim, jovem, universitária e a pré-mirim, com crianças entre 7 e 10 anos. São consideradas sementes para uma sociedade mais consciente de seus direitos e deveres, mas também inspiração para "Constituição em Miúdos".

"Existe um projeto na Câmara dos Deputados sobre o ensino da Constituição das Escolas", diz Madu. "Eu estava em Unaí (MG) e conversava com o Florian [Madruga, presidente da Abel] sobre a dificuldade dessa proposta. A Constituição é densa, difícil, nem adulto lê. Então propus o desafio de escrever o livro."
Constituição em Miúdos, Constituição Federal, Pouso Alegre, livro (Foto: Daniela Ayres/ G1)Livro produzido em Pouso Alegre, MG, apresenta principais pontos da Constituição Federal
(Foto: Daniela Ayres/ G1)


Aprovada pelo Senado, onde está sediada a Abel, a releitura da Constituição Federal começou a ser escrita em outubro de 2014 com a ajuda das colegas de escola do legislativo, a jornalista Tatiana Rezende e a estudante de Direito Mônica Franco, que desde os 11 anos participa das atividades das câmaras infanto-juvenis.

O livro ficou pronto seis meses depois e foi lançado na última quinta-feira (27) em Pouso Alegre. Sua publicação, no entanto, está a cargo do Senado, sob coordenação da Abel. No portal da associação é possível, inclusive, baixar o conteúdo na íntegra (clique aqui).

"A distribuição é gratuita e pode ser requisitada ao Senado. O livro já foi entregue em várias escolas. E o objetivo é esse mesmo, que cada vez mais as pessoas possam ter acesso à Constituição. O nosso grande desafio é despertar a vontade de aprender", garante Madu.
'Constituição em Miúdos' tem distribuição gratuita em todo o país (Foto: Daniela Ayres/ G1)
Fonte: G1
Fonte: G1

Abertas as inscrições para a corrida rústica "Acelera Perdões"

Atletas de corrida de rua de Lavras e da região terão um encontro marcado em Perdões, no dia 6 de setembro
Primeira corrida rústica "Acelera Perdões", realizada em 2014. Foto extraída do site perdoes.mg.gov.br




Os atletas de Lavras e região estão sendo convidados pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer da cidade de Perdões para se inscrever para participar da segunda corrida rústica "Acelera Perdões", que será realizada naquela cidade no dia 6 de setembro, no domingo, véspera do feriado da Independência.

Serão premiados os três primeiros colocados. As categorias serão divididas de 5 em 5 anos, entre homens e mulheres. Haverá ainda a corrida kids para crianças e jovens de 5 a 15 anos de idade. Os atletas contarão com três pontos de hidratação e serão recepcionados com café da manhã, kit exclusivo e chip para cronometragem.

A largada da corrida rústica "Acelera Perdões" será na Praça da Matriz, às 8h30. O percurso será de 6 quilômetros pelas principais ruas e avenidas da cidade. As inscrições devem ser feitas pela internet. Mais informações os interessados poderão obter através do site perdoes.mg.gov.br. A realização é da Prefeitura Municipal de Perdões.



Fonte: Jornal de Lavras

PM do Meio Ambiente apreende armas e caçadores em Três Pontas



Policiais Militares do 4º Pelotão – 6ª Cia do Meio Ambiente de Varginha, realizaram nesta sexta-feira (28) uma operação de combate à caça de animais silvestres e pesca predatória em Três Pontas.Os militares cumpriram dois mandados de busca e apreensão – uma na zona rural do município e outro no bairro Santa Edwirges.

Foram apreendidas duas espingardas (uma polveira e uma calibre 22) e 12 pássaros da fauna silvestre. Ainda em operação de pesca embarcada no Lago de Furnas, os militares recolheram 900 metros lineares de redes utilizadas para a pesca.

Duas pessoas foram presas e conduzidas à Delegacia de Policia Civil de Três Pontas juntamente com todo material e pássaros apreendidos, por contrariar a Lei de Crimes Ambientais 9.605/1998.

Denúncias de infrações e crimes ambientais podem feitas ou encaminhadas à Polícia Militar de Meio Ambiente pelo telefone 3229-1999.
Pm meio ambiente 2
Fonte: Equipe Positiva

Coluna Veterinária: Gatos SRD



Tradicionalmente entendemos por Vira Lata um animal que não tem raça definida (SRD) ou que anda pelas ruas sem um dono. Ele buscaria em latas de lixo o seu alimento, daí o nome. Ou ainda, entende-se como gato vira-lata todo o gato que possui mistura de uma ou mais raças em sua linhagem genética.


Os Gatos sem raça definida vem aumentando a cada dia no meio Veterinário por isso começou a ser chamada de "pelo curto" . A partir daí todo gato com essa pelagem curta e geralmente cor de olhos semelhantes a cor dos pelos são chamados dessa forma


Nos EUA os Vira Latas são chamados, traduzindo, de gatos sem pedigree. E por lá só aumenta a procura por esses gatos e a maioria dos protetores e amantes dos felinos nunca tiveram um animal de raça, isso deixa a claro a popularidade dos Vira-latas.


"O que pode ser falado sobre a saúde de gatos SRD, é que eles podem ser predispostos a todas ou a nenhuma doença. Tudo depende de suas origens. São considerados resistentes a doenças, pela seleção natural. Exemplo: Nasce uma ninhada com 8 gatos; sete morrem, e o que sobreviveu cruza com outro sobrevivente de outra ninhada; e assim, surge uma população de SRD super resistente".


Uma das vantagens de se ter um gato sem raça é o fato de precisarem de poucos cuidados específicos, como desembolar pelos todos os dias. Mas não podemos deixar de cuidar da sua saúde como todos os outros animais, como vacinação, vermifugação, consultas periódicas e MUITO carinho.


Normalmentes os gatos são ariscos, então ao encontra-los na rua procure saber se não tem dono, e caso não tenha, tome cuidado ao pega los, para ambas as partes não se machucarem.


Os vira latas são um Super Gato. E existe milhões deles esperando para serem ADOTADOS.


