Batida com 3 carros deixa mulheres feridas em Soledade de Minas, MG

Condutora tentou ultrapassagem e atingiu veículo da SUAPI na MG-383.Vítimas foram socorridas pelos bombeiros e levadas para São Lourenço

Duas pessoas ficaram feridas em um acidente na MG-383, próximo a Soledade de Minas MG nesta terça-feira (30). Segundo a Polícia Rodoviária de São Lourenço MG, a batida aconteceu por volta das 12h30 e três veículos se envolveram, entre eles um carro da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi).
Duas mulheres se feriram na batida (Foto: Polícia Rodoviária Estadual)
De acordo com os policiais, a condutora de um carro tentou fazer uma ultrapassagem e bateu de frente com o carro da Suapi. Com o impacto, o veículo foi jogado para a pista contrária e atingiu o veículo que seria ultrapassado. A motorista do carro que tentou a ultrapassem ficou gravemente ferida e também foi levada para o Hospital de São Lourenço pelo Corpo de Bombeiros.

No momento da batida, não havia nenhum preso no carro da Suapi. Uma passageira ficou ferida e também foi levada para o hospital.

Fonte: G1

DE OLHO NA CONTA DE LUZ - Tarifa da Cemig tende a subir ao longo de 2015


Ano começa com alta de R$ 0,03 por kWh


Com a utilização da bandeira vermelha, os consumidores terão que pagar R$ 0,03 a mais por quilowatt-hora - 
Foto: ilustrativa

Se as condições para a geração de energia elétrica em 2015 repetirem as verificadas no atual exercício, os consumidores mineiros terão um ano de encarecimento na conta de luz pela frente. Já em janeiro, quando entra em vigor o novo sistema de bandeiras tarifárias, o custo do quilowatt-hora terá um acréscimo de R$ 0,03 em Minas Gerais.

O sistema compreende a utilização de três bandeiras (verde, amarela e vermelha) que sinalizam as condições para a geração de energia. Ou seja, as oscilações dos preços ocasionadas pelas variações hidrológicas e a maior utilização das usinas termelétricas serão sinalizadas ao consumidor conforme cada período.

O gerente de Gestão e Controle do Faturamento de Energia Elétrica da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Mauro Marinho Campos, explica que desde junho do ano passado as distribuidoras já indicavam na conta, em caráter experimental, qual seria a bandeira tarifária. "Se em 2014 estivesse em vigor, teríamos passado pela bandeira amarela em janeiro e os demais meses na bandeira vermelha", afirma.

A bandeira verde sinaliza condições favoráveis de geração, desta forma a tarifa não terá acréscimo. Já a bandeira amarela indica aumento no custo, resultando em um incremento de R$ 0,015 por quilowatt-hora consumido.

Já a bandeira vermelha, anunciada para o próximo mês pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para todo o sistema, significa que a oferta de energia para atender à demanda dos consumidores ocorre com maiores custos de geração, com maior operação de termelétricas. A tarifa terá acréscimo de R$ 0,03 para cada quilowatt-hora consumido.

Campos ressalta que o sistema vale para todas as classes de consumidores. Dessa forma, quanto maior for o consumo mais significativo será o impacto da metodologia adotada pela agência governmental.

Por outro lado, as distribuidoras deverão ter impactos positivos com a mudança. Campos lembra que o aumento de custo somente poderia ser repassado ao consumidor final na data do reajuste anual, que no caso da Cemig é em 7 de abril. Com o novo método, haverá uma redução no empenho de recursos da concessionária para a compra de energia, melhorando o fluxo de caixa.

Despesas - O setor energético é afetado pela crise hídrica no país. A Cemig, por exemplo, anunciou recentemente um aumento de 23% nas despesas entre janeiro e setembro na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Com a queda nos reservatórios de suas principais usinas hidrelétricas, a companhia é obrigada a comprar energia elétrica mais cara para cumprir os contratos.

O aumento na despesa operacional da estatal mineira, que atingiu R$ 9,753 bilhões nos primeiros nove meses deste ano, é um dos principais fatores que explicam a queda de 11% no lucro líqüido da concessionária entre janeiro e setembro, ante igual intervalo do ano passado.

