3ª Cavalgada do Batom, em Cruzília/MG


Evento, realizado pelo Clube do Cavalo de Cruzília - Núcleo Berço da Raça, já faz parte do calendário e é muito esperado pelas amazonas.



Pelo terceiro ano consecutivo criadoras, usuárias da raça, mães, filhas, avós, amigas... Todas essas mulheres se reuniram em Cruzília, no sul de Minas, berço da raça, para curtir uma paixão em comum: o Mangalarga Marchador. A 3ª cavalgada do batom contou com muito charme e alegria nas belas trilhas da região. Um evento para mostrar que as mulheres sabem tudo de montaria.

O evento, realizado pelo Clube do Cavalo de Cruzília - Núcleo Berço da Raça, aconteceu no último sábado (29/03), reunindo cerca de 75 amazonas de todas as idades, e de várias regiões, que percorreram 15 quilômetros de belas trilhas. Com saída às 9 horas do Haras Barão de Alfenas, em Cruzília onde foi servido um delicioso café da manhã, e chegada no Haras Ambruma, em Baependi.


O grupo fez o percurso em trilhas, estradas, apreciando as paisagens ao redor e, é claro, colocando a mão na massa, mas tudo com muita diversão. Famílias inteiras participam da cavalgada. É um encontro de amigas, companheiras e, sobretudo, mulheres apaixonadas por cavalos.
Com muito bom humor a cavalgada segue, com paradas para brindes, ajeitar o visual e passar um batom, que é essencial durante toda a cavalgada.

Ao final todas se confraternizam na fazenda de chegada, Haras Ambruma, com um suculento churrasco e muita animação. A festa dura o dia inteiro, e quando termina a satisfação está estampada no rosto de cada integrante.


Confira algumas fotos do arquivo da Fanpage do Clube do Cavalo de Cruzilia Nucleo Berço da Raça







 Parabéns as organizadoras e a todas as amazonas, que distribuíram beleza, charme e alegria!





Encontro de grafiteiros colore muros pichados em Varginha, MG

Artistas plásticos fizeram obras em casas da Estação Ferroviária da cidade.
Projeto surgiu há pouco mais de um ano e quer sensibilizar através da arte.

Os muros das casas da Estação Ferroviária de Varginha(MG) que estão pichados ganharam um novo visual neste sábado (29). Um grupo de artistas plásticos se reuniu para grafitar as paredes – com a autorização dos moradores - e criar uma exposição a céu aberto no local.

A ideia do encontrou partiu de um grupo de jovens que resolveu criar um projeto de incentivo á cultura em Varginha (MG). O projeto foi batizado como Vira-Lata e a ação reúne artistas urbanos que acreditam que com o grafite é possível transmitir mensagens otimistas e ainda garantir o colorido na cidade. “A iniciativa foi criada há cerca de 1 ano e desde então o espaço tombado pelo patrimônio histórico de Varginha tem ganhado uma cara nova”, destacou o grafiteiro Lucas Ribeiro.
Grafites passam a enfeitar muros que estavam pichados (Foto: Carlos Cazelato / EPTV)Grafites passam a enfeitar muros que estavam
pichados (Foto: Carlos Cazelato / EPTV)
O casal Orlando e Vilzene Mangiapelo Pederiva fez questão de ceder um espaço na casa para os grafiteiros. “Estava muito feio com as pichações e agora ganhou cores e arte”, comentou.

Ponto para os artistas, que com materiais próprios, transmitem o que sentem por meio dos desenhos, como é o caso de Cassiano Henrique Cândido, de Três Pontas (MG). “Eu tento passar o que eu sei, que é a arte”, disse.

Daqui em diante, o objetivo do grupo é preencher com arte os espaços onde faltam boas iniciativas. O carioca Flávio Fernandes aproveitou o encontro para fazer uma releitura das obras do 'profeta Gentileza', o famoso pregador do bem, responsável por ter escrito mensagens positivas em um viaduto do Rio de Janeiro (RJ). “Ele teve a obra apagada, mas agora ela ficará registrada neste muro. Fazemos isso também porque acreditamos num mundo melhor”, finalizou.

O encontro de grafiteiros continua neste domingo (30), das 10h às 18h na Estação Ferroviária e além das pinturas, o grupo promove também apresentações culturais com grupos da cidade.
Artista plástico se inspirou no 'profeta Gentileza' para grafitar (Foto: Carlos Cazelato / EPTV)Artista plástico se inspirou no 'profeta Gentileza' para grafitar (Foto: Carlos Cazelato / EPTV)
Do G1 Sul de Minas

Sind-UTE faz uso político da decisão do STF sobre a Lei 100 e busca confundir opinião pública

Em 2012, sindicato entrou com ação na Justiça contra os efetivados pela Lei 100. Para Tribunal, entidade agiu de “má fé”

Após a decisão do STF sobre a Lei 100/2007, ocorrida nesta quarta-feira (26/03), a presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), filiado à CUT, Beatriz Cerqueira, declarou que o governo do estado construiu uma falsa ideia de tranquilidade, iludindo a categoria. 

Primeiramente é importante deixar claro que, ao editar essa Lei, o estado teve como objetivos corrigir distorções previdenciárias históricas e garantir a aposentadoria de milhares servidores que prestavam serviços à Educação mineira. Além disso, a Advocacia Geral do Estado defendeu firmemente essa posição junto à Justiça, em parceria com os advogados da Associação dos Professores Públicos de Minas Gerais (APPMG) e da Assembleia Legislativa do Estado, a qual, destaque-se, aprovou a Lei.

“Como o Supremo Tribunal Federal julgou a Lei inconstitucional, o governo de Minas vai cumprir a decisão do STF, que, afinal, é soberana.”, afirma a Secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, lembrando que a decisão do STF não atinge os aposentados nem aqueles que estão em processo de aposentadoria, que somam cerca de 20 mil servidores.

Entretanto, o que a sindicalista Beatriz Cerqueira, que também é presidente da CUT/MG, propositadamente não informa, é que o sindicato que ela preside era contra a igualdade de direitos entre efetivos e efetivados. Em 2012, o Sind-UTE entrou com um pedido de liminar na Justiça, na qual a entidade, que representa os servidores da Educação, questionava os critérios de igualdade de distribuição de turmas e aulas.