Quem Ama,cuida!


Mellina Venturelli Quaresma
Médica Veterinária
CRMV-MG 12749
Nº controle EV 574/12
(35) 8874-6752


Prefeitura quer leiloar 28 terrenos municipais de Passos, MG

Objetivo é arrecadar dinheiro para contrapartida em obras do PAC.
Administração municipal espera conseguir cerca de R$ 3 milhões.




A Câmara de Vereadores de Passos (MG) aprovou em primeiro turno um projeto de lei criado pela prefeitura que possibilita o leilão de 28 terrenos do município. O objetivo é arrecadar dinheiro para garantir a contrapartida exigida pelo Governo Federal em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), já que o prefeito Ataíde Vilela alega não ter outras formas de conseguir a verba necessária.

Os terrenos têm entre 200 e 400 m² e o valor varia entre R$ 70 mil e R$ 500 mil. Com a venda, a administração municipal espera conseguir cerca de R$ 3 milhõres. De acordo com o prefeito, a prefeitura só tem dinheiro para a folha de pagamento e as obrigações com saúde e educação.

"Nós não temos nenhuma outra fonte de recursos para cumprir com esse compromisso. Foram compromissos assumidos, que a parte do Governo Federal já foi cumprida e, portanto, o Governo Municipal tem que cumprir a sua", explica Ataíde Vilela.
Os terrenos têm entre 200 e 400 m² e o valor varia entre R$70 mil e R$ 500 mil (Foto: Reprodução EPTV)Os terrenos têm entre 200 e 400 m² e o valor varia entre R$70 mil e R$ 500 mil (Foto: Reprodução EPTV)


Avenida e asfaltamento
Só para a construção da avenida Sabiá, a prefeitura recebeu R$ 12 milhões. Além disso, o serviço prevê ainda o asfaltamento de 21 ruas. A obra começou há dois anos e precisa de mais R$ 6 milhões para ser concluída. A parte do município seria de R$ 1 milhão.

"O projeto que foi aprovado na Câmara é para fazer essa contrapartida e também para fazer a contrapartida nas ruas que serão pavimentadas, conforme projeto aprovado pelos vereadores da Câmara. A situação realmente é muito difícil, é crítica, e nesse momento é que precisa ter responsabilidade, criatividade e não deixar os projetos engavetados ou paralisados", diz o prefeito.
Obra na avenida Sabiá, em Passos (MG), começou há dois anos (Foto: Reprodução EPTV)Obra na avenida Sabiá, em Passos (MG), começou há dois anos (Foto: Reprodução EPTV)


Projeto de lei
A venda dos terrenos precisa ser aprovada na Câmara Municipal. Na primeira votação, oito dos dez vereadores foram a favor. Agora a segunda votação depende do relatório da Comissão de Administração Pública, que deve sair em até 15 dias.

"A comissão tem um prazo regimental que precisa ser respeitado. Nós aguardamos aí que a comissão emita esse parecer e encaminhe à presidência, para que a gente coloque na pauta para a próxima votação", conta João Batista, presidente da Câmara.

O vereador Flávio Orlandi Chagas é contra. Ele alega que nos últimos anos a prefeitura aumentou o IPTU e arrecadou R$ 17 milhões.

"A receita do município cresceu bastante. Eu acho que não é necessário desfazer de um bem do município de Passos, um bem da população, para arrumar dinheiro para a prefeitura", afirma Chagas.

Além dele, o vereador Iran Pereira também votou contra o projeto, porque acredita que no futuro o município pode precisar dos terrenos para construir prédios públicos.

"Vender os terrenos no momento em que o Brasil está passando por uma dificuldade, eu tenho certeza que vai ser um preço barato e depois nós vamos ter que pagar um preço alto para poder construir qualquer coisa que o município vier a ter necessidade", diz Pereira.

Já a prefeitura informou que possui 60 terrenos e que a venda dos 28 não iria gerar consequências.
Câmara já aprovou o projeto em primeiro turno (Foto: Reprodução EPTV)Câmara já aprovou o projeto em primeiro turno (Foto: Reprodução EPTV)
Fonte: G1 
Fonte G1

Como fazer sua ocorrência on-line



Em pleno funcionamento desde 30 de junho de 2014 a Delegacia Virtual da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, tem como finalidade registrar algumas ocorrências.

As ocorrências que podem ser registradas pela internet são: perda ou extravio de documentos e objetos pessoais tais como CPF, identidade, título de eleitor, carteira de trabalho, cartões de crédito, cheques, relógio, celular, equipamento eletrônico entre outros, além de acidentes de trânsito sem vítimas, desaparecimento e localização de pessoas e também para ocorrências de danos simples.

O registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito por meio do preenchimento de formulários que são apresentados gradativamente, mediante acesso no site abaixo, pelo qual é possível solicitar a ocorrência ou acompanhar o seu andamento:

https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br/

As ocorrências de perda de documentos poderão ser registradas por cidadãos maiores de 18 anos, que deverão informar os documentos pessoais, e também por estrangeiros maiores de 18 anos, que deverão informar o número do passaporte ou do Registro Nacional de Estrangeiros (RNE).

Desde sua implementação a Delegacia Virtual já recebeu 48 mil ocorrências, sendo 18.580 por acidentes de trânsito sem vítimas, 27.531 por extravio de documentos, 2008 por extravio de objetos pessoais e 48 por comunicação de pessoa desaparecida.

Ao final será fornecido um numero de Boletim de Ocorrência que será utilizado para impressão no site: www.sids.mg.gov.br/ocorrencia/impressao-de-boletins-de-ocorrencia

Informações PMMG

Operação da FICCO desarticula organização criminosa e prende 39



A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais (FICCO-MG) desarticulou, nesta quarta-feira (26.08), uma organização criminosa especializada em estelionatos com atuação em todo o território nacional. Até às 18h desta quarta, 39 pessoas já haviam sido presas em oito cidades dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro durante a Operação Pecus. A FICCO é composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS).

