Imagens flagram jovens usando drogas em praça de Pouso Alegre, MG

Escola infantil e ponto de ônibus ficam próximos ao local dos flagrantes.
Moradores reclamam que uso na praça é frequente e pedem segurança.


Imagens registradas na Praça João Pinheiro, no Centro de Pouso Alegre (MG), flagraram jovens consumindo drogas em plena luz do dia. O local fica perto de uma escola infantil e do ponto final de ônibus circular da cidade. Moradores dizem que o consumo acontece com bastante frequência e pedem mais segurança no local.

As imagens foram registradas ao meio-dia desta quinta-feira (28) por uma equipe da EPTV Sul de Minas. Um jovem aparece fumando um cigarro que seria de maconha e passa para outros rapazes que estavam no local. Após perceber que estão sendo filmados, eles saem da praça, mas logo depois, outro grupo de jovens chega no local e também começa, aparentemente, a fumar maconha.

A poucos metros do ponto onde as imagens foram feitas, na praça, fica uma escola de educação infantil. Nela estudam mais de 300 alunos com idades entre 4 e 5 anos. A situação está preocupando os pais das crianças e professores.
Jovens são vistos de dia fumando o que seria maconha na Praça João Pinheiro, em Pouso Alegre (Foto: Reprodução EPTV)Jovens são vistos de dia fumando o que seria maconha na Praça João Pinheiro (Foto: Reprodução EPTV)





















“É terrível dar aula aqui, todo dia o cheiro da maconha está forte. Até descobri o que é maconha, porque alguém que já usou, falou. Agora imagina uma criança de 4 anos, que é o caso da tarde, e 5 anos de manhã, inalando isso todo dia”, afirma a professora Luciene Maris da Cruz Pádua.

Um homem, que não quis se identificar, disse que a cena já chamou a atenção até da filha de apenas 5 anos, que estuda na escola. “Aí a minha filha perguntou: ‘pai, aquilo ali que o moço está fumando é maconha?’ Eu falei: ‘onde você aprendeu isso?’. Ela: ‘pai, todo dia fica esse cheiro ruim que não passa'. É um absurdo uma criança de 5 anos já saber o que é droga, o que é maconha, cocaína, porque vê. E não tem segurança, parece que está abandonada a praça”, reclama o pai.

A auxiliar de produção Márcia Helena da Costa, mãe de uma menina que estuda em outra escola perto da praça, afirma que os usuários já teriam até oferecido maconha para a filha dela. Vizinho da praça há mais de 20 anos, o aposentado Eurípedes Miguel Mansan acredita que a situação piorou com a instalação do ponto final de ônibus urbano no local, em maio do ano passado, porque aumentou o fluxo de pessoas no local.

Mas outra moradora, que também não quis se identificar, garante que o problema é antigo. “Desde o ano passado eu venho trazer minha filha na escola, inclusive tem um primo meu que eu ia buscar ele no meio da praça, porque estava com os amiguinhos tudo usando drogas, e hoje ele está preso. E a gente que sofre porque, o medo é que... meu filho de 5 anos já conhece droga, ele passa, sente o cheiro, e já sabe do que é, porque ouve as pessoas falarem. Eu acho que está tomando um proporção fora do comum, ninguém toma providência nenhuma”, desabafa.
Ponto de ônibus Praça João Pinheiro, Pouso Alegre (Foto: Reprodução EPTV)Local onde jovens ficariam usando drogas fica
perto de ponto de ônibus (Foto: Reprodução EPTV)


Monitoramento e operações
A Polícia Militar afirmou que está ciente da situação e que o problema é realmente antigo, mas que a PM desenvolve ações na Praça João Pinheiro pra tentar coibir a ação criminosa desses jovens. “Do início do ano pra cá, só nessa praça, foram desencadeadas 29 operações com prisão de maiores, apreensão de menores e recolhimento de drogas”, afirma o tenente Alan Cristiano dos Santos.

O secretário de Defesa Social e Esportes do município, Antônio Carlos Mendes, também disse que, desde que o ponto do ônibus passou a funcionar no local, o monitoramento é feito com frequência. “Pra você ter uma ideia, nós tínhamos lá umas plantas no jardim, que nós podamos todas, porque lá eles escondiam droga no local. E nós estamos fazendo o monitoramento direto”, afirma.

O secretário disse ainda que a prefeitura tem parceria com a Polícia Militar, do Juizado de Menores e Conselho Tutelar para monitor a área. “A gente tem feito o possível e o impossível pra poder diminuir isso, mas não é fácil”, finaliza Mendes.

Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Ocorrências Policiais em Caxambu, MG




Em Caxambu, jovem é preso por tráfico de drogas


Em Caxambu, na tarde dessa quinta-feira (28) , a Polícia Militar, durante patrulhamento pela Rua Edila Maria Ferreira, Bairro Santa Tereza, registrou uma ocorrência de tráfico de drogas.