No entendimento do sindicato, professores efetivos deveriam ter prioridade sobre os efetivados pela Lei 100 na escolha das turmas e aulas. A liminar buscava “derrubar” a Resolução da Secretaria de Educação, de 6 de janeiro de 2012, na qual efetivos e efetivados passaram a ter os mesmos direitos na distribuição das turmas, horários e aulas, estabelecendo-se a igualdade entre esses servidores. De acordo com essa Resolução, o tempo de efetivo exercício dos professores nas escolas passou a ser adotado como um dos critérios na distribuição de turmas e aulas.

O Governo de Minas, através da Secretaria de Educação, entrou, na ocasião, com mandado de segurança no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) contra a liminar do sindicato e assegurou a igualdade de direitos. “O princípio da igualdade rege e orienta a conduta do Governo de Minas. É compromisso ético do poder executivo a adoção de valores, posturas e instrumentos institucionais que assegurem a equidade de tratamento de todos os servidores da Educação”, explica a Secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola.

O Tribunal de Justiça assegurou à Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEEMG) o direito de manter o tempo de efetivo exercício na escola como critério para a distribuição de turmas e aulas entre os professores da rede estadual e o tratamento igualitário dos servidores, sejam eles efetivos ou efetivados.

Para Justiça, Sind-UTE agiu de má fé

O Tribunal considerou que o Sind-UTE não detém legitimidade para impetrar tal solicitação, uma vez que o Sindicato conta com servidores efetivados em seus quadros e, portanto, também deveria defender os interesses desses profissionais. O TJMG ainda constatou "litigância de má-fé" por parte da entidade no processo.

Além da ilegitimidade, o TJMG determinou que o Sind-UTE fosse "reputado litigante de má-fé", nos termos dos artigos 14, I e II, e 17, II, ambos do Código de Processo Civil. Segundo consta no acórdão, o Sindicato "ao defender o interesse de servidores efetivos filiados, descumpriu, no mandado de segurança, os deveres de expor os fatos em juízo conforme a verdade e de proceder com lealdade e boa-fé".

Ainda sobre a conduta do Sindicato no processo, o texto aponta ainda que "é clara a alteração da verdade por parte do Sind-UTE". Em virtude da má-fé detectada pelo Tribunal, o Sindicato foi condenado a pagar multa no valor de 1% do valor da causa.

“O sindicato perdeu esta ação e foi inclusive advertido pelo juiz, uma vez que pela lei sindical uma entidade sindical não pode fazer uma ação defendendo interesse de parte de seus membros em detrimento dos interesses de outra parte. Então, o próprio Sind-UTE sempre foi contra os efetivados e aparentemente agora está fazendo algum tipo de reopção ideológica. Não entendi bem ainda”, afirma a Secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola.

Portanto, quem, de fato, defendeu e defende os direitos dos servidores efetivados? Quem, ao elaborar o projeto da Lei 100, que foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, estava e está preocupado com o presente e o futuro dos servidores da Educação? Quem está trabalhando para assegurar o cumprimento da decisão do STF e, ao mesmo tempo, garantir a continuidade das atividades nas escolas? Quem tem o compromisso com a verdade?

Não é, definitivamente, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE). O Governo de Minas está fazendo um análise da situação específica de cada servidor e aguardando a publicação do acórdão do STF para tomar as medidas necessárias.

Confira  a seguir facsimile do site do TJMG com a decisão contrária ao Sind-UTE:

Ementa
MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO. SIND-UTE-MG. ENSINO PÚBLICO ESTADUAL. SERVIDORES EFETIVOS E EFETIVADOS PELA LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL Nº 100, DE 2007. EQUIPARAÇÃO. ARTIGO 8º, 'CAPUT', DA RESOLUÇÃO SEE Nº 2.018, DE 2012. DISTRIBUIÇÃO DAS TURMAS E AULAS NAS UNIDADES DE ENSINO PÚBLICO ESTADUAL. ANO LETIVO DE 2012. PRELIMINAR. ILEGITIMIDADE ATIVA 'AD CAUSAM'. ACOLHIMENTO. DEFESA DE INTERESSES CONFLITANTES ENTRE FILIADOS. INADMISSIBILIDADE. DENEGAÇÃO DA SEGURANÇA. LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ DO IMPETRANTE. I - Nos termos do artigo 5º, LXX, ""b"", da Constituição da República de 1988, e do artigo 21 da Lei nº 12.016, de 2009 (""Lei do Mandado de Segurança""), a organização sindical pode impetrar mandado de segurança coletivo, para a defesa de interesses de seus membros. II - Reconhece-se a ilegitimidade do SIND-UTE para a impetração do mandado de segurança coletivo quando revelada a defesa de interesse de parte dos filiados (servidores efetivos), mas em conflito com interesse dos demais (servidores efetivados nos termos da Lei Complementar estadual nº 100, de 2007). III - Nos moldes dos artigos 14, I e II, e 17, II, ambos do CPC, reputa-se litigante de má-fé o Sindicato-impetrante que, em mandado de segurança, na defesa de interesse de servidores efetivos filiados, descumpre os deveres de expor os fatos em juízo conforme a verdade e de proceder com lealdade e boa-fé, ocultando a extensão da sua finalidade para a proteção dos interesses de servidores filiados que se enquadram na situação de efetividade prevista na Lei Complementar estadual nº 100, de 2007.


Por que o Governo de Minas fez a Lei 100

É importante esclarecer que o Governo do Estado de Minas Gerais editou em 2007 a Lei Complementar nº 100 com o objetivo principal de corrigir distorções históricas que atingiam diretamente quase 100 mil servidores públicos estaduais – a quase totalidade vinculada à Secretaria de Estado de Educação. Até então, estes funcionários públicos não possuíam garantias sobre o direito à aposentadoria, apesar de grande parte deles já estarem trabalhando há vários anos no serviço público estadual.

A Lei 100/2007, que foi aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, buscou, portanto, regularizar a situação funcional e sobretudo assegurar os direitos previdenciários para servidores que dedicaram vários anos de suas vidas ao desenvolvimento da educação em municípios de todas as regiões de Minas Gerais. Destaque-se que a maior parcela destes trabalhadores que vivia a incerteza em relação à carreira e à aposentadoria é formada por mulheres, não apenas professoras, mas também por milhares de serventes e auxiliares na área da Educação. Tanto a administração estadual quanto o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não reconheciam o direito desses profissionais à aposentadoria.

Neste contexto, no ano de 2007, o projeto de lei complementar que culminou com a criação da chamada Lei 100, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo Poder Executivo. Com a Lei 100, os servidores efetivados passaram a ter reconhecidos seus direitos previdenciários perante o Estado. No caso dos aposentados, o Estado passou a assumir os custos com a aposentadoria integral.