Fonte: Diário do Comércio

FELIZ ANO NOVO!


Operações de fim de ano nas rodovias

A Sexta Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário (6ª Cia PM Ind MAT) encerrou nesta segunda-feira a Operação Natalina 2014. Toda a área da Unidade foi atendida pelo empenho maciço de seus militares, utilizando de todos os recursos disponíveis, que intensificaram a fiscalização de trânsito em toda a extensão das rodovias estaduais e federais delegadas sob sua circunscrição, com foco nos locais e horários com maior probabilidade de acidentes.
 
               Com esforço de toda a tropa o intuito de preservar vidas nas rodovias da nossa região, entre os dias 24 e 29, foi alcançado com louvor. O total de acidentes que em 2013 foram 28 caiu para 11 em 2014. Em 2013 30 pessoas se feriram em sinistros no período natalino; já em 2014 apenas nove.
 
               Devido o crescente número de acidentes envolvendo motociclistas, o policiamento foi ainda maior para este público alvo, ocorrendo de forma repressiva e educativa com distribuição de panfletos, contendo dicas de condução de veículos automotores.
 
               Ocorreram durante o período várias autuações por embriaguez, o que demonstra que o condutor ainda deve ser mais responsável ao assumir a condução de seu veículo, respeitando as normas em vigor.
 
               A ferramenta SIU (Sistema Informatizado da Unidade) foi uma conquista marcante e a interpretação dos dados que são tabulados e fornecem um diagnóstico preciso dos acidentes propiciando uma visão bem apurada das ocorrências em toda a malha viária. Com as informações ricas em detalhes, o Comandante da 6ª Cia PM Ind MAT direciona de forma pontual o policiamento rodoviário, conseguindo assim, reduzir ainda mais o número de acidentes nas rodovias.
 
Mapa Kernel com todos os acidentes com vítima e sem vítima registrados no período (240800Dez14 a 290600Dez14)
                A 6ª Cia PM Ind MAT empregará todos os recursos humanos e logísticos para, da mesma forma da operação natalina, garantir a fluidez do tráfego, viagem tranquila e condições propícias para uma chegada ao destino sem dificuldades e acidentes na operação réveillon.
 

 
               A 6ª Cia PM Ind MAT deseja a todos um ano repleto de realizações e orienta aos condutores que prudência na condução de veículos é fator importante e essencial para a segurança do trânsito. Polícia Militar Rodoviária junto com você protegendo a vida, bem maior a ser tutelado.
 
FONTE: PMMG




Motocicleta furtada é recuperada em Caxambu

Na noite dessa segunda-feira (29/12), a Polícia Militar localizou na Avenida Henrique Monat, Bairro Belvedere um veículo motocicleta Honda/ CG 125 Fan de cor preta, placa GYW -Caxambu/MG, furtado.

Após denúncia, a PM foi até a residência onde estaria o veículo, após entrada franqueada pela proprietária, os militares verificaram se tratar do veículo furtado no dia anterior.

Segundo a mulher, encontrou a motocileta ao chegar em casa, e que seu filho de 17 anos o qual possui envolvimento com crime ,apesar de não residir no local, possui a chave do portão da casa.

A vítima confirmou ser sua a motocicleta localizada que estava sem placa, setas e com algumas partes pintadas.

O veículo foi apreendido e removido ao pátio credenciadodo DETRAN, a disposição da autoridade judicial.


Fonte: Portal - 117ª Região da Polícia Militar7ª Região da Polícia Militar

CLAYTON E ROMÁRIO FAZEM A FESTA NO NORTE DE MINAS



Já no esquenta para o ano novo!


“Pra cima, pra cima”. Esse é o título de uma das músicas do atual CD de Clayton e Romário, intitulado “Casulo”, mas representa bem o que é o show da dupla pelos palcos por onde passa.

No dia 31, o público verá de perto, no Parque de Exposições de Monte Azul toda a alegria e agito dos irmãos que há 15 anos cantam juntos por todo o Brasil. Em seu primeiro show na cidade, Clayton e Romário prometem um alto astral contagiante.