Os militares visualizaram um cidadão sinalizando a chegada da viatura, momento em que o autor de 20 anos, que estava próximo ao portão da quadra de esportes, começou a caminhar para o interior da quadra e ao ser abordado, resistiu, sendo necessário o uso de técnicas de imobilização para contê-lo.

Já dentro do compartimento de presos da viatura, o autor percebeu que um dos militares localizou várias porções de droga, sendo 17 papelotes de cocaína, 01 pedaço de crack e 01 bucha de maconha, além de R$50,00 em dinheiro e um celular.

Diante do flagrante, o autor começou a chutar o interior da viatura, conseguindo abrir a porta e fugir, porém, foi encontrado escondido em uma residência.

O autor foi encaminhado ao hospital e após atendimento, conduzido à Delegacia de Polícia, juntamente com o material apreendido, para demais providências.




Caxambu: moto é furtada


Um lavrador de 26 anos estacionou a motocicleta em frente ao portão da garagem de casa e na manhã seguinte não mais a encontrou.

O fato aconteceu na madrugada desta quinta-feira  (28), e segundo o lavrador por volta de meia noite estacionou a motocicleta Honda CG 125 Fan, de cor cinza e placa GWY-9682 em frente ao portão de sua casa, na Rua José Jorge Filho, bairro Santa Rita, trancada e sem as chaves e ao sair para trabalhar constatou que ela havia sido furtada.

Até o momento não há suspeitas da autoria do crime e qualquer informação que possa ajudar a identificar o autor ou localizar a motocicleta ligue 181 ou 190.

Autor: P5 do 57º BPM

OdontoSESC em Cruzília


Atendimento gratuito de 2 de maio a 22 de julho

Governo do Estado promulga lei sobre tratamento de saúde para os servidores atingidos pela Lei 100

Com isso, aqueles profissionais que estavam licenciados na época em que foram exonerados poderão contar com o benefício de volta



O governador Fernando Pimentel promulgou nesta sexta-feira (29/4), no Diário Oficial do Estado, a Lei Complementar nº 138, que dispõe sobre o tratamento de saúde dos servidores atingidos pela Lei 100 e que foram exonerados em 31 de dezembro de 2015.

Isso significa que os servidores que estavam de licença médica na época em que foram exonerados poderão contar com o benefício de volta para dar prosseguimento aos seus tratamentos de saúde. O período da licença, no entanto, não pode ultrapassar 24 meses, conforme o artigo 13 da Lei Complementar no. 64, de 25 de março de 2002.

A lei também estabelece que o beneficiário, durante a licença, receberá o valor equivalente à última remuneração a que teve direito antes do desligamento. Outro ponto importante é que a licença para tratamento de saúde será convertida em aposentadoria por invalidez se, antes do prazo de 24 meses estabelecido pela legislação, a junta médica competente considerar o beneficiário definitivamente inapto para o serviço público em geral.

A lei garante, ainda, a contagem de tempo para fins de aposentadoria e pensão em cima da contribuição previdenciária sobre a remuneração da licença para tratamento de saúde nos termos da Lei Complementar no. 64, de 2002.

Na próxima semana, o governo vai editar decreto informando os procedimentos que os beneficiário devem adotar para requerer a licença médica.


Fonte: Agência Minas

Delegacia Virtual completa dois anos com mais de 360 mil ocorrências registradas

A Delegacia Virtual foi criada com o intuito de diminuir o número de registros presenciais feitos nas delegacias e nos postos de atendimento




A Delegacia Virtual da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) completa neste sábado (30/4) dois anos de funcionamento. Trata-se de um serviço de solicitação de registro de ocorrência, disponível para computador e celulares, que permite ao cidadão registrar ocorrência de Acidente de Trânsito Sem Vítima, Perda de Documentos e Objetos Pessoais, Desaparecimento e Localização de Pessoas Desaparecidas e Danos Simples, para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias.

De acordo com o último balanço da Polícia Civil, desde o dia 30 de abril de 2014, quando o serviço foi criado, já foram registradas um total de 365.976 ocorrências. Destas, 101.386 foram de Acidente de Trânsito Sem Vítima; 971 de comunicação de pessoa desaparecida; 2502 de dano simples; 243.159 de extravio de documentos e 17.958 de extravio de objetos pessoais.
Dentre os municípios com maior registro de ocorrências estão: Belo Horizonte (114.659), Uberlândia (21.779), Contagem (21.421), Juiz de Fora (12.584) e Betim (11.162).

A Delegacia Virtual foi criada com o intuito de diminuir o número de registros presenciais feitos nas delegacias e nos postos de atendimento da Polícia Militar, reduzindo, assim, o tempo de espera para registro das demais ocorrências nas unidades policiais. Portanto, os benefícios da Delegacia Virtual não se limitam à população. O Estado também ganha com a iniciativa. Além de combater a subnotificação de registros, o serviço gera economia de insumos, energia e materiais utilizados nas delegacias quando o registro é feito pessoalmente.