Importante destacar que, além de Minas Gerais, outros estados da Federação – como São Paulo, Rio Grande do Sul e Acre – também criaram legislação semelhante com a intenção de solucionar a situação previdenciária dos servidores designados.

Agência Minas

PM recupera duas motos furtadas em Baependi/MG

Na noite dessa sexta-feira, a Polícia Militar compareceu à Praça Dr. Policarpo Viotti, Centro, onde informações davam conta de que havia 03 pessoas em 02 duas motocicletas furtadas.

Um dos veículos foi reconhecido por uma testemunha como sendo uma moto Honda/CG 125 Titan, cor azul, placa LRB 0132-Baependi/MG, de propriedade de um motorista de 29 anos, furtada em data de 18/03/14.

A outra moto era uma Honda/CG 150 Fan, cor preta, placa HMV-6788-Baependi/MG, de propriedade de um comerciante de 33 anos, furtada em 27/03/14.

Durante o rastreamento, ao avistar as motocicletas, os autores tentarem fugir, momento em que o condutor da CG Titan de cor azul caiu, abandonou a moto e fugiu sentido ao bairro Cavaco.

Os outros autores fugiram na outra moto sentido ao bairro Capelinha. Em continuidade ao rastreamento a moto foi encontrada em um matagal no referido bairro.

Os dois veículos foram removidos pelo serviço de guincho ao pátio credenciado

Com informações da PM/MG

AJUDE A ENCONTRAR JOVEM QUE FUGIU DE CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO EM POUSO ALTO



Na noite da última sexta-feira, compareceu ao quartel da Polícia Militar em Pouso Alto um cidadão de 42 anos, obreiro da Clínica de Recuperação às Drogas Desafio Jovem Manaaim, localizada no Bairro Coura, Zona Rural, o qual registrou uma ocorrência de pessoa desaparecida.
O obreiro informou que a paciente de nome Ionara Maria do Carmo, com 16 anos, foi vista pela última vez em 27/03/2014, por volta das 09:00h por uma funcionária da clínica, e desde então ele e outros funcionários iniciaram buscas para encontrar a paciente, porém não obtiveram êxito. Relatou ainda que Ionara já fugiu outras vezes, porém, foi encontrada e levada de volta à clinica.
O solicitante disse que a paciente é usuária de drogas (crack, cocaína, maconha, álcool) e que consegue carona ou abrigo fácil por ser uma mulher de boa aparência e devido à abstinência da droga se prostitui.
Na ocasião do desaparecimento, ela vestia um short jeans azul (bem curto), blusa branca e calçava sandálias. Ela também possui uma tatuagem de estrela no ombro esquerdo.
Dicas PM:
* Se você tem alguma informação que possa ajudar a encontra Ionara, ligue 190.

Com infromações da PMMG

Fase Microrregional do JEMG 2014 em Baependi/MG


Na próxima terça-feira (01/04), na cidade de Baependi/MG, terão início os Jogos da fase Microrregional do programa Minas Olímpica/JEMG 2014. Os jogos serão realizados no período de 01 a 06/04, nas seguintes modalidades coletivas futsal, basquete,handebol e vôlei e xadrez nos módulos I (12 a 14 anos) e módulo II (15 a 17 anos), nos naipes feminino e masculino. Nesta etapa os campeões de cada modalidade classificam-se para fase regional que será realizada na cidade Pouso Alegre/MG.
Confira a tabela dos jogos no link:
http://jogosescolares.esportes.mg.gov.br/wp-content/uploads/2013/01/Tabela-Baependi1.pdf


Com informações da Prefeitura de Baependi/MG

Bioquerosene é a nova fronteira do desenvolvimento sustentável em Minas Gerais

Produção de combustível renovável para aeronaves ganha impulso no estado com Aeroporto Industrial e acordo para pesquisa e formação de cadeia produtiva


Lúcia Sebe / Imprensa MG
Projeto prevê tornar o Aeroporto Internacional Tancredo Neves no primeiro terminal aéreo verde do Brasil
Projeto prevê tornar o Aeroporto Internacional Tancredo Neves no primeiro terminal aéreo verde do Brasil
Download



Ao perceber o movimento mundial das companhias aéreas, que estabeleceram metas ambiciosas para reduzir a emissão de gases de efeito estufa – entre elas atingir crescimento neutro em carbono até 2020 –, Minas dá os primeiros passos para criar uma cadeia produtiva de bioquerosene para aviação. A alternativa energética, apontada pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) como a principal solução para mitigar as emissões, ganha impulso no estado com a inauguração, neste mês, do primeiro Aeroporto Industrial do país e a assinatura do acordo entre o Governo de Minas e instituições para o desenvolvimento e consolidação da Cadeia Produtiva de Bioquerosene para a Aviação no Estado.

Localizado no sítio do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), o Aeroporto Industrial é um recinto alfandegário credenciado para a realização de atividades de industrialização, abrigando empresas não poluentes, voltadas principalmente para a exportação via aérea. Foram investidos R$ 17 milhões por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), para a construção e implementação da infraestrutura do espaço.



Segundo a IATA, no mundo, a demanda potencial para o uso de bioquerosene é de cerca de 140 bilhões de litros por ano. De acordo com o memorando de entendimento assinado pelo governadorAntonio Anastasia, o objetivo do Estado é transformar Minas na primeira plataforma integrada de produção de bioquerosene do país. A ideia é incentivar toda a cadeia de pesquisa, produção, logística e consumo para combater as alterações climáticas, diversificar a economia mineira e favorecer o desenvolvimento da aerotrópole de Belo Horizonte e a expansão brasileira e mundial da indústria da aviação.

“Certamente, essa será a nova fronteira do desenvolvimento sustentável com reflexos positivos no campo, abrindo novas oportunidades de pesquisa, além de transformar o Aeroporto Internacional Tancredo Neves no primeiro terminal aéreo verde do Brasil”, esclarece o subsecretário de Investimentos Estratégicos, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), Luiz Antônio Athayde Vasconcelos.

Copa do Mundo será ponto de partida

A intenção é usar a Copa do Mundo de 2014 como ponto de partida do projeto. Com a proximidade dos grandes eventos esportivos, o Brasil vai se tornar o quarto maior mercado de tráfego aéreo doméstico do mundo. Devido à relevância do tema, empresas como Boing, Embraer, GE Turbinas, Gol e Azul Linhas Aéreas, destilarias de etanol, universidades e consultorias, além das secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, além da Fapemig e Epamig, aderiram à iniciativa.