“Será um prazer estar junto desse público do norte de Minas, que tanto nos recebe bem. Monte Azul é uma cidade que ainda não conhecemos e estamos com grande expectativa para esta festa que já e tradição na região.”

Será o primeiro show deles na cidade. No entanto, esse ano Clayton e Romário já percorreram vários municípios próximos, onde fizeram divulgação do seu atual trabalho. Nas rádios deram várias entrevistas a respeito da carreira e dos shows que fazem pelo Brasil.

Acostumados a estar sempre nos palcos no último dia do ano, a dupla espera que o Parque de Exposição esteja lotado: “A gente gosta de sentir o calor do público e nada melhor que ver tudo tomado, para que possamos nos divertir juntos”, conta Romário.


Paixão pela região

Clayton e Romário, goianos de nascença, mas mineiros de coração, têm feito muitos shows no norte de Minas Gerais, o que tem trazido um apego pela região. “Gostamos muito de vir aqui. É um público quente, cativante, que gosta de festa, de se divertir. Acredito que o Réveillon será muito bom, empolgante, não somente pelo show em si, mas pelo show que esse público também dá”, conclui Clayton.


Quem são CLAYTON E ROMÁRIO?

Todos os caminhos levam a Minas

A certidão de nascimento é de Goiás, mas, foi na terra dos “Belos Horizontes” que o sonho dos irmãos Clayton e Romário tem ganhado maturidade.
Clayton é do tipo que nasceu cantando! Já Romário, nasceu para cantar com o irmão. “Eu comecei a cantar porque via meu irmão viajando e não queria ficar em casa. Daí formamos a dupla. Tudo o que sei, foi ele que me ensinou. Costumo dizer que ele é minha música”, garante Romário.
Quis o destino que Minas Gerais fizesse parte da história dos artistas! Quem ouve a história de Clayton e Romário chega a esta conclusão. Logo no início, os irmãos saíram de Goiás para 15 dias de shows em uma churrascaria de Barretos, São Paulo. Por lá, ficaram amigos de um garçom, que indicou um primo, dono do Quiosque 19, na cidade de Guarapari, litoral capixaba, onde eles poderiam fazer shows na temporada de verão. “No início a gente ficou receoso, mas decidimos ir para ficar dois meses. O que início era apenas uma mesa com um casal, em pouco menos de duas semanas já não haviam mais reservas durante almoço e jantar”, relembra Clayton.

Boa parte do público que por lá passavam eram turistas mineiros e, em pouco tempo, os convites para a dupla se apresentar no estado começaram a surgir. Os ventos do litoral capixaba sopravam para Minas Gerais e os irmãos de Goiás seguiam a direção. “Guarapari foi um divisor de águas em nossa carreira. Chegamos em Minas em 2007. Nossos shows basicamente aconteciam a partir dos contatos feitos no quiosque. Em um ano os convites para shows aumentaram e aqui estamos até hoje”.

Som de irmãos

O som harmônico que produzem é reflexo da relação fraterna que vivem. Fãs um do outro, no palco e fora dele se complementam, assim como o timbre de suas vozes. E a soma disso é um show que levanta e entusiasma o público.
Há 15 anos juntos, os irmãos agitam o público por onde passam com seu sertanejo. Atualmente divulgam o CD “Casulo”, o segundo da dupla, em que contam com a participação dos amigos João Lucas & Diogo e Guilherme & Santiago.

“Casulo”, a música de trabalho, conta a história de alguém que se libertou de um relacionamento, em que não era feliz, em busca de sua realização. “Me envolvi, me joguei nessa paixão, entreguei meu coração pra você cuidar...mas você não soube me amar”, é um trecho que ilustra a história.

O CD, o segundo da trajetória de Clayton e Romário, conta com 13 faixas, oito delas autorais. As faixas misturam gêneros, o que foge do tradicional “Sertanejo Universitário”, termo que, aliás, não agrada à dupla: “Não gostamos do termo universitário. Tocamos e cantamos o que julgamos bom, de qualidade. Mesmo com uma pegada mais nova, para cima. Nos preocupamos bastante com o que fazemos, misturando estilos, experimentando coisas novas. Não ficamos presos à rótulos”.