O grupo criminoso movimentou pelo menos R$ 10 milhões de mais de 100 vítimas identificadas pela investigação. A organização fazia as abordagens por meio do envio de falsas notificações judiciais que noticiavam supostos créditos oriundos de previdência complementar, com as quais as vítimas haviam contribuído no passado. Para a liberação do dinheiro então prometido, o grupo exigia a antecipação de valores a título de impostos e custas processuais. Dessa forma, os abordados depositavam elevadas quantias em contas repassadas pelos criminosos e, então, se davam conta que os créditos a que teriam direito eram fictícios.

Além das 39 prisões, foram apreendidos R$ 310 mil em espécie com os criminosos, três carros de luxo e duas armas. Um menor também foi apreendido porque portava armas de fogo e entregue à Polícia Civil de São Paulo porque não tinha relação com a investigação. Bens dos investigados, como imóveis, carros e contas de banco, também tiveram pedido de bloqueio.
Pecus 2



De acordo com o delegado da Polícia Federal, Flávio Albergaria, um dos responsáveis pela investigação, a maioria das vítimas eram aposentados e pensionistas, profissionais e ex-profissionais do Ministério Público, Poder Judiciário e das polícias. Pessoas que, em algum momento, chegaram a pagar previdência complementar e, que por algum motivo, perderam o investimento.

“Os criminosos simulavam um depósito fictício na conta das vítimas e pediam o adiantamento de 10% do valor que seria recebido para custas processuais. Quando as pessoas faziam o investimento, o crédito do dinheiro que seria recebido era estornado, uma vez que os depósitos eram feitos com cheques roubados, por exemplo,” explicou Albergaria.

Ainda segundo o delegado, algumas pessoas chegaram a cair no golpe mais de uma vez. “Há casos de pessoas que perderam R$ 800 mil, R$ 1 milhão. Os criminosos criavam uma dependência psicológica nas vítimas, fazendo-as acreditar em outras histórias. Há casos em que ameaçavam as pessoas, falando que tinham os dados pessoais delas e de suas famílias e que elas teriam consequências em qualquer comunicação com a polícia.”

2 mil abordagens por semana

O delegado da Polícia Civil, Daniel Araújo, também responsável pela investigação, explica que o grupo chegou a enviar 2 mil cartas por semana para ludibriar as vítimas do golpe de estelionato.

“Montaram uma espécie de call center, faziam várias ligações por dia”, acrescenta. Segundo o delegado, o perfil da organização criminosa é familiar. Ou seja, trabalhavam juntos pais, mães e filhos.

Operação

Duzentos e cinquenta policiais civis e federais de Minas Gerais foram empenhados para cumprimento dos 50 mandados de prisão e 36 de busca e apreensão nos dois Estados. Outros 50 policiais militares, civis e agentes penitenciários deram suporte nos procedimentos de prisão e escolta dos presos, durante a chegada da organização criminosa em Belo Horizonte.

Até às 18h desta quarta, todos os presos já haviam sido transportados da Base Aérea de São Paulo, que deu apoio à operação, para o Hangar da Polícia Civil em Belo Horizonte. Eles passam por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte e serão encaminhados para as unidades prisionais de São Joaquim de Bicas I e II, Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Centro Sul e Presídio Feminino José Abranches Gonçalves.

Os presos foram encaminhados para Belo Horizonte em razão do Inquérito Policial em trâmite na comarca do município. Eles responderão pelos crimes de organização criminosa e estelionato, cujas penas somadas podem chegar a 13 anos de prisão.

A operação da FICCO desta quarta-feira foi chamada de Pecus em referência a palavra do latim que significa pecúlio – nome dado às economias de uma pessoa que, por meio de alguma armação, poderiam ser entregues a outros.
locais




Por: Fernanda Leonel

Fotos: Gil Leonardi

Ilustração: Patrícia Ester

Acordo regulariza porte de armas para agentes prisionais de Minas Gerais


A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) e a Polícia Federal assinaram no início da tarde do dia  21 de agosto, um Termo de Acordo para regularizar o porte de armas para os agentes prisionais de Minas Gerais. O superintendente regional em exercício da Polícia Federal, Alexandre Leão, acatou a solicitação do secretário-adjunto de Defesa Social, Rodrigo Melo Teixeira, para a regularização do porte de armas destes servidores. O acordo também prevê a retomada do Treinamento com Arma de Fogo (TCAF). Além de Rodrigo Teixeira e Alexandre Leão participaram do evento o subsecretário de Administração Prisional, Edilson Ivair Costa e o subsecretário de Integração, Maurício Santos.
assinatura

Maurício Santos, Edilsom Ivair Costa, Alexandre Leão e Rodrigo Melo Teixeira

Fotos: Poliane Brandão

Leilão de touros e fêmeas no Sul de Minas, em setembro

Um dos maiores projetos pecuários de Minas Gerais, Casa Branca Agropastoril, promoverá leilão de 500 touros e fêmeas Angus, Brahman e Simental em 12 de setembro
Touro Simental, imagem ilustrativa e promocional




A Casa Branca Agropastoril realizará no próximo mês, no dia 12 de setembro, em Silvianópolis, no Sul de Minas, o maior evento comercial da sua história, com a oferta dos seus 500 melhores machos e fêmeas das raças Angus, Brahman e Simental Sul Africano. Os touros estão prontos para trabalho na próxima estação de monta e as fêmeas são rigidamente avaliadas.

Trata-se de um leilão especial, organizado para multiplicar a genética da Casa Branca para os produtores que focam o seu trabalho na pecuária de ciclo curto, que impulsiona a oferta de carne bovina de qualidade superior.

"A pecuária brasileira é um gigante que oferta quase 10 milhões de toneladas de proteína vermelha por ano e gerou, em 2014, US$ 8 bilhões em exportação. A Casa Branca dá sua contribuição para o contínuo aumento da produtividade na atividade, selecionando animais funcionais e extremamente bem adaptados às diversas regiões do país. Esse evento marca um momento extremamente importante do nosso projeto, pois colocaremos à venda nossos melhores touros Angus, Brahman e Simental Sul-Africano safra 2013, além de fêmeas rigidamente selecionadas para a produção de bezerros precoces e de rápido ganho de peso", informa Paulo de Castro Marques, proprietário da Casa Branca.