A coordenadora de Informações da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP), Yukari Miyata, destaca a conquista alcançada nesses dois anos de funcionamento da Delegacia Virtual. “Os procedimentos da Delegacia Virtual permitem liberar policiais militares para policiamento ostensivo e os civis para produção de inquéritos, investigação e atendimento de registros de maior urgência”.

Como funciona

Com acesso por meio do endereço delegaciavirtual.sids.mg.gov.br, a Delegacia Virtual tem links de atalho também nos sites da Polícia Civil de Minas Gerais (www.policiacivil.mg.gov.br) e do Detran (www.detran.mg.gov.br). O Registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito por meio do preenchimento de formulários que são apresentados, gradativamente, na tela.

Após o envio dos dados ao sistema, a ocorrência passará por uma triagem. Em até quinze minutos, será emitida uma mensagem, informando o número do Registro de Evento de Defesa Social (Reds), bem como a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids), para imprimi-lo. O documento poderá ser usado para fins de acionamento da seguradora, comprovação de extravio de documentos e outros fins.

Uma equipe de policiais e analistas trabalha em esquema de plantão, na sede da SIIP, atuando 24 horas na triagem dos registros recebidos.

Fonte: Agência Minas

Canal de jovem que vende pães na universidade é sucesso no Sul de MG

Futuro engenheiro usa receita de avó para conquistar clientes em Poços.
Com vídeos e comentários sobre atualidades, ele ampliou a renda mensal.




Para conseguir cursar a faculdade de engenharia, o estudante Glauber Luz, de 24 anos, resolveu inovar: criar vídeos para a internet e chamar a atenção para os pãezinhos recheados que ele vende nos corredores da universidade e complementa a renda em Poços de Caldas (MG).

A receita, aprendida com a avó, é o que garante ao jovem o aumento nas vendas. Nos vídeos, ele fala das opções de recheio e tempera a conversa com bom humor e até notícias. “A receita eu aprendi com a vovó. Ela sempre fazia em casa, eu e meus irmãos ficávamos no pé dela e ela falava: já que vocês não estão fazendo nada, só amolando mesmo, vai sovar pão e fui aprendendo”, contou.

Universitário usa receita da avó no canal "Mãos de Marfa" (Foto: Reprodução EPTV)Universitário usa receita da avó no canal "Mãos de Marfa" (Foto: Reprodução EPTV)


A ideia de usar o talento aprendido em família virou coisa séria depois que Glauber se viu apertado com as contas a pagar. “Estudante, sem grana, tendo que pagar aluguel, as festinhas ficando mais cara. Aí fui, no aperto, fui fazendo os pães, vendendo, foi rolando, o povo foi curtindo”, disse.

Os pães caseiros e recheados com vegetais, frango e outros ingredientes são feitos na república onde o futuro engenheiro mora e cada unidade é vendida a R$ 3. Por dia, cerca de 40 unidades são comercializadas no campus onde o jovem estuda.

Mas, se engana quem pensa que o Glauber fica na faculdade, de sala em sala, de colega em colega, oferecendo os produtos. O principal canal de vendas dele é pela internet, usando as redes sociais. É por elas que ele recebe encomendas, faz as propagandas e divulga os vídeos.

No canal, ele homenageia a dona da receita dos pães. O nome recebeu o nome de “Mãos de Marfa”, o apelido da avó dele. E o início dos vídeos é sempre o mesmo, onde o estudante usa o bordão: “Flores! Flores!” para cumprimentar as centenas de inscritos.

Os vídeos são divididos por temas como pão de ressaca, com cautela, tá bombando, entre outros. Mas, engana-se novamente quem pensa que vai encontrar as receitas no canal. Elas, o Glauber guarda segredo. O canal, ele usa para comentários bem humorados de temas atuais, mas sempre usando o quepe de chefe de cozinha, mesmo que seja para falar de futebol e outros esportes.

“É engraçado né, porque eu sempre via alguma coisa na internet e queria comentar, aí peguei e juntei isso com os pães, então meio que a gente sova a notícia, faz os pães e comercializa, né”?, disse.

O resultado é que quando o estudante e padeiro chega à universidade, vende tudo rapidinho e garante a renda mensal. E quem antes não experimentava, se rendeu aos encantos dele na rede. “Eu via muito o pessoal comendo, mas não comia. Aí comecei a ver os vídeos e depois que experimentei, não parei mais”, disse o estudante Renato Milani.

O mesmo aconteceu com a universitária Nayade Moreira Martins. “Você chegar na universidade e enfrentar seus colegas, todo mundo, e vender o pão, é muito corajoso e ele tem muito carisma, o que ajuda ele a vender mais”, comentou.

Serviço - O canal do estudante pode ser acessado pelo link "Mãos de Marfa".