“Queremos que cada vez mais a nossa música possa fazer mais parte da vida das pessoas”, dispara Clayton.

Em breve, os fãs poderão ganhar um presente: um novo DVD da dupla. “Se tudo der certo, e vai dar, temos, sim, esse projeto, que poderá ter a presença de cantores que desejamos muito dividir o palco”, diz Clayton. “Ainda estamos vendo essa possibilidade e os fãs podem esperar por um show muito bom, com foco na qualidade”, completa.

No entanto, para chegarem ao atual patamar da carreira, Clayton e Romário passaram por várias experiências e têm muita história para contar, apesar da pouca idade. Sem músicos na família, sempre tiveram incentivos dos pais, que foram os suportes de ambos, nas alegrias e dificuldades. “Nossos pais sempre estiveram conosco e nunca deixaram faltar nada para nós. De um jeito ou de outro, a gente se ajeitava”, lembra Romário.

“Vivemos muitas experiências, mas todo dia temos um novo aprendizado. Minas nos acolheu e somos muito gratos a esse estado, que nos permite crescer a cada dia, levando nossa música e agradando o nosso público”.

Depois de Goiás, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais, o caminho da dupla tende a ser ganhar o Brasil.

Divulgação Brasileira Comunicação

CEP Caxambu: Novos cursos para 2015




A partir de fevereiro de 2015 o CEP Caxambu estará com matrículas abertas para novos cursos: Técnico em Hospedagem, Técnico em Guia de Turismo e Técnico em Informática.
Todos os que já concluíram o Ensino Médio estão aptos para fazer os cursos.

Informações:
Na secretaria da escola - Rua Barão do Rio Branco nº 699, Trançador, Caxambu-MG
(perto da APAE)  
Tel.: (35) 3341-2260
www.cepcaxambu.com




APRESENTAÇÕES DE FOLIAS DE REIS EM SÃO LOURENÇO




Durante o mês de janeiro, como tradicionalmente acontece, as Folias de Reis fazem várias apresentações e participam de encontros em São Lourenço. Nesse ano, já no primeiro final de semana do mês, acontecerão dois eventos em homenagem aos Santos Reis. No sábado (3), às 15h30min, a Folia de Reis da Federal estará na Casa do Papai Noel, no Caminho do Artesanato, ao lado do Mercado Municipal. E no domingo (4), na praça da Igreja Matriz de São Lourenço Mártir, após as missas das 8h e das 19h, as apresentações serão das Companhias de Reis Nossa Senhora Aparecida e São Francisco. Integrantes das duas folias participarão da procissão das Oferendas nas missas.






Informações e fotos: ASCOM/PMSL

Governo anuncia corte de R$ 18 bilhões em benefícios trabalhistas

As mudanças envolvem regras para concessão de abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença

Governo anuncia corte de R$ 18 bilhões em benefícios trabalhistas - Foto/divulgação





















O Governo Federal espera economizar cerca de R$ 18 bilhões por ano com as medidas anunciadas nesta segunda-feira, 29, para modificar o acesso ao abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença.

A estimativa foi feita pelo futuro ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, em entrevista coletiva. Barbosa disse que a redução das despesas públicas anuais da ordem de R$ 18 bilhões, a preços de 2015, representam 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) estimado para o ano que vem.

Mudanças. As novas regras de acesso a abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença foram anunciadas pelo ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, após reunião com líderes sindicais nesta segunda-feira.

Entre as medidas, o governo propõe que o abono salarial seja pago proporcionalmente como ocorre com o 13º salário e que a carência para que o trabalhador receba o abono seja de seis meses de trabalho e não mais de um mês.

O governo propõe também que o seguro-desemprego tenha 18 meses de carência para o primeiro emprego. Na segunda colocação, o trabalhador terá que ficar 12 meses no mesmo emprego e depois disso por seis meses.