A Casa Branca já comercializou mais de 2.500 reprodutores Angus, Brahman e Simental Sul-Africano para projetos pecuários em todas as regiões do País. O Leilão Casa Branca 2015 será realizado na Fazenda Ester, em Silvianópolis, no Sul de Minas. Informações adicionais podem ser obtidas no telefone (35) 3452-0828 e pela página cbagropastoril.com.br.



Fonte: Jornal de Lavras

Contrários a aumento salarial dos agentes políticos fazem abaixo assinado




Várias medidas estão sendo adotadas para impedir que o aumento salarial aprovado pela Câmara Municipal de Três Pontas na última segunda-feira (24), seja efetivado. Os manifestos iniciaram nas redes sociais e estão ganhando ruas. Eles adotaram as maneiras legais e formais para, além de impedir o aumento, diminuir o atual vencimento dos vereadores e também o número de cadeiras no Legislativo, dos atuais 15 para 10.

A divulgação para a manifestação nesta segunda-feira (31), em frente a Câmara Municipal durante a sessão ordinária, as 18:30, está cada vez maior. Neste encontro que eles terão com os vereadores, eles já devem demonstrar a insatisfação da população com o Projeto de Lei 036, que aumentou para o próximo mandato (2017/2020), os subsídios de prefeito, vice, secretário e vereadores, levando assinaturas que estão sendo recolhidas para um abaixo assinado.

Os salários serão de R$17 mil ao prefeito, R$8,5 mil para o vice, R$5.250,00 aos secretários e R$5.450,00 para cada um dos 15 vereadores.

Desde as 9 horas da manhã, um grupo formado a maioria por jovens, estão na Praça Cônego Victor, onde permanecerão até a noite em um ponto de coleta, de acordo com os organizadores Marcel Henrique e Marcos Scatolino e Beat Nica. É preciso para assinar o documento os números da Carteira de Identidade e do Título de Eleitor.

Está sendo também anunciado uma carreata com saída prevista para as 18:00 horas da Avenida Prefeito Nilson José Vilela, com destino a sede do Poder Legislativo.

Para acessar a página do evento no facebook #NÃOVAIAUMENTAR
Fonte: Equipe Positiva

PM realiza reunião para planejamento de combate a crimes

Na manhã de sexta-feira, 28, preocupados com as recentes ações criminosas de explosões a caixas eletrônicos, reuniram-se, em São João del-Rei, os Comandantes do 27° BPM, Juiz de Fora, 57° BPM, São Lourenço, e 38° BPM São João del Rei, respectivamente, Ten Cel PM Justino, Ten Cel PM Oterson e Ten Cel PM Andrade.Participaram também da reunião os assessores de planejamento e geoprocessamento das unidades.


As autoridades discutiram sobre a realização de ações e operações integradas entre as Unidades circunvizinhas, visando otimizar a prevenção a referida modalidade criminosa. O encontro resultou na execução de estratégias operacionais que, sem dúvidas, resultarão em um impacto bastante positivo nas cidades fronteiras da zona da mata, campo das vertentes e sul de Minas.

Em breve serão colocadas em prática as decisões tomadas na reunião, realizando-se operações integradas entre os militares lotados nas cidades fronteiras das Unidades.

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional do 57º BPM

Lavrador tenta repassar cédula falsa e é preso em São Lourenço



Na tarde deste sábado, a Polícia Militar registrou uma ocorrência na Rua Coronel José Justino de Carvalho, Centro, onde um lavrador de 24 anos tentou saldar uma dívida com uma cédula de R$50,00 falsa, dois autores foram presos.

Segundo a funcionária do supermercado, o lavrador realizou compras no estabelecimento e efetuou o pagamento com 04 cédulas de R$50,00 sendo uma delas falsa, que informado da situação recolheu a cédula e quitou a dívida com outra cédula.

Os militares abordaram o lavrador do lado de fora do estabelecimento e após busca pessoal foi encontrado com ele a nota falsa, que foi apreendida.

Segundo o lavrador, recebeu a cédula de troco em um comércio de materiais de construção em Carmo de Minas.

O proprietário do comércio que repassou a cédula falsa ao lavrador se apresentou e confirmou a informação, contudo disse que não desconfiou da autenticidade da cédula.

Em contato com a Delegacia de Polícia Federal em Varginha a PM foi orientada a liberar os dois autores, os quais se apresentarão quando intimados.


Informações PMMG

Circuito das Águas receberá investimento de R$ 2 milhões

Anúncio foi feito durante audiência pública em Baependi, quando foram também apresentadas as demandas da região.





A necessidade de reposicionamento turístico do Circuito das Águas, com foco na sustentabilidade, foi a principal diretriz das demandas apresentadas durante reunião na manhã desta sexta-feira (28/8/15) em Baependi (Sul de Minas). Durante o encontro, foram anunciados, ainda, investimentos de R$ 2 milhões na região, a serem feitos pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Mias Gerais (Codemig). A audiência pública foi realizado pela Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Quem fez o anúncio dos investimentos foi o presidente da Copasa Águas Minerais, Pompílio Canavez. A concessionária foi responsável pela gestão das águas minerais da região até o início deste ano, quando tal gestão foi devolvida à Codemig, sob a supervisão da Copasa.

“Inicialmente, o investimento será de R$ 2 milhões. Já temos licitações preparadas, outras já foram lançadas. Vamos comprar novos equipamentos, reposicionar a região turisticamente, inclusive com ações de marketing”, afirmou. Canavez ressaltou, ainda, a necessidade de resgatar o valor terapêutico das águas e buscar as melhores formas de levar emprego e renda para a região.

O diretor de mineração e infraestrutura da Codemig, Marcelo Arruda Nassif, ressaltou que em todos os investimentos a sustentabilidade será uma preocupação. “Essa é uma preocupação primordial; nada que pode prejudicar as águas minerais será feito. Queremos atrair turistas, investir no crescimento de uma economia limpa”, disse.