“Juntamos esforços e competências para fazer com que Minas seja reconhecida, em futuro próximo, como polo produtor e distribuidor mundial de combustível limpo para os jatos. Esta iniciativa vai nos preparar para o desafio de ter uma política de sequestro de carbono com o uso de combustível de aviação renovável a partir de matérias-primas”, explica o subsecretário.

Atualmente, os voos considerados verdes usam cerca de 10% de biocombustível. “A ideia da indústria é ampliar os estudos e ver até onde podemos irem Minas Gerais”, frisa o coordenador do projeto, Bernardo Bahia. Além de ser uma tecnologia ainda em evolução, com sua aplicação sendo testada com cuidado, já que a turbina de uma aeronave não pode falhar, a biomassa ainda é muito cara e é preciso produzi-la em escala para reduzir os custos.

Cadeias de produção podem ser diversas


O projeto do Governo de Minas Gerais busca alavancar a estrutura agrícola para transformar o Estado em grande fornecedor de insumos para produção de bioquerosene por meio da introdução de matérias-primas com potencial bioenergético e de uma cadeia de suprimentos altamente integrada com as vocações regionais. Ou seja, além de usar cadeias já existentes, como da cana-de-açúcar, novas rotas de produção também estão sendo pesquisadas.

Entre elas destacam-se a cadeia extrativista da macaúba (um tipo de palmeira muito comum no país), da macaíba (um tipo de palmeira) e da camelina (uma espécie de arbusto importado). A necessidade de importar a camelina tem um motivo: enquanto seu ciclo é de apenas três meses, a macaúba demora cinco anos para começar a produzir. “A semente da camelina, quando esmagada, gera um óleo. Estamos estudando a plantação dela em várias fazendas da Epamig para ver onde ela pode se adaptar melhor”, conta Bernardo.

O projeto prevê a realização de testes, tratamento tributário diferenciado, programas de capacitação e assistência técnica, desenvolvimento de programas de integração de silvicultura, lavoura e pecuária para incentivar os produtores.

O próximo passo é fomentar o desenvolvimento de uma rede integrada de refinarias, de modo a viabilizar a produção sustentável e eficiente do bioquerosene. A ideia é identificar refinarias e outras instalações já existentes, capazes de executar o esmagamento da biomassa, e viabilizar as mesmas para serem utilizadas como plataformas de apoio para as etapas de produção, pré-refino e exportação do biocombustível.

Primeiro laboratório certificado do país


Para que o bioquerosene tenha autorização para ser comercializado e utilizado nos tanques das aeronaves, ele precisar ser certificado. Atualmente, não existe no Brasil um laboratório que emita este tipo de certificação.

Considerando a necessidade de desenvolver competências e estruturas de laboratórios para a certificação, o Governo de Minas e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) estão em tratativas para criar o primeiro laboratório certificado do país, apropriando-se das capacidades instaladas no Laboratório de Ensaio de Combustíveis (LEC) pertencentes à instituição de ensino superior.

“Há o interesse do Governo de Minas de fazer a certificação e abrigar o primeiro laboratório do país a disponibilizar produtos para as empresas aéreas. Porque sem esta análise 100% segura, os aviões não podem voar. O desafio do bioquerosene é muito grande, ele não é fácil de fazer, tem especificações muito rígidas e não pode falhar”, pontua a engenheira química da UFMG, Vânya Pasa.

Para Vânya, o movimento das companhias aéreas a favor dos biocombustíveis é natural. “O setor automotivo já está incorporando o bioetanol e o biodiesel há mais tempo, exatamente para minimizar as emissões de seus produtos. As companhias aéreas também perceberam que precisam dar essa contribuição e têm adotado uma postura proativa em busca da tecnologia verde”, analisa a engenheira.

“Tudo que vier para impactar menos o meio ambiente é bem-vindo. A aviação é um setor que cresce muito. E o Brasil é uma liderança mundial e com um histórico muito grande na produção de biocombustíveis, com uma expertise que certamente pode ser usada neste segmento”, acrescenta a especialista.

Agência Minas

PM recupera duas motos furtadas

Na noite dessa sexta-feira, a Polícia Militar compareceu à Praça Dr. Policarpo Viotti, Centro, onde informações davam conta de que havia 03 pessoas em 02 duas motocicletas furtadas.

Um dos veículos foi reconhecido por uma testemunha como sendo uma moto Honda/CG 125 Titan, cor azul, placa LRB 0132-Baependi/MG, de propriedade de um motorista de 29 anos, furtada em data de 18/03/14.

A outra moto era uma Honda/CG 150 Fan, cor preta, placa HMV-6788-Baependi/MG, de propriedade de um comerciante de 33 anos, furtada em 27/03/14.

Durante o rastreamento, ao avistar as motocicletas, os autores tentarem fugir, momento em que o condutor da CG Titan de cor azul caiu, abandonou a moto e fugiu sentido ao bairro Cavaco.

Os outros autores fugiram na outra moto sentido ao bairro Capelinha. Em continuidade ao rastreamento a moto foi encontrada em um matagal no referido bairro.

Os dois veículos foram removidos pelo serviço de guincho ao pátio credenciado.

Com informações da PM/MG

Feiras com degustação prévia atraem clientes para o Sul de Minas

Montada há quase 14 anos, feira atrai turistas para compras em Gonçalves. 
Higiene e bom atendimento são diferenciais em São Sebastião do Paraíso.




Novos tipos de feiras e comércio de orgânicos tem atraído cada vez mais consumidores no Sul de Minas. Em São Sebastião do Paraíso (MG), a Feira da Estação, um local foi projetado e organizado para receber os produtores e os feirantes participam de um treinamento para melhorar a higiene do espaço e dos produtos postos à venda. Já em Gonçalves (MG), o que atrai é a venda de alimentos cultivados sem agrotóxicos. Tem até mesmo barracas onde o freguês pode experimentar antes de comprar.

A Feira da Estação está localizada em uma rua larga, com barracas espaçosas e o que chama a atenção é a variedade dos produtos somada à qualidade do atendimento. Montada há menos de um ano, as 35 barracas atraem pelo menos mil pessoas por semana – sempre aos sábados das 7h às 13h.

O objetivo da feira é também valorizar a agricultura familiar e por isso são promovidos cursos e capacitações para que o projeto seja expandido. “Pensamos nesta valorização e tem dado certo. Queremos que a feira se fortaleça no município”, disse Mauro Westin, secretário de Desenvolvimento Agropecuário.