De acordo com o ministro, as novas regras passam a valer apenas para futuros dependentes do sistema previdenciário público. "As alterações não se aplicam a quem já recebe. A lei não retroage.
É daqui para frente", disse Mercadante. A maioria das medidas serão publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira por meio de Medida Provisória.

"O objetivo é mais transparência, que ajuda no controle social dos programas", observou o ministro Mercadante. "Não concordo que necessariamente são medidas impopulares. Todos os programas estão sendo mantidos, estamos mudando regras. Os direitos trabalhistas, sociais e previdenciários estão garantidos", afirmou.

Fonte: Estadão

Motoristas têm poucos dias para colocar em seus automóveis os novos extintores de incêndio com carga ABC


NOVA LEI

A partir do dia 1º de janeiro, veículos só poderão circular em qualquer ponto do país se estiverem atendendo a nova determinação do Conselho Nacional de trânsito (Contran)



Motoristas que ainda não dispõem em seus automóveis de extintores de incêndio com carga ABC têm poucos dias para se adequarem. A partir do dia 1º de janeiro, veículos automotores só poderão circular em qualquer ponto do país se estiverem atendendo a essa determinação do Conselho Nacional de trânsito (Contran), contida em uma resolução de 2009. Quem não cumprir a norma estará sujeito a uma multa de R$ 127,69 e ainda a cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

De acordo com dados do Detran-RS, há no Estado 2,83 milhões de automóveis com fabricação anterior a 2010 em circulação. Estes, teoricamente, saíram da fábrica equipados com extintores com carga BC (a partir de 2010, todas as montadoras passaram a utilizar equipamentos com carga ABC) e, agora, com a entrada em vigor da resolução, na virada do ano, já terão de estar adequados à nova norma.
No país, conforme a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a frota era de 31,3 milhões de veículos em 2013. Destes, cerca de 11 milhões foram licenciados após 2010. Desta forma, em tese, mais 20 milhões de carros deverão trocar o equipamento até o fim do ano. Porém, muitos desses motoristas podem ter comprado o extintor ABC antes de a lei entrar em vigor.
A maior diferença entre os dois tipos de carga, e que explica a nova exigência, está no tipo de material em que chamas podem ser combatidas. O equipamento do tipo BC combate incêndios em líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos. Já o ABC é mais completo, pois também acaba com fogo em partes sólidas, como pneus e estofados.


SAIBA MAIS:

Legislação
* A resolução 333/2009 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina que, a partir de 1º de janeiro de 2015 (próxima quinta-feira), só poderão circular no país veículos equipados com extintores com carga tipo ABC.
* A multa para motoristas abordados, em caso de descumprimento, será de R$ 127,69 e ainda cinco pontos na CNH.

As diferenças
* Para descobrir qual a categoria do extintor, basta ver se o equipamento traz as letras BC (antigo) ou ABC, nos cilindros.
* Os equipamentos do tipo BC combate incêndios em líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos. São recarregáveis.
* Os extintores ABC, além dessas funções, acabam com incêndios em estofados e pneus. Não são recarregáveis (são descartáveis) e tem prazo de validade de cinco anos.

O que é verificado em vistorias
* Indicador de pressão (não pode estar na faixa vermelha).
* Integridade do lacre
* Presença da marca do Inmetro
* Prazos de durabilidade e validade do teste hidrostático
* Aparência externa (precisa estar em boas condições, sem ferrugem, amassados ou outros danos.

Peso no bolso
* Extintores do tipo ABC estão sendo comercializados a valores entre R$ 60 e R$ 80.

SHOW DE THAEME E THIAGO EM CRUZÍLIA FAZ A GALERA VIBRAR



Atração principal das comemorações do 66º Aniversário de Cruzília o esperado show de Thaeme e Thiago foi sucesso absoluto.

No ultimo sábado (27/12) o chão do Complexo Humano da Ventania em Cruzília tremeu, a galera vibrou ao som dos sucessos da dupla sertaneja Thaeme e Thiago, foi só alegria, e com certeza ainda deixou gostinho de quero mais.