A assessora da Secretaria de Estado de Turismo, Juliana Miranda de Oliveira, por sua vez, ressaltou os investimentos que têm sido feitos na região. Ela destacou, por exemplo, que tem sido negociada com os Correios uma tiragem de selos comemorativos das estâncias minerais. Afirmou, também, que tem sido feito um trabalho para incentivar a comercialização de pacotes no Circuito das Águas por agências de turismo.
Fomento à agricultura familiar e melhoria de rodovias
“Nossa região tem muito potencial: temos atrativos naturais, águas minerais, turismo religioso. Mas precisamos criar uma identidade mais forte, e isso precisa ser feito a partir do viés da sustentabilidade”, afirmou o presidente do Circuito Turístico das Águas, Filipe Condé Alves. Ele destacou a necessidade de investimentos, por exemplo, na agricultura familiar, de forma a abastecer as cidades com produtos orgânicos. Para Condé, é necessário também que sejam realizados estudos para repensar os modelos de gestão e concessão da exploração das águas minerais, também atrelando essa atividade à sustentabilidade.

Filipe Condé apresentou, ainda, outras demandas do circuito, muitas delas relacionadas às condições de acesso às cidades e aos seus atrativos turísticos. Criação de terceira faixa e acostamentos nas BRs 267 e 357, implantação de aeroporto regional, criação de linhas eficientes de transporte coletivo entre os municípios do circuito e melhorias na sinalização turística são algumas dessas demandas. Ele também ressaltou a importância da criação de linhas de crédito especiais para empreendimentos turísticos e defendeu que é preciso avaliar a possibilidade de novos investimentos na forma de parcerias público-privadas.

A criação de um parque ecológico em Baependi que ajude na preservação das águas minerais foi a principal demanda apresentada pela presidente da ONG Ampara Baependi, Maria Antônia Muniz Barreto. Ela questionou, ainda, a decisão de encorajar que uma empresa de outra região explore as águas minerais. “Vejo muita gente torcendo pela licitação, mas será que vale a pena? É levando nossa água para todo o País que vamos fomentar o turismo ou é trazendo as pessoas para experimentarem nossas águas aqui?”, disse. Ela salientou, ainda, os possíveis impactos negativos de tal exploração para o meio ambiente.

Segundo convidada, faltam estudos e fiscalização

A analista ambiental do Instituto Prístino, Daiane Fernandes Pereira, esteve na reunião para representar o promotor do meio ambiente da Bacia do Rio Grande, Bergson Cardoso Guimarães, e leu algumas observações feitas pelo promotor. Uma das questões destacadas foi a de que os problemas da região têm sido constantemente resolvidos apenas a partir de medidas judiciais, que deveriam ser exceções. Ele destacou a falta de estudos hidrológicos, topográficos e geológicos, assim como a quase ausência de fiscalização ambiental. “Os Planos Diretores dos municípios, quando existem, não contam com zoneamentos que levem em conta as águas”, salientou, afirmando que áreas industriais e lixões estão localizados próximas a fontes de água.

Críticas à Codemig - O prefeito de Caxambu, Ojandir Ubirajara Belini, criticou a Codemig. Segundo ele, a empresa não faz os investimentos necessários para a manutenção do Parque das Águas da cidade e também não permite que a prefeitura os faça. “Muito se fala em trazer o turista para cá, mas como vamos fazer isso se as fontes estão caindo e o lago está assoreado?”, disse. Belini afirmou que enviou um ofício à empresa sobre uma fonte prestes a cair e a única atitude tomada foi a de cercar e fechar tal fonte. “Ou a Codemig investe ou nos permite investir. Do jeito que está, não dá”, disse.

O prefeito de Baependi, Marcelo Faria Pereira, por sua vez, ressaltou os investimentos que têm sido feitos pelo município. Ele falou sobre o apoio técnico e a extensão rural que têm sido oferecidos aos produtores e destacou as feiras de artesanato e da agricultura familiar. Também ressaltou a formação de pessoas para trabalhar com turismo rural e turismo de aventura. Outro destaque foi dado para o projeto de construção da Ciclovia Nhá Chica, entre Baependi e Caxambu.

O presidente do Sindicato Intermunicipal de Gastronomia e Hospitalidade de Caxambu, Amaro Gadbem, solicitou que os deputados pressionem para que a água seja considerada durante a discussão e votação do Código da Mineração no Congresso Nacional.

Deputados apoiam reivindicações da região

O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) disse que a queda no turismo na região se deu com a deterioração das rodovias, que teriam sido recuperadas em governos anteriores – mas nesse período, houve a decadência dos parques das águas, segundo ele. “O investimento R$ 2 milhões é um bom gesto, mas a necessidade é muito maior”, disse.

O deputado Duarte Bechir (PSD), por sua vez, afirmou que todas as demandas apresentadas na reunião serão analisadas pela comissão, que vai trabalhar para garantir que sejam atendidas. O deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), por sua vez, salientou seu apoio às demandas e destacou a recente criação da Comenda Nhá Chica, que vai reconhecer os esforços daqueles que trabalham pelo bem da região.
Fonte: ALMG
A audiência pública da Comissão de Turismo foi realizada no Clube do Botafogo, em Baependi
Foto: Pollyanna Maliniak

Oficina do Programa Plantando Saúde em São Tomé das Letras


Foto ilustrativa


Entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro será realizada uma oficina do Programa Plantando Saúde, no município de São Tomé das Letras, no Sul de Minas Gerais. O evento irá abordar os riscos dos agrotóxicos e a atuação dos profissionais da saúde e extensão rural. Serão discutidos temas, como saúde ambiental, uso de agrotóxicos e produção agropecuária, agroecologia e produção orgânica, entre outros. O encontro acontece na Casa do Emprego e Renda. A iniciativa é da Superintendência Regional de Saúde de Varginha, Emater-MG e Unicamp. Informações: (35) 3237-1609

Informações EMATER-MG

REALIZADA CONFERÊNCIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA EM SÃO LOURENÇO



A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social realizou, na tarde dessa sexta-feira (28), na Câmara Municipal, a 2ª Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência. Tendo como tema principal “Os desafios na implementação da política da pessoa com deficiência”, o evento contou com a participação de representantes de setores do governo municipal, de membros de conselhos municipais e representantes de entidades assistenciais, com maior participação de integrantes da Apae.