Pães custam R$ 3 e jovem vende até 40 por dia na faculdade (Foto: Reprodução EPTV)Pães custam R$ 3 e jovem vende até 40 por dia na faculdade (Foto: Reprodução EPTV)
Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

SÁBADO (30) É DIA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE EM SÃO LOURENÇO



A Secretaria Municipal de Saúde comunica que a Campanha de Vacinação Contra a Gripe em São Lourenço vai até o dia 20 de maio. Sábado (30) será o dia D da Campanha. Nesse dia, todas as unidades de Saúde (Postos de Saúde e Policlínica) funcionarão das 8h às 17h, exclusivamente para atendimento à vacinação. Durante esse mesmo dia e horário, um posto de vacinação estará funcionando na praça João Lage.

Podem ser vacinadas, gratuitamente, pessoas com 60 anos de idade ou mais; trabalhadores de saúde, das unidades que fazem atendimento para a gripe; crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade; gestantes; mulheres em até 45 dias no pós parto, portadores de doenças crônicas.


Nesse ano, a campanha começou mais cedo. Em São Lourenço, a vacina está sendo disponibilizada desde o dia 18 de abril. Já foram aplicadas 4.460 doses e outras 4.700 já estão disponíveis para esse período, que se inicia no sábado (30). E existe a previsão da chegada de mais um lote de vacinas.

Fonte: ASCOM/PMSL

II Caxambu Handebol Cup reúne mais de 500 atletas e movimenta a cidade



O II Caxambu Handebol Cup realizado entre os dias 21 a 24 de abril, na cidade de Caxambu, MG, contou com a participação de 25 equipes, cerca de 900 pessoas divididas entre atletas, dirigentes e acompanhantes, vindos de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Foram quatro dias de muito esporte, energia e alegria, onde o handebol tomou conta da cidade.

O evento teve grande repercussão não somente a nível local como regional e até estadual. Tendo ampla divulgação nos jornais regionais e através da EPTV, afiliada da Rede Globo de televisão, que esteve presente no primeiro dia do torneio: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/t/edicoes/v/torneio-de-handebol-reune-mais-de-500-atletas-em-caxambu-mg/4974921/.

De acordo com Waldir Tapetti, presidente da ADHC (Associação Desportiva Handebol Caxambu), realizadora do evento, o apoio da Comunidade do Bairro Santa Tereza, da direção das escolas Polivalente e ERMA foi fundamental para o sucesso do torneio. "A ADHC se orgulha em dizer que sem o apoio da Comunidade do Bairro Santa Tereza, da direção das escolas Polivalente e ERMA nada seria possível, e um agradecimento especial a profa. Adelaide Maria Casas Vilela, superintendente regional de ensino que nos auxiliou e deu total apoio no evento" , disse .


Ainda segundo Waldir Tapetti, informações colhidas no bairro Santa Tereza e no centro de Caxambu, registram que houve grande aumento no comercio de gêneros alimentícios, lanches, restaurantes, cafés e bares. Com isso o evento alcançou plenamente os seus objetivos que são: Social inserir a comunidade no evento; Fomentar o comercio local; Divulgar a cidade de Caxambu no seu aspecto turístico; Apresentar um evento de qualidade e nível técnico elevado, uma vez que tivemos atletas de seleção Brasileira participando. "Em nome da ADHC (Associação Desportiva Handebol Caxambu) agradecemos a todos pelo apoio e esperamos revê-los em breve", conclui o presidente da Associação.








Equipes Participantes

1. ADHC – Caxambu – MG

2. Baependi – MG

3. Ciepe Jean Debret/Nilópolis - RJ

4. Col. Jd. Maravilha - RJ

5. Col. Triangulo - RJ

6. Conceição dos Ouros - MG

7. Congonhas - RJ

8. Fluminense – RJ

9. Fox Esportes – SP

10. HMC – SP

11. HSP – SP

12.Indaiatuba HC – SP

13. Jesuania – MG

14. Mangueira – RJ

15. Mesc – SP

16. Poá – SP

17.Positivo – SP

18.Rio das Flores – SP

19. São Lourenço – MG

20. Solimeo – SP

21.Trave Quadrada – SP

22. Três Corações - MG

23. Tulinho’s Dream -MG

24. Tupi – MG



25. Unisal – SP






Realização: Associação Desportiva Handebol Caxambu (ADHC)


Apoio: Superintendência Regional de Ensino, EE Domingos Gonçalves de Mello e EE Ruth Martins de Almeida


Local dos jogos:

Quadra Poliesportiva da EE Domingos Gonçalves de Mello – Mingote - Polivalente

Categorias: Infantil, Cadete, Juvenil e Adulto

Naipes: Feminino e Masculino

Total de jogos por categoria:

Infantil F/M: 06

Cadete F/M: 19

Juvenil F/M: 19

Adulto F/M: 21

Total de jogos realizados: 65




ORGANIZAÇÃO

· Coordenadores Gerais

Waldir Tapetti

Leonardo Menezes

· Coordenadora de Honra

Prof. Sra. Viviane Francisca Ribeiro

Diretora da E.E. Domingos Gonçalves de Mello - Mingote

· Coordenadores Operacionais

Iasmim Brum

Lilian Paiva

Geovane Nogueira

Daniel Menezes



Com informações e fotos de Waldir Tapetti - presidente da ADHC


Projeto Entre Elas: mais de 80 participantes em palestra sobre liderança



Com a presença de mais de 80 pessoas, entre mulheres e homens, a coach Cláudia Gama falou, na primeira edição do Projeto Entre Elas de 2016, sobre a importância da liderança para o sucesso profissional e pessoal. O evento aconteceu na última quarta-feira (27), no auditório da OAB-Varginha.

A especialista mostrou aos participantes como despertar a liderança através da resiliência. Gama ressaltou que liderança é a arte de comandar pessoas, de forma a atrair seguidores e influenciar de forma positiva mentalidades e comportamentos. “Os expectadores gostaram muito da palestrante, pois ela foi bastante comunicativa e sua apresentação foi muito expressiva”, comenta Andreia Mendonça, presidente da Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha (CMEV).

Cláudia Gama, que é de Franca (SP), possui experiência em Gestão Administrativa e Gestão de Pessoas, adquirida tanto no Brasil quanto no exterior. Possui domínio e conhecimento de técnicas avançadas no desenvolvimento de liderança e aumento de performance humana.

Esta edição do Projeto Entre Elas foi realizada pela Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha (CMEV) em parceria com a Revista Bem Viver Mulher. Contou com os apoios da Associação Comercial e Industrial de Varginha (Aciv), do Sebrae, do Sindicato do Comércio Varejista de Varginha (Sindvar), da Comissão da Mulher Advogada da 20ª Subseção de Varginha e da Sakey Comunicação.


Por Eliana Sonja

Fui aprovado em concurso, tenho direito a ser nomeado?

Quando as listas de aprovação são divulgadas, muitos candidatos ficam felizes e apreensivos ao mesmo tempo. Esse misto de sentimento se deve à incerteza sobre ter ou não o direito à nomeação. O aprovado tem direito à nomeação ou somente à expectativa de direito?





Em 2011, o Supremo Tribunal Federal decidiu essa questão e foi dada repercussão geral ao tema.

Para o STF o candidato aprovado dentro das vagas divulgadas no edital tem direito à nomeação. Já aqueles que, embora aprovados, não se classificaram nas vagas previstas, somente têm expectativa de direito.

De acordo com o Ministro Relator, Gilmar Mendes, a boa-fé da administração exige o respeito incondicional às regras do edital.

É bastante comum os órgãos preencherem número maior de vagas do que o publicado no edital e isto é plenamente possível e juridicamente correto. O que não pode é prever, por exemplo, 200 vagas e nomear número menor de candidatos.

A nomeação em número menor, em tese, somente é permitida se os candidatos não cumprirem com os requisitos previstos no edital. Fora isso, segundo o STF, somente situações excepcionais poderão justificar tal situação.

De acordo com o Ministro Gilmar Mendes:


"[...] tais situações devem apresentar as seguintes características: Superveniência - eventuais fatos ensejadores de uma situação excepcional devem ser necessariamente posteriores à publicação de edital do certame público; Imprevisibilidade - a situação deve ser determinada por circunstâncias extraordinárias à época da publicação do edital; Gravidade – os acontecimentos extraordinários e imprevisíveis devem ser extremamente graves, implicando onerosidade excessiva, dificuldade ou mesmo impossibilidade de cumprimento efetivo das regras do edital; Crises econômicas de grandes proporções; Guerras; Fenômenos naturais que causem calamidade pública ou comoção interna; Necessidade – a administração somente pode adotar tal medida quando não existirem outros meios menos gravosos para lidar com a situação excepcional e imprevisível."

Fonte:http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=186382

Sem material, entrega de passaporte sobe de 6 para 30 dias em Varginha

Atraso na distribuição de papel moeda tem provocado o problema.
Segundo Polícia Federal, situação deve voltar ao normal somente em junho.



O prazo de entrega dos passaportes emitidos em Varginha (MG) subiu de seis para 30 dias. Segundo a Polícia Federal, o atraso na distribuição do papel moeda aumentou o prazo. Com isso, o documento pode ser entregue em até 30 dias após a emissão. A situação deve voltar ao normal somente em junho, segundo a polícia.

Ainda de acordo com a PF, em caso de urgência comprovada, o prazo pode diminuir, mas além do preço ser mais alto, a validade do documento será de apenas um ano. Desde julho de 2015, o passaporte sai com validade de 10 anos.

A orientação é que quem pretende viajar e ainda não possui o passaporte procure o quanto antes a Polícia Federal.