Todos os feirantes trabalham uniformizados no espaço planejado para que a maior parte seja ocupada com hortifrutis, mas, há também as quitandas caseiras, os artesanatos e o tradicional pastel. Com o sucesso, os feirantes procuram dar mais valor aos produtos. “Eu vendo tudo já processado e vejo o estoque acabar rapidinho”, comentou a vendedora Vera Lúcia de Pádua.

A feirante Aparecida Nunes de Sá e o marido produzem bananas em São Sebastião do Paraíso, mas nunca tinham vendido o produto em feiras. A experiência tem sido boa. “Aumentamos nossa venda e tivemos a chance de promover nossos produtos para outras pessoas”, disse.

Produtos orgânicos ficam em evidência em Gonçalves, MG
Já em Gonçalves, a feira criada há 12 anos tem o mercado em expansão e já se tornou uma referência em outros locais. Atualmente, é abastecida por agricultores da região e 15 deles integram uma empresa que administra a feira. Ela é realizada aos sábados e recebe centenas de fregueses, semanalmente. A estrutura também oferece área de alimentação.
Produtos orgânicos são destaques em feiras (Foto: Edson de Oliveira/ Reprodução EPTV)
O diferencial é que no local é possível que os clientes degustem o produto, para que possam conhecer, antes de levar para casa. Em uma das bancas, o que chama a atenção são os molhos à base de pinhão, as geleias variadas e a broa cremosa. Em outra, além das verduras e legues, os clientes encontram peixes, frutas, laticínios e até mesmo produtos feitos à base de banana.

Quem procura este tipo de produtos, fica feliz com a feira. Há seis anos, a ceramista Cíntia Galvão só se alimenta de orgânicos e se mudou de São Paulo (SP) para a cidade mineira. “Os orgânicos me fazem bem, por isso dou preferência e aqui, com esta feira, estou feita”, comentou.

A contadora Sônia Furtado de Aguiar também ficou encantada com os produtos. “Eu filmei tudo, a qualidade das verduras é excelente”, pontuou.

Ponto para os pequenos produtores, como o Sebastião Gomes de Souza, que em um hectare e meio, cultiva uma horta variada e diferente de quando começou, consegue viver apenas da produção orgânica. “Eu trabalho com isso há 14 anos, não uso agrotóxicos e faço da mesma maneira que aprendi com meu pai”, destacou.

Do G1 Sul de Minas

Sábado de Aleluia em Caxambu/MG


Adolescente é apreendido com 37 pedras de crack em Caxambu



Na tarde dessa sexta-feira, a Polícia Militar, durante patrulhamento pela Rua Vinte e Cinco de Dezembro, bairro Caxambu Velho, registrou uma ocorrência de tráfico de drogas.

Os militares abordaram um adolescente de 16 anos, desocupado, e durante busca pessoal encontraram com ele 37 pedras de crack e ainda R$ 15,00 em dinheiro.

Toda a ação policial foi acompanhada por uma testemunha.

Uma conselheira tutelar foi comunicada do fato e localizou o pai do menor, o encaminhando até a sede do Quartel da PM para acompanhar o registro da ocorrência.

O menor infrator foi conduzido à Delegacia de Polícia de Caxambu, juntamente com o material apreendido, para demais providências.

Com informações da PM/MG

Prefeitura de Cambuquira suspeita de vandalismo em quebra de tubulação de água

Quatro bairros da cidade estão sem água em Cambuquira (MG). Funcionários encontraram garrafa de plástico impedido passagem de água.

A tubulação de fornecimento de água em Cambuquira (MG) quebrou duas vezes nesta semana. Funcionários da prefeitura encontraram uma garrafa de plástico impedido a passagem da água e agora suspeita de vandalismo. A rede é antiga e capta água das nascentes e leva para a estação de tratamento da cidade. Quatro bairros estão sem água desde segunda-feira (24).


Mesmo com a nova estação de tratamento operando desde o início do mês, os problemas de abastecimento continuam na cidade.


Segundo o presidente da autarquia responsável pelo serviço de água de Cambuquira, Gustavo Borges, os funcionários da prefeitura ainda trabalham no concerto da tubulação. Pelo menos 15 metros de tubulação estão sendo substituídos no bairro Carioca.

Tubulação foi rompida por duas vezes nesta semana em Cambuquira (Foto: Reprodução EPTV)Tubulação foi rompida por duas vezes nesta semana em Cambuquira (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: G1 Sul de Minas

Projeto Social de Varginha integra equipe campeã brasileira de Jiu Jitsu



Nos dias 15 e 16 de março, na cidade de São Lourenço, foi disputado o campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu região Sudeste. O Projeto Social Campeões do Futuro realizado pelo Batalhão da Policia Militar de Varginha e o Professor Rodrigo Carvalho fez parte da equipe PR BJJ/ ZENITH que se tornou campeã brasileira. A Equipe PRBJJ/ZENITH sagrou campeã com mais do dobro de pontos da segunda colocada que foi a Equipe Lótus de São Paulo, com isso mostrou o potencial da equipe mineira.

O projeto Campeão do Futuro de Varginha foi parte fundamental para conquista da Equipe, conseguindo mais de 20 medalhas sendo 12 de ouro, 5 de prata e 3 de bronze, somando assim pontos importantíssimo para o titulo.

O Professor Rodrigo Carvalho, agradece a todos que apóiam o Projeto, Queiroga, Sr Farruki Petrim, o nutricionista Lucas Bonfante, Restaurante Xodó do Vovô, Relojoaria Central, Café da Roça, Mr. Bangoo, Mariner, Carpe diem, GM Car , Academia Total Fitness, Academia Arena Figth, aos professores e alunos da academia Lucas Tavares ao suporte técnico do Mestre Paulão Rezende da Cidade Poços de Caldas, com isso o nosso trabalho vem se consolidando e tornando uma referência na região.

Hoje o Projeto conta com mais de 100 alunos,com previsão que ao final do ano esteja com 200, sendo que o objetivo da equipe será alcançando somente com apoio da nossa sociedade que zela pela responsabilidade social. 

Com informações do Professor Rodrigo Carvalho

POLÍCIA CIVIL DE SÃO LOURENÇO EM AÇÃO CONJUNTA COM POLICIA DE SETE LAGOAS PRENDEM SUSPEITO DE ROUBO EM SOLEDADE DE MINAS




A Polícia Civil de São Lourenço, juntamente com a Polícia civil de Sete Lagoas prenderam na manhã desta sexta feira (28/03), um suspeito de roubo ocorrido há uma semana atrás em Soledade de Minas.