A principal discussão girou em torno da reativação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. A necessidade de divulgação das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência e de seus familiares, e as dificuldades propriamente ditas, também foram debatidas. Os principais assuntos levantados, após seus encaixes nos eixos propostos pelo regimento, serão encaminhados para a Conferência Estadual e, posteriormente, à Federal. Dois representantes do município também foram indicados para participarem da etapa estadual.

Informações e fotos ASCOM/PMSL

COOXUPÉ ENTRA NO SETOR DE COSMÉTICOS

Maior produtora de café do país entra no setor de cosméticos



A parceria levou um ano para ser firmada e deve alcançar um faturamento de 25 milhões de reais até 2020

A Cooxupé, maior exportadora de café do Brasil, acaba de dar um passo para avançar em um setor completamente diferente do de commodities: o de cosméticos. A cooperativa anunciou nesta terça-feira (25) uma joint-venture com a química Aqia, que fornece insumos para empresas como Natura, Grupo Boticário, Unilever e Dow.

Pelo acordo, a Cooxupé venderá óleo e biomassa extraídos do café verde à Aqia, que vai processar esses materiais e transformá-los em uma série de componentes que podem ser usados por indústrias de beleza, alimentos e farmacêutica.

A parceria levou um ano para ser firmada e deve alcançar um faturamento de 25 milhões de reais até 2020 – o que representa um crescimento de 20 a 30% nos negócios da Aqia, segundo a empresa.

Para a Cooxupé, em princípio, o tratado não traz um acréscimo significativo nos números. Por enquanto, serão entregues à parceira uma quantia de cem sacas de café por mês, que valem cerca de 50.000 reais. Mas a empresa mira o futuro.

"Cem sacas por mês não são nada (por dia, 50.000 são produzidas). A receita que isso vai gerar para nós ainda é muito pequena, mas nós acreditamos que esses produtos (feitos a partir de café) terão uma aceitação muito grande futuramente", disse Carlos Alberto Paulino da Costa, presidente da cooperativa, durante evento para a divulgação da parceria, em São Paulo.

"Na hora que descobrirem que a biomassa tem propriedades para emagrecer, melhorar estria... Haja café!", brincou o executivo.

Além da arrecadação com a venda de matéria-prima, a Cooxupé receberá uma participação nas vendas dos produtos à base de café fabricados pela Áqia.

"Depois de deduzidos os custos de cada companhia e os impostos, parte do resultado líquido será repassado à Cooxupé", afirmou Alaor P. Lino, presidente da Aqia.

Especula-se que as participações na joint-venture sejam de aproximadamente 60% para a Aqia, 35% para a Cooxupé e 5% para Sônia Corazza, consultora da área cosmética que assessorou a parceria entre as duas empresas.

Lino não confirmou, mas disse que "as participações são dessa ordem".

Nos últimos 18 anos, o setor de beleza cresceu 9,2% no Brasil, de acordo com a ABHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).

Os produtos

A joint-venture deu origem à linha Aqia Coffee, que já conta com 7 tipos de insumos. São cinco tipos de óleos e manteigas com propriedades hidratantes, antioxidantes e medicinais, segundo a empresa, e duas variedades de pó.

Eles são vendidos em embalagens de 5, 25 e 200 quilos. Um dos tipos de pó, inclusive, já foi utilizado para produzir o protótipo "chococoffee". O ingrediente substitui parte do pó de cacau necessário para a fabricação do snack.

"No mundo todo, o consumo de chocolate está crescendo e a produção de cacau diminuindo. Usar o pó retirado da torta de café é uma alternativa para suprir a falta desse produto. A Aqia já conseguiu fazer chocolates com até 40% de torta de café", disse Costa.

Para a extração do óleo e biomassa são usados grãos dos melhores cafés da cooperativa.

Negociação

Há cinco anos, a Cooxupé realiza pesquisas sobre as propriedades do óleo extraído do café verde junto a universidades como Unesp e Unicamp.

Segundo a empresa, descobriu-se, por exemplo, que o ingrediente tem propriedades antioxidantes que previnem o envelhecimento.

Com o objetivo de vender esse insumo à indústria de cosméticos, a companhia inaugurou no ano passado uma fábrica para a extração do líquido junto à sua sede, em Guaxupé (MG). O investimento foi de 5 milhões de reais.

Foi então que a consultora Sônia Corazza apresentou as duas empresas.

"Aí mandamos o óleo e a torta (biomassa que sobra após a retirada do óleo) para a Aqia analisar. Ela acabou descobrindo que a torta era ainda mais valiosa que o óleo, que tinha mais componentes", contou Costa.

"Nós não sabíamos o que fazer com essa torta. Até procuramos algumas empresas que fazem ração para cachorro, mas não havia mercado", acrescentou.

Segundo ele, a parceria foi essencial para a entrada da companhia no novo ramo.

"Nós da cooperativa não temos tecnologia e nem canal de vendas para as indústrias de cosméticos, que é um mercado sofisticado. É preciso ter uma série de produtos para gerar escala suficiente", afirmou.

Ele acredita ainda que a Aqia optou por fechar o negócio com a Cooxupé por uma questão de estrutura.

"Existem outras empresas pesquisando o óleo, mas a Aqia deu preferência pra nós devido ao tamanho e à seriedade da empresa, à qualidade do nosso produto e nossa capacidade de fornecer o quanto ela precisar", disse.

Empresas

A Cooxupé é a maior exportadora de café do país e é responsável por cerca de 3,5% de toda a produção mundial da commodity, enquanto a colheita total do Brasil corresponde à 32%.

Ela possui mais de 12.000 cooperados e 96,8% deles são mini e pequenos agricultores. No ano passado, faturou 2,5 bilhões de reais e exportou 3,2 milhões de sacas de café.

A Aqia Química Industrial fornece ingredientes para o mercado de cuidado e higiene pessoal e é parceira de empresas como AAK, Dow e Farma Service. Ela possui uma fábrica em Guarulhos e duas plantas associadas no exterior, na França e na Suíça.