Procedimento
O interessado em obter o passaporte comum deve entrar no site da Polícia Federal, ser brasileiro, preencher o formulário eletrônico e agendar atendimento depois de pagar a taxa gerada durante o procedimento.

Maiores de idade devem apresentar RG, CPF, Título de Eleitor, Documento Militar para homens com até 45 anos e Certidão de Casamento para mulheres que mudaram o nome. Já os menores de 18 anos, além destes documentos devem possuir uma autorização dos pais ou responsáveis. Os documentos devem ser originais e não precisam de cópias.

No Sul de Minas, o passaporte é emitido somente no Posto da Polícia Federal em Varginha (MG), localizado na Unidade de Atendimento Integrado (UAI), no shopping de Varginha, das 8h às 16 horas.


Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

Prazo para entregar declaração do IR termina nesta sexta-feira

Prazo termina às 23h59m59s, quem não entregar hoje vai pagar multa que pode chegar a 20% do imposto devido
O "Leão" está aguardando sua declaração até o último minuto de hoje 
(Foto: Arquivo Jornal de Lavras)



Acaba hoje, às 23h59m59s, o prazo para a entrega das declarações de Imposto de Renda, a partir deste horário os computadores da Receita Federal vão travar e voltarão a receber declarações a partir das 8h de segunda-feira, dia 2 de maio, porém, com multa. Perder o prazo implica em multa mínima de R$ 165,74, e máxima de 20% do imposto devido.

Até o meio-dia de ontem, segundo dados da Receita Federal, cerca de 6 milhões de contribuintes ainda faltavam entregar suas declarações, isso representa 22% dos contribuintes. No ano passado, o fisco recebeu 27,8 milhões de formulários. Numa estimativa, os computadores do Sepro receberão este ano cerca de 28,5 milhões.

Quem fez a entrega no início do prazo, já pode consultar o extrato da declaração de IR, que avisa se o contribuinte caiu ou não na malha fina, por alguma irregularidade.



Fonte: Jornal de Lavras

Hoje em Caxambu: Entrega dos certificados do curso Eleições Municipais - saber para Vencer



Convidamos você e seus familiares para fazer parte deste evento. Hoje será realizado a entrega dos certificados do curso Eleições Municipais - saber para Vencer, uma parceria do PMDB DE Caxambu e Fundação Ulysses Guimarães, realizado no período de 14/03/2016 a 19/04/2016. Presenças confirmadas: Deputado Federal Newton Cardoso Junior, Wallace Bandeira(Coordenador da F.U.G.).


Luciano Brito

160 anos de Emancipação Político-Administrativa e 324 de Historia de Baependi

Eventos para todos os gostos acontecem nas festividades de 160 anos de Emancipação Político-Administrativa e 324 de Historia.

Confira!





Comissão da Câmara de Vereadores de Caxambu apresenta relatório sobre obras no Centro de Convenções


Em 26 de março de 2015, a prefeitura de Caxambu anunciou o início da obra de reforma e ampliação do Centro de Convenções da cidade. Conforme a divulgação no site oficial da prefeitura o trabalho começou pela construção do palco da concha acústica do espaço externo para eventos, como shows e apresentações, para receber até trinta mil pessoas. E ainda no mesmo mês teria inicio a reforma do telhado do prédio do Centro de Convenções.

O projeto de ampliação contemplaria um novo auditório para três mil pessoas e novas adequações na sala do cinema do local ampliando para cerca de 400 lugares.

De acordo ainda com a prefeitura, a obra de reforma e ampliação do Centro de Convenções de Caxambu o transformaria  num dos mais modernos e eficientes espaços de eventos de Minas Gerais.
A reforma melhoraria a qualidade da construção atual no que tange funcionalidade, manutenção e durabilidade, utilização, operação, além de uma arquitetura mais apreciável.
Com um investimento do Governo Estadual, de mais de dois milhões e duzentos mil reais, a espectativa do Executivo é de que a obra  alavanque o desenvolvimento do turismo de negócios e eventos na cidade.





Segundo placa afixada no local o  prazo de execução da obra seria de 10 meses.

Contudo, o relatório divulgado pela Câmara Municipal de Vereadores registrou que nenhuma melhoria foi concluída no Centro de Convenções, apesar de inúmeras iniciadas. De acordo com a divulgação o telhado está parcialmente reformado observaram inúmeras goteiras no prédio, bem como a falta parcial de forro; há problemas nas instalações elétricas e hidráulicas; vidros quebrados; falta de lustres e lâmpadas; equipamentos expostos, sem proteção, inclusive as poltronas e os aparelhos de ar-condicionado; as rampas de acesso ao prédio não foram reformadas; acúmulo de lixo nas áreas internas e externas e a concha acústica, em construção, também com problemas internos e externos. Segundo eles, a obra se encontra desorganizada e não está havendo uma fiscalização eficiente por parte do Executivo. Eles também não entenderam o motivo da demora na conclusão da obra e nem a razão para o aditamento do contrato no valor de mais de R$500 mil.