Além de roubar a casa, o suspeito sequestrou uma menor de 14 anos que era sua ex-namorada. A menor está aos cuidados do Conselho Tutelar de Sete Lagoas aguardando seus pais , já o suspeito, um jovem de 23 anos, foi recolhido ao presídio de Sete Lagoas, onde ficará a disposição do estado.


Com informações da Polícia Civil/MG

Jovens Talentos: Dupla Sertaneja Mirim se apresenta no 1º Encontro de Violeiros de Baependi


Os cantores sertanejos Gian Henrique, de 9 anos, e Giovani Morais, de 4 anos, moram em Silveira/SP e estarão se apresentando no 1º Encontro de Violeiros, realizado no dia 5 de abril, na cidade de Baependi/MG.
A dupla está muito animada para o evento e promete encantar o público. Muito Fofos!
Vale a pena conferir o talento dos meninos. Parabéns e Sucesso!



Prefeitura de Caxambu implanta mais uma academia de ginástica ao ar livre.


A população caxambuense está ganhando mais um espaço para prática de atividades físicas. Já está em fase final a academia de ginástica ao ar livre, localizada na Av. Ápio Cardoso, via de grande circulação de esportistas devido a proximidade com o Ginásio Poliesportivo Jorge Curi. Esta será a segunda academia ao ar livre entregue pelo prefeito Jurandir Belini. A nova academia ao ar livre contará com um conjunto de aparelhos de ginástica, tais como simulador de caminhada, esqui, simulador de remo, rotação, dentre outros. Estas academias estão sendo implantadas em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo e Esportes e o secretário municipal de esporte e lazer, André Brazolin. 
Para o prefeito que abraçou a ideia, dando continuidade ao projeto, é preciso ampliar e aprimorar as ações que visam melhorar a saúde e a qualidade de vida da população caxambuense.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Caxambu

Funcionários públicos de Caxambu em greve, fazem manifestação em frente a prefeitura

Na tarde desta quinta-feira (27/03) cerca de 70 pessoas, entre funcionários públicos que iniciaram greve em Caxambu (MG) e moradores da cidade, foram até a porta da prefeitura, reivindicando aumento de salário e mais outros itens de interesse da categoria. Os servidores parados são dos setores de obras, educação, meio ambiente, limpeza urbana e motoristas.
O prefeito de Caxambu, Jurandir Bellini, relatou que se reuniu com representantes dos servidores na semana passada e pediu 15 dias para estudar as reivindicações. O prefeito disse que irá negociar desde que os funcionários voltem ao trabalho. Caso eles não voltem, o prefeito disse que pretende entrar com ação na Justiça pedindo a ilegalidade da greve.


Vote e escolha a Miss Universitária 2014



Votação aberta!

O Concurso Miss Universitária 2014 é uma das ações da Calourada World Fest, que comemora 12 anos de muita diversão, entretenimento e cultura. O concurso vai eleger a mais bela universitária da região.


A campeã receberá o título de Miss Universitária 2014, além de R$ 500,00 em dinheiro + kit Boticário + book de fotos da R.A + matéria na Folha de Varginha + ensaio no site blogdomadeira.com.br + 10 ingressos da Calourada 2014.
A segunda colocada recebe um Day Spa + kit Boticário + matéria na Folha de Varginha + book de fotos da R.A + ensaio no site blogdomadeira.com.br + 5 ingressos da Calourada 2014.
A terceira ganha o kit Boticário + book de fotos da R.A + matéria na Folha de Varginha + ensaio no site blogdomadeira.com.br+ 5 ingressos da Calourada 2014.

Mais informações sobre o Concurso Miss Universitária 2014 no telefone (35) 8805 4309 ou missuniversitaria@worldfest.com.br.

Com informações Blog do Madeira

Grupo Canarinho Teimoso se apresenta no Cemva

O Conservatório Estadual de Música de Varginha será palco do Grupo Canarinho Teimoso e seus convidados em homenagem ao Dia do Choro. A apresentação será no dia 23 de abril com as músicas dos principais chorões como: Pixinguinha, Zequinha de Abreu, Waldir Azevedo, Jacob do Bandolim etc. Entrada franca. Aberto ao público.


Secretária de Educação analisa impactos na rede estadual mineira após decisão do STF sobre a Lei 100

STF determina dispensa de 98 mil servidores da educação em Minas efetivados sem concurso