Com Exame

Rabos encontrados em São Lourenço eram na maioria de cães, aponta laudo

Veterinários também descartaram suposto consumo de carne na festa da cidade.
Câmara dos Deputados vai investigar o caso em CPI em Brasília (DF).


Um laudo preliminar feito por veterinários da Prefeitura de São Lourenço (MG) apontou que os rabos de animais encontrados na cidade são, na maioria, de cães e que a quantidade, diferente do que foi informado inicialmente, é de 150 e não de 500. Além disso, o documento descarta o uso da carne em uma festa realizada na cidade. Nesta semana, um requerimento foi aprovado na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), para que o caso seja investigado também na CPI dos Maus Tratos, que apura outros casos do tipo no país.

O documento feito pela prefeitura descarta a hipótese levantanda pela polícia de que os animaisteriam sido comercializados como churrasco durante a "Festa de Agosto", que aconteceu na cidade dias antes do aparecimento das caudas. Segundo a análise, os animais foram sacrificados recentemente, depois da realização do evento.
Rabos foram encontrados em uma rua do bairro Vale dos Pinheiros, em São Lourenço (MG) (Foto: Reprodução EPTV)Rabos foram encontrados em São Lourenço (MG)
(Foto: Reprodução EPTV)


O secretário de Governo de São Lourenço, Luiz Claudio de Carvalho, não teve acesso ao laudo, mas informou que todas as barracas de venda de alimentos na Festa de Agosto foram vistoriadas. “A Vigilância Sanitária fez a vistoria e o laudo apontou que os rabos foram cortados depois da festa. Nós descartamos a possibilidade de uso dos animais no evento . O laudo foi entregue ao delegado e aguardamos ansiosamente o desfecho dessa história”, reforçou.

Em relação ao número de rabos encontrados, o laudo aponta que apenas 150 foram achados. No entanto, a voluntária da Patrulha Animal, Denise Lage, contesta essa informação. “Foram achados 230 rabos no bairro Vale dos Ribeiros e mais 250 no bairro Palmela. Registramos tudo em fotos e filmagens, para que não haja nenhuma dúvida . Reforçamos ainda que temos a recompensa de R$ 2 mil para quem tiver qualquer pista que leve aos assassinos. O objetivo é descobrir esse mistério”, destacou.

O laudo preliminar foi entregue à Polícia Civil, que não se pronunciou sobre o assunto. O resultado da perícia policial ainda não foi divulgado.

CPI na Câmara dos Deputados
O caso foi parar na Câmara dos Deputados em Brasília (DF). Nesta semana, um requerimento foi aprovado para que o caso seja investigado na CPI dos Maus Tratos. Segundo o deputado federal Laudívio Alvarenga Carvalho, de Belo Horizonte (MG), haverá uma conversa com o delegado responsável pelo caso.

“Vamos conversar com o delegado de São Lourenço, fazer contato com a Polícia Civil e ter acesso aos laudos. A partir disso, com o material em mãos, vamos trabalhar e tentar desvendar esse caso”, disse.

Até 2013 o corte de caudas de animais era permitido, mas uma lei federal proibiu este procedimento desde então. O veterinário Mailson Massahud, de São Lourenço, analisou também parte do material encontrado. “Dos rabos que eu vi, os cortes foram feitos com faca, perto da vértebra”, completou.

No inquérito policial aberto na cidade, criadores do município e região já foram ouvidos. Terrenos também foram vistoriados e cidades vizinhas, como Carmo de Minas (MG), também devem colaborar com a investigação, já que em São Lourenço não há queixas de desaparecimento de animais.

Recompensa de R$ 2 mil
Para tentar identificar responsáveis pelo surgimento de mais de 500 caudas de animais em terrenos baldios de São Lourenço (MG), o grupo "Patrulha Animal" lançou nas redes sociais uma campanha com recompensa de R$ 2 mil para quem tiver pistas sobre o possível autor das mortes.

Segundo a voluntária Denise Lage, a iniciativa do grupo de defesa aos animais tem como objetivo tentar solucionar o caso, que teve início há pouco mais de uma semana, com a descoberta dos rabos dos felinos e até de cachorros. Os primeiros restos de animais foram localizados na terça-feira (18), quando cerca de 150 rabos foram encontrados em um bairro da cidade. A partir daí, mais caudas começaram a aparecer em outros pontos do município. Até o fim da semana foram encontradas outros 400 rabos.

“Nós ainda não temos nenhuma pista do que aconteceu. Estamos fazendo esta campanha para tentar descobrir, porque é um caso muito diferente, muito curioso. Inclusive, além dos R$ 2 mil que dispusemos entre os voluntários, fizemos uma caixinha fechada e lacrada no brechó, para aumentar ainda mais a recompensa e incentivar as denúncias”, declarou Denise.

De acordo com ela, todas as denúncias estão sendo levadas à Polícia Civil, que segue com as investigações. Para Denise, a medida pode facilitar o diálogo. “Tem algumas pessoas que são muito tímidas, muito humildes e que não tem coragem de procurar a delegacia para prestar uma queixa, mas, quem sabe conosco, com a comunidade, seja mais fácil da pessoa se abrir e ainda tem a questão da recompensa”, acrescentou.

Ainda segundo Denise, a suspeita é de que exista na cidade um criadouro de gatos e cães que seriam sacrificados para o comércio da carne. “Quem está fazendo isso, está fazendo isso de forma comercial. É para obter alguma vantagem financeira. São muitos rabos, muitos animais. Acho improvável que tenha sido só um descarte, porque ninguém viajaria com estes restos de bichos dentro do carro. O odor é muito forte. Imagino que seja gente de São Lourenço que esteja matando”, disse a voluntária.
Ao todo, cerca de 150 rabos de gatos foram achados em São Lourenço (MG) (Foto: Reprodução EPTV)Ao todo, cerca de 500 rabos de gatos foram achados em São Lourenço (MG) (Foto: Reprodução EPTV)
Fonte G1 Sul de Minas

Ajude a encontrar Ronilson Dias Simões


No dia 27 de agosto, por volta das 09h52, compareceu na Companhia de Polícia a solicitante D.O.S., 48 anos, do lar, residente à Rua Maria Ubaldina Falcão, bairro Jardim Esplanada, relatando que no dia 20 de agosto seu esposo Ronilson Dias Simões de 48 anos, havia saido de casa conduzindo a camionete Chevrolet/S10, cor preta.