Relatório da Câmara de Vereadores de Caxambu sobre as obras no Centro de Convenções:
O presidente Fábio Curi, o vice-presidente Clóvis Almeida e os vereadores Alessandro Fortes (Sandrinho do Som), Eliane de Freitas (Lili), Francisco Pereira, Jean Carlos, Hercílio Nogueira Filho e Marcos Halfeld estiveram no Centro de Convenções, no dia 3 de março.  Na oportunidade, eles ficaram insatisfeitos e preocupados com a má conservação do local, bem como com o andamento das obras da concha acústica. Posteriormente, foi constituída uma Comissão para levantar informações sobre a situação.
A Comissão formada pelos vereadores Clóvis Almeida (vice-presidente), Alessandro Fortes (Sandrinho do Som), Eliane de Freitas (Lili), Francisco Pereira, Jean Carlos, Hercílio Nogueira Filho e Marcos Halfeld apresentou o relatório durante a Reunião Ordinária, no dia 18 de abril. O vereador Francisco Pereira estava ausente por motivo de saúde. Os vereadores sugeriram que a Casa encaminhasse cópias do documento à Secretaria de Estado de Turismo, ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais e ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais, dando ciência da situação, e os relatórios foram encaminhados nos dias 19 e 20 de abril.
No relatório, os vereadores registraram que nenhuma melhoria foi concluída no Centro de Convenções, apesar de inúmeras iniciadas; apesar de o telhado estar parcialmente reformado observaram inúmeras goteiras no prédio, bem como a falta parcial de forro; problemas nas instalações elétricas e hidráulicas; vidros quebrados; falta de lustres e lâmpadas; equipamentos expostos, sem proteção, inclusive as poltronas e os aparelhos de ar-condicionado; as rampas de acesso ao prédio não foram reformadas; acúmulo de lixo nas áreas internas e externas e a concha acústica, em construção, também com problemas internos e externos. Segundo eles, a obra se encontra desorganizada e não está havendo uma fiscalização eficiente por parte do Executivo. Eles também não entenderam o motivo da demora na conclusão da obra e nem a razão para o aditamento do contrato no valor de mais de R$500 mil.
Com informações e fotos dos sites da Câmara Municipal de Caxambu e Prefeitura de Caxambu

O Sul de Minas agora conta uma aeronave multimissão



Foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (28) em Varginha, pelo Governador do Estado de Minas Gerais Fernando Damata Pimentel, a 02º Cia de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, que realizará o atendimento pré - hospitalar de urgência em parceria com o CISSUL (Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas) que gerencia o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).
A aeronave, ficará no 9º Batalhão de Bombeiros Militar, onde a equipe tripulante estará à disposição para atender as ocorrências.
Equipada com Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), a aeronave, transportará os profissionais médicos, enfermeiros, piloto e co-piloto, nos atendimentos pré-hospitalares como: transferências inter-hospitalares de urgência, capitação de órgãos, transporte aeromédico (urgência -em casos de acidente automobilísticos em rodovias), bem como, por parte do Corpo de Bombeiros: prevenção aquática; salvamento em altura; incêndios florestais; transporte e resgate em locais de difícil acesso; e transporte de equipe especializada (operações especiais).
Compuseram o palanque de autoridades: o Presidente do CISSUL/SAMU e Prefeito de Monte Sião João Paulo Ribeiro, o Deputado Estadual Ulysses Gomes, representando a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o Comandante da Escola de Sargento das Armas, General da Brigada Vinicius Ferreira Martinelli, o Prefeito Municipal de Varginha em exercício Verdi Lúcio de Melo, o Chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador Estadual de Defesa Civil, Coronel PM Helbert Figueiró de Lourdes, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Coronel BM Luiz Henrique Gualberto Moreira, a Secretária de Estado Adjunta de Saúde, Alzira de Oliveira Jorge, o Secretário de Estado de Governo Odair José da Cunha, o Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Cel. BM Helder Ângelo e Silva, o Comandante do 6º Comando Operacional do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Cel BM Ernande Brandão David, o Comandante do 9º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Major BM Giuvainne Barbosa de Moraes e o Comandante da 2º Cia de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Capitão BM Fábio Alves Dias.
Em sua explanação, o Presidente do CISSUL/SAMU ressaltou a importância da implantação do serviço aeromédico em toda a região do Sul de Minas. “ Após 15 meses de funcionamento do SAMU, hoje conquistamos mais um grande passo, um compromisso assumido pelo Governo de Estado no Fórum Regional em Pouso Alegre no ano passado, e vindo hoje, integrar, em parceria com o Corpo de Bombeiros essa aeronave, que vai garantir a todos nós, os quase 3 milhões de habitantes sulmineiros, a redução do tempo resposta do atendimento para salvar ainda mais vidas”, diz João Paulo Ribeiro.