Governo afirma que vai convocar concursados; aposentados não são atingidos

secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, acompanhada da subsecretária de Gestão de Pessoas, Fernanda Neves, concedeu na manhã desta quinta-feira (27/03), às 10 horas, na Cidade Administrativa, entrevista coletiva para esclarecer os impactos da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da Lei Complementar 100/2007.  Ana Lúcia Gazzola informou que o Governo de Minas vai cumprir a decisão do STF. “A decisão da Suprema Corte é soberana”, reiterou. Ela explicou também que todos os servidores que foram efetivados pela Lei 100 poderão retornar à condição de designados quando a decisão do STF for publicada.
A secretária esclareceu que, em 2007, Minas Gerais editou a Lei Complementar nº 100 para corrigir distorções previdenciárias, de forma semelhante ao que foi feito em outros estados, como Acre e Rio Grande do Sul.  “Essa Lei buscou regularizar a situação funcional e, sobretudo, assegurar os direitos previdenciários de milhares de servidores que dedicaram vários anos de suas vidas ao desenvolvimento da educação em municípios de todas as regiões de Minas Gerais”, explicou. Até então estes funcionários públicos não possuíam garantias sobre o direito à aposentadoria, apesar de grande parte deles já estarem trabalhando há vários anos no serviço público estadual.
Ana Lúcia Gazzola destacou o importante papel desempenhado pelos servidores efetivados pela Lei complementar 100/2007 para os bons resultados alcançados pela rede estadual de ensino de Minas Gerais. No quesito desempenho, por exemplo, medido a partir da Prova Brasil, uma das variáveis do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do MEC, os alunos do ensino fundamental (5º e 9º anos) são os melhores do Brasil tanto em Português, quanto em Matemática.
Governo do Estado trabalha para que decisão do STF não afete a continuidade das atividades nas escolas
A secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, explicou, em entrevista coletiva, na Cidade Administrativa, as primeiras ações a serem tomadas a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal. Na tarde dessa quarta-feira (26/03), a Suprema Corte julgou inconstitucional a Lei Complementar nº 100, de 2007, que efetivou cerca de 98 mil servidores do Estado, sendo a maioria da Secretaria de Estado de Educação. Durante a entrevista, a secretária detalhou a decisão da Corte e informou que o Governo de Minas está fazendo todos os levantamentos necessários para cumprir a determinação.
A Lei 100 efetivou, em 2007, servidores com contrato temporário que atuavam na rede estadual de ensino, contemplando professores, inspetores, auxiliares, supervisores, entre outros. O objetivo era o de corrigir distorções previdenciárias históricas e garantir a aposentadoria a esses servidores que prestavam serviços à Educação mineira. A decisão do Supremo declarou inconstitucional a Lei por não se ter exigido concurso público naquela ocasião e determinou que esses servidores percam a efetividade adquirida.
Leis semelhantes editadas em outros estados, como o Acre e o Rio Grande do Sul, também foram julgadas inconstitucionais. No caso de Minas, a decisão da Suprema Corte preservou os direitos dos servidores que já se aposentaram e também daqueles que, até a data da publicação da ata do julgamento, reúnam as condições necessárias para se aposentar.
Para os demais servidores efetivados, o STF determinou que em relação aos cargos para os quais exista concurso em andamento ou dentro do prazo de validade, a substituição se faça com a nomeação de candidatos aprovados. Caso não exista concurso em andamento para determinado cargo, a Secretaria tem 12 meses para regularizar a situação por meio de concurso público.
A Lei Complementar nº 100 abrange 98.135 cargos. Deste total, 97.014 cargos são da rede de educação básica de Minas Gerais. Considerando que um servidor, da Educacão, pode ocupar mais de um cargo, isso corresponde a 88.104 profissionais. Destes, cerca de 20 mil já estão aposentados ou reúnem as condições para a aposentadoria. Além disso, cerca de 11 mil servidores efetivados pela Lei 100 também estão na lista de aprovados do concurso vigente da Secretaria de Estado de Educação e poderão se tornar efetivos.
Tão logo a decisão do Supremo Tribunal Federal seja publicada, todos os servidores efetivados poderão retornar à condição de designados. A secretária de Estado Educação, Ana Lúcia Gazzola, afirmou que, agora, é necessário fazer os levantamentos para compreender detalhadamente o cenário e a situação específica de cada servidor. “Estamos trabalhando para que esse processo não afete o funcionamento regular do sistema estadual de ensino”, assegurou.
Levantamento municipalizado
Atualmente, está dentro do prazo de validade na Secretaria de Estado de Educação um concurso público que foi homologado em 2012 e abriu vagas para diversas carreiras. Para os cargos de professores, foram abertas vagas nas áreas de Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Estrangeira Moderna - Espanhol, Língua Estrangeira Moderna - Inglês, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia e para atuação nos anos iniciais do ensino fundamental. Também haviam vagas para os cargos de Analista Educacional, Analista Educacional/Inspeção Escolar, Especialista em Educação Básica, Assistente Técnico Educacional  e Assistente Técnico de Educação Básica. O levantamento a ser realizado pela Secretaria, contudo, não pode se basear simplesmente no cargo, pois o concurso é feito por municípios.
De acordo com a secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, o levantamento precisa ser municipalizado, uma vez que o concurso é feito pelo servidor ou pelo candidato para um município específico. “Quem passa para o concurso no município A não pode ser nomeado para o município B, mesmo que o município A não tenha mais vagas e o município B tenha vagas. Em todos os casos é evidente que o Governo fará com a maior rapidez possível os concursos públicos necessários”, explicou a Secretária. Ela acrescentou que a Advocacia Geral do Estado será acionada para analisar questões específicas.

Agência Minas

Trajetória de Rosana Marques inspira participantes do "2º Batom com Prosa"

Evento é organizado pela Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha


A trajetória empresarial de Rosana Marques, proprietária da Ouseuse Lingerie, maior empresa do setor de Juruaia, foi destaque no “2º Batom com Prosa”, evento organizado pela Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha e realizado na noite de ontem (25), no auditório do Sebrae. Com uma narrativa simples, mas cheia de garra, Rosana Marques falou aos presentes sobre como uma empresa que começou com apenas uma costureira tornou-se uma em grande sucesso 20 anos depois.

Determinação é a palavra chave de Rosana Marques. Foi essa a mensagem deixada pela empresária às participantes do evento, que receberam uma injeção de ânimo com o exemplo da empresária. “Gosto de narrar minha história para que eu possa ser exemplo para outras pessoas. Sempre me questionam que eu comecei minha empresa em um período de grande crise econômica no País (1994) e que nesses 20 anos houve várias outras crises. Sempre respondo aos questionamentos da mesma forma: crise? Que crise? A gente tem que se ater aos negócios e não se deixar influenciar por questões externas”, disse Rosana Marques.

Participaram da palestra, empresárias, comerciantes e representantes de vários setores profissionais. Antes houve uma apresentação de história com Adriana Galo e um recital de flauta com Jany Oliveira.

Rosana Marques

Proprietária da Ouseuse Lingerie e presidente da Câmara da Mulher Empreendedora de Juruaia, em 2013 foi indicada ao 18º Prêmio Claudia, na categoria Negócios. Maior premiação do segmento na América Latina tem como objetivo destacar mulheres que ajudaram a construir um Brasil melhor. A indicação da empresária aconteceu por ela ter contribuído a transformar a cidade em polo de moda íntima. A empresária recebeu vários prêmios: o Top of Mind da Revista Mídia, o Prêmio ACIJU, o Ozires Silva de Empreendedorismo e o Mulheres Notáveis, concedido pela Câmara da Mulher Empreendedora de Minas Gerais.




Eliana Sonja




CRAS Baependi reinicia atividades do Serviço de Convivência para Idosos

O Grupo Intensidade - Serviço de Convivência para Idosos - reinicia suas atividades nessa semana com novidades!!! 
Os interessados podem fazer sua inscrição no Departamento de Assistência Social ou no CRAS.
As oficinas irão acontecer no CRAS, no Clube da Cidadania - Centro de Convivência e Desenvolvimento Social - e na Escola M. Dr. Wenceslau Braz.