Segundo a solicitante seu marido se comunicou com os filhos apenas através de mensagem de celular, informando apenas os números 1404, de Campo Grande/MT, o qual não retornou ate a presente data.

Ainda segundo informações, o senhor Ronilson Dias Simoes sofre de bipolaridade e esquizofrenia, o mesmo faz uso de medicamentos controlados, porém tambem faz uso de bebidas alcoólicas.

Ajude a Polícia Militar a encontrar Ronilson Dias Simões, qualquer informação ligue 190.

Informações PMMG

Autor de agressão fisica a mulher é preso pela PM



No dia 28 de agosto, por volta de 01h00min, a Polícia Militar compareceu a Rua Conego Adolfo Carneiro, após denúncias via 190 de que um cidadão infrator havia entrado na residência e estaria agredindo uma mulher.

Os militares no local realizaram contato com a vítima L.G., 40 anos, a qual relatou que mais cedo o cidadão infrator B.S., 35 anos, esteve em sua residência e havia furtado 01 bolsa de lingerie, contendo vários produtos num total de R$ 4.000,00.

Ainda segundo a vítima, o autor retornou posteriormente à casa e após pular o portão, arrombou a porta da sala portando 01 faca,realizando ameaças a vítima no intuito que a mesma reatasse o relacionamento amoroso.

O autor agrediu a vítima com a faca e tambem seu filho P.H.N., de 17 anos, que tentou intervir.

As vítimas e autor foram encaminhados ao Pronto Socorro, para o atendimento Médico.

O autor foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde o fato foi registrado e encerrado.

Informações PMMG

Renda da EXPOEM ajudará 10 entidades



A 11ª EXPOEM será realizada de 3 a 7 de setembro em comemoração aos 104 anos de Elói Mendes. Os ingressos estão à venda no Club Elói Mendes, na Eloy calçados lojas em Varginha e Paraguaçu. Rodeio todas as noites e shows para animar a galera em dois palcos. O valor do pacote para os três dias é R$ 60,00.

No dia 2 de setembro a dupla Paulo Sousa e Adriano de Elói Mendes lançarão seu novo CD. O show acontece logo após Qualy-fy. Quinta-feira o show é gratuito com Mato Grosso e Mathias. No palco principal, Humberto e Ronaldo na sexta-feira (4); no sábado (5) será a vez da banda Malta; a dupla João Bosco e Vinícius toca no domingo. No feriado, 7 de setembro, tem Rock Ability a partir das 15h com as seguintes bandas de rock: Acidc Cover Oficial, Plágio, Setemarez, Apreza, Lekhaina e DJ A.N. A entrada é um quilo de alimento não perecível.

A prefeitura realizou o leilão da Praça de Alimentação composta por 15 barracas, Camarote e 2 bares de alvenaria. O camarote obteve o lance de R$ 30.500. Os bares foram vendidos por R$ 16.000,00 e a Praça de alimentação por R$ 66.000,00. As entidades beneficiadas com a EXPOEM serão: Hospital Nossa Senhora da Piedade, Hospital de Barretos, Hospital Bom Pastor, ABRAÇO, CONSEP, Obra Social Ludovico Pavoni, Viva Vida, PRÓ-RIM, Lar São Vicente de Paula e APAE – Elói Mendes.



Com informações: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Elói Mendes

Comer fora e emagrecer. É possível?



A resposta é: sim. É possível comer fora todos os dias e ainda emagrecer. Para que a pessoa tenha uma alimentação balanceada, não basta comer pouco, mas alimentar-se com os produtos certos, que ajudem no metabolismo. A maioria dos self-services, os espaços mais procurados para o dia a dia, possui muitos desses alimentos. “Em nossos restaurantes sempre há variedade e, hoje, com a preocupação natural com a balança, é necessário oferecer pratos que ajudem as pessoas nas dietas”, explica Calebe Sette Silva, sócio proprietário do Sabor de Minas, com duas unidades em Varginha.

Os alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que aceleram o metabolismo naturalmente, ajudam a queimar calorias e aumentam a sensação de saciedade. “Porém, não adianta só ingerir os alimentos certos, é preciso comer nos horários corretos”, alerta Silva. Entre os vários alimentos que ajudam na dieta, Silva chama a atenção para o feijão, couve-flor, alho, azeite de oliva, arroz integral, brócolis, limão, ovos, batata-doce e repolho.

“No momento de elaborar os nossos cardápios, sempre nos preocupamos em usar esses ingredientes. As pessoas hoje possuem muito mais conhecimentos e sempre notamos que muitas procuram fazer o seu prato justamente com esses alimentos que ajudam a emagrecer. É uma preocupação constante que os restaurantes devem ter e é, também, uma maneira de fidelizar os clientes”, finaliza Silva.

Eliana Sonja

Lançamento de livro marcará a Jornada Mineira do Patrimônio em Elói Mendes



Em 2015, a Jornada Mineira do Patrimônio traz o tema “Cidades, Regiões e Patrimônio” como proposta de reflexão. Em Elói Mendes, o evento será no dia 11 de setembro, às 19h30, no Club Elói Mendes. Haverá o lançamento do livro "Elói Mendes ´Ontem e Hoje´ escrito pelo eloiense Comendador Francisco Carlos de Figueiredo. A entrada é gratuita. O livro custa R$ 50,00.


A Jornada Mineira do Patrimônio visa promover o patrimônio cultural de Minas Gerais por meio da realização simultânea, em todo o Estado, de diversas ações integradas, como festivais, exposições, seminários, cursos e oficinas. Organização/Realização IEPHA Minas Gerais e Minas Gerais - Governo de Todos.


Com informações e foto:  Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Elói Mendes