Então para relembrar vai todo mundo poder comemorar a passagem de ano assistindo Thaeme & Thiago no Show da Virada na Rede Globo! 
















Fotos José Paulo Silva

MP embarga demolição de casarão em São Gonçalo do Sapucaí, MG


Órgão tomou decisão após moradores da cidade serem contra obra. Medida vale até que toda a situação seja analisada pela promotoria.

Uma polêmica fez o Ministério Público embargar a demolição de um casarão do século XIX em São Gonçalo do Sapucaí MG. O imóvel chegou a ser inventariado pelo município, mas o proprietário do prédio pediu a autorização da demolição, que foi aceita pelo conselho do patrimônio cultural. No entanto, alguns moradores do município se mostraram contra a demolição.
O castelinho foi vendido há 16 anos e desde então está fechado. O conselho do patrimônio cultural estava avaliando a possibilidade do tombamento pelo município. Só que este ano, o proprietário encaminhou um ofício ao conselho pedindo autorização para demoli-lo por causa das condições precárias de conservação.
“O conselho, orientado pelo Iepha, solicitou o laudo técnico e do engenheiro e alguns outros documentos que foram apresentados pelo proprietário e em seguida o conselho se reuniu e se mostrou favorável à demolição do imóvel.”, explica o presidente do conselho municipal do patrimônio cultural, Pedro Paulo Garcia Perdigão.
Com a autorização do conselho, parte de uma escada do casarão começou a ser retirada. Porém, o fotógrafo Fabrício Giugni, filho dos antigos donos do imóvel, resolveu se mobilizar. Segundo ele, a demolição não poderia ter sido autorizada. “O castelinho tem duas medidas de proteção. Uma que ele está no entorno da praça que é tombada e a segunda que ele está inventariado. Os documentos apresentados pelo dono para o conselho não representam os documentos necessários que dariam permissão para que esse bem fosse tombado”, afirma.

MP embarga demolição de casarão em São Gonçalo do Sapucaí, MG (Foto: Reprodução EPTV)
MP embarga demolição de casarão em São Gonçalo do Sapucaí, MG (Foto: Reprodução EPTV)































O músico Felipe Andrey Fernandes Rabelo também fez uma mobilização nas ruas e nas redes sociais. Ele afirma que várias pessoas se mostraram contrárias à demolição. “O castelinho é importante para a história de São Gonçalo do Sapucaí. Ele conta um pouco do que foi a cidade no passado e as pessoas apoiam que ele tem que ser preservado”, diz.
Por causa da discussão gerada na cidade, o MP entrou no caso e a promotoria do patrimônio histórico e cultural do município embargou a obra de demolição. A medida vale até que toda a situação seja analisada.
A promotora Katia de Castro Vilas Boas, que acompanha o caso, está de férias e só volta no dia 7 de janeiro. Pelo menos até lá a obra continua embargada. O dono do casarão não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Fonte G1

Coluna Veterinária: Porque TOSAR os animais



Cuidar dos pequenos animais requer muito cuidado e dedicação. Consideramos a tosa, para animais como Lhasa Apso, Poodle, Shih tzu e outras, fazer parte da higiene do seu PET.

Manter seu cão devidamente tosado, oferece melhor qualidade de vida, pois evita pulgas e carrapatos, que ficam no animal quando o mesmo, está com nós no pêlo e com pêlo grande. Essa prática, ainda facilita a transpiração do seu animal.

Além de tosar o corpo dos animais é preciso fazer a tosa higiênica, que nada mais é que tosar a barriga, região do anus e genitais, evitando que as fezes fiquem agarradas no pêlo e o animal fique com cheiro de urina.

Não podemos esquecer que apenas profissionais que fizeram curso profissionalizantes podem tosar os PETs, conheça o local em que você vai manda seu bichinho, para que seu amigo não corra nenhum risco....afinal quem AMA cuida!

          
Mellina Venturelli Quaresma
Médica Veterinária
CRMV-MG 12749
Nº controle EV 574/12
(35) 3341-7680