Prefeitura de Baependi/MG

Futura Unidade Básica do SAMU em Caxambu



A prefeitura iniciou as obras para instalação da Unidade Básica do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em Caxambu. 
Esta unidade atenderá a população de Caxambu através do número 192, com funcionamento 24 horas. Contando com assistência médica de uma unidade reguladora, que encaminhará o paciente para o hospital de urgência e emergência. Ao ligar para o número 192, você estará ligando para uma Central de Regulação de Emergências Médicas que contará com profissionais de saúde e médicos treinados para dar orientações de primeiros socorros por telefone através de telemedicina. São estes profissionais que definem o tipo de atendimento, ambulância e equipe adequados a cada caso. Há situações em que basta uma orientação por telefone. Em outras, a intervenção da equipe se faz necessária. O SAMU atende pacientes na residência, no local de trabalho, na via pública, ou seja, através do telefone 192 o atendimento chega ao usuário onde quer que ele esteja, através de diferentes meios de socorro. A equipe presta atendimento já no local, ainda fora do ambiente hospitalar, salvando vidas e diminuindo a possibilidade de seqüelas. O programa oferece o direcionamento para o serviço de estabilização mais próximo e adequado para a situação do paciente. 
A Unidade Básica do SAMU de Caxambu funcionará na Av. Evaristo Sá Guedes, s/n.



Com informações da Assessoria de Imprensa de Caxambu

Prefeitura parabeniza as atletas Caxambuenses Karen e Kelly Fernandes Olímpio.



No último final de semana as atletas caxambuenses Karen e Kelly Fernandes Olimpio, participaram da 1ª Etapa da CIMTB Levorin na cidade de Araxá/MG. As ciclistas competiram na Categoria C04 FEMININO SUB 23. Karen alcançou a 8ª colocação e Kelly a 13ª colocação. 
Trata-se de uma competição de nível internacional, que segundo Kelly serviu de preparação para o Campeonato Pan Americano que será realizado no próximo sábado na cidade de Barbacena/MG, onde ela representará o Brasil na categoria Júnior, contando com várias adversárias estrangeiras. 
Mas a pista de 5,8 km do Cross Country da CIMTB Levorin, em Araxá, não foi ocupada somente pelas tradicionais bikes, na noite de sábado um grupo de 200 corredores a pé lotou as trilhas ao lado do Tauá Grande Hotel, na Estância Hidromineral do Barreiro, na CIMTB Pearl Izumi Night Run, entre eles Kelly Fernandes Olímpio que alcançou a 2ª colocação. A prefeitura de Caxambu presta sua homenagem as atletas pelos bons resultados obtidos. 

Parabéns meninas ! Caxambu se orgulha e estará torcendo por novas 
vitórias. Sucesso !




Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Caxambu

Copasa e subsidiárias abrem concurso em Minas Gerais

Seleção oferece vagas para a Copasa e outras duas subsidiárias do estado.
Inscrições podem ser feitas a partir de 19 de março a 17 de abril; provas serão em maio.



  •  
Copasa
Inscrições
De 19 de março a 17 de abril de 2014
Vagas
31 para nível superior; 85 para níveis médio e médio-técnico
Salário
de R$ 944,21 até R$ 4.731,08
Taxa
R$70 - cargos de nível superior; R$40 - cargos de nível médio técnico; R$30 - cargos de nível médio
Provas
18 de maio de 2014


A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e as subsidiárias Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Copanor) e Águas Minerais de Minas (AGMM) anunciou que vai abrir concurso para vagas de ensino fundamental, médio, médio-técnico e superior no estado. O período de inscrição será do dia 19 de março até o dia 17 de abril. As provas objetivas estão programadas para o dia 18 de maio deste ano.

O candidato deverá preencher um requerimento de inscrição, disponível apenas pela internet, no site da Fundep. Acesse oedital da Copasa , da Copanor e das Águas Minerais.

Segundo a Copasa, o concurso deve preencher vagas em aberto e cadastro de reserva, para oportunidades que vierem a surgir no período de validade do concursos. A Companhia ressalta que as duas empresas subsidiárias são independentes e possuem benefícios, salários e plano de carreira distintos dos da Copasa.

Para a Companhia de Saneamento de Minas Gerais foram disponibilizadas 31 vagas para o cargo de Analista de Saneamento (nível superior) e 85 para Agente de Saneamento (nível médio e médio-técnico). O valor da taxa de inscrição é de R$ 70,00 para cargos de nível superior; R$ 40,00 para nível médio técnico e R$ 30,00 para nível médio. Os salários vão de R$ 944,21 até R$ 4.731,08.


Já a Copanor disponibiliza 80 vagas de Agente de Saneamento (nível médio, médio-técnico e fundamental) e duas para a função de Analista de Saneamento (nível superior). A taxa de inscrição é de R$20,00 e R$50,00, respectivamente. As remunerações variam entre R$724,00 até R$ 4.452,40.

Na Águas Minerais de Minas são ofertadas 20 vagas de Agente Industrial, que exigem formação de nível médio, médio-técnico e fundamental, dependendo da especialidade. O valor da inscrição é de R$20,00. Neste caso, os salários variam de R$765,52 até R$1.085,89.

Cargos Copasa
Administração; Advocacia; Analista de Desenvolvimento de Sistemas; Analista de Marketing; Analista de Produção de Informática; Analista de Segurança da Informação; Analista de Sistema de Gestão – SAP; Analista de Suporte de Informática; Analista de Telecomunicação; Arquitetura; Biologia; Ciências Contábeis; Comunicador Social; Comunicador Social; Comunicador Social; Economia; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia de Segurança do Trabalho; Engenharia Elétrica; Engenharia Florestal; Engenharia Mecânica; Engenharia de Projetos; Hidrogeologia; Hidrologia; Medicina (4H); Pedagogia; Psicologia; Química; Serviço Social; Programador de Sistemas Informatizados I; Técnico em Eletricidade I; Técnico em Eletrônica I; Técnico em Informática I; Técnico em Infraestrutura; Computacional e Cabeamento Estruturado; Técnico em Mecânica; Técnico em Projetos e Obras; Técnico em Química; Técnico em Recursos Hídricos; Técnico em Telecomunicação; Auxiliar de Apoio Administrativo; Auxiliar de Serviços de Saneamento; Eletricista de Manutenção de Equipamentos; Leiturista; Mecânico de Manutenção de Equipamentos; Motorista; Operador de Serviços de Saneamento; e Operador de Tratamento de Água e Esgoto.

Cargos Copanor
Administração; Engenharia Civil; Técnico em Obras e Serviços; Técnico em Segurança do Trabalho; Auxiliar Administrativo; Auxiliar de Serviços Gerais; e Operador de Sistema.

Cargos Águas de Minas
Assistente Administrativo; Técnico em Eletromecânica; Ajudante de Serviços; Auxiliar Administrativo; Motorista; e Operador de Máquinas.