Fonte: SAMU Varginha

ASSOCAR E O CONSELHO DE PASTORES DE BAEPENDI, INFORMAM OS CLASSIFICADOS PARA FINAL DO 4º FESTIVAL REGIONAL DE MÚSICA GOSPEL



A ASSOCAR e o Conselho de Pastores de Baependi, informam os classificados para final do 4º FESTIVAL REGIONAL DE MÚSICA GOSPEL.
A final será no dia 29 de abril, das 19h:30 às 21:00h, no palco da Praça Central de Baependi, e o logo após, às 21h:30,  acontecerá a apresentação do Show Gospel com DAVI SACER.

Confira a relação dos classificados:
JOSÉ AUGUSTO - CARMO DE MINAS
DAIANE FERREIRA SILVA - SÃO LOURENÇO.
YAGO AUGUSTO - BAEPENDI.
FÁBIO SILVA XAVIER - SÃO LOURENÇO.
RAQUEL SULAMITA - SÃO LOURENÇO.
NATÁLIA PEREIRA DO VALE - SÃO LOURENÇO.
NATÁLIA SANTOS - AIURUOCA


Com informações de Jaime Teixeira

Pacientes usam videogame para fazer fisioterapia em Itajubá, MG

Objetivo é tratar doenças que afetam o aparelho locomotor.
Tratramento é oferecido pelo SUS em parceria com a Clínica Escola.

Pacientes com doenças que afetam o aparelho locomotor ganharam uma nova opção de tratamento no Sul de Minas desde que a Clínica Escola do Centro Universitário de Itajubá passou a oferecer uma fisioterapia diferente. O tratamento é feito por estudantes por meio do uso de videogames e é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O aparelho tem sensores que captam os movimentos dos pacientes e, com isso, os fisioterapeutas podem habilitar jogos que estimulem as dificuldades apresentadas pelos pacientes.
Pacientes usam videogame para fazer fisioterapia virtual em Itajubá (MG) (Foto: Reprodução EPTV)Pacientes usam videogame para fazer fisioterapia
virtual em Itajubá (MG) (Foto: Reprodução EPTV)


"A interação com o videogame ajuda força muscular, coordenação motora, no equilíbrio dos pacientes, prevenindo quedas e auxiliando muito nas atividades de vida diária deles", explica a fisioterapeuta Fernanda Cortez Moraes.

O analista de sistemas José Alberto Ribeiro Gomes descobriu há quatro anos que tinha uma doença degenerativa sem cura. Ela destrói as células do sistema nervoso e afeta, consequentemente, os movimentos do corpo. "É uma síndrome do anticorpo antifosfolípide. Essa safra atingiu o meu córtex frontal e atingiu meus rins", conta ele.

Há dois meses, Gomes vem se tratando na clínica. Segundo ele, a técnica já ajudou no ganho de controle motor e na recuperação do equilíbrio. "Os meus membros estão trabalhando por igual agora. Eu era canhoto, agora eu estou conseguindo exercitar o lado direito também".

As sessões são conduzidas por estudantes do quarto e quinto anos do Centro Universitário, mas contam sempre com a supervisão de um fisioterapeuta. Os atendimentos são todos realizados pelo SUS e, por enquanto, 20 pessoas são atendidas. A expectativa, no entanto, é atender o dobro de pacientes.

"Hoje nós temos capacidade para ainda atender mais 22 pacientes com doenças neurodegenerativas ou alguma outra doença de origem traumática que acometa diretamente o aparelho locomotor", afirma o fisioterapeuta Luís Henrique Sales Oliveira.
José Alberto Ribeiro Gomes está se tratando na clínica há dois meses e diz que já houve melhora (Foto: Reprodução EPTV)José Alberto Ribeiro Gomes está se tratando na clínica há dois meses e diz que já houve melhora (Foto: Reprodução EPTV)
Fonte: G1 Sul de Minas/EPTV

JOVENS PARLAMENTARES DE TRÊS CORAÇÕES ESTUDAM CONCEITO DE PLANO DIRETOR DE MOBILIDADE URBANA







O Parlamento Jovem de Três Corações (legislatura 2016/2017) realizou sua 2ª Reunião Extraordinária, na noite da última quarta-feira (20), no Plenário da Câmara Municipal.

Mais uma vez, o convidado foi o engenheiro especialista em trânsito Jorge Bogarim. Ele falou sobre aspectos relativos à elaboração de um Plano Diretor de Mobilidade Urbana e sobre medidas adotadas pelo poder público para melhorar a infraestrutura das cidades.


Os Jovens Parlamentares se reuniram novamente nesta quarta-feira (27).



Com informações e fotos Câmara Municipal de Três Corações

35° Festival de Música de Cruzília



LANÇAMENTO OFICIAL!!!!
Inscrições abertas para o 35° Festival de Música de Cruzília. Prepare sua música e participe. Acesse o site:
http://www.cruzilia.mg.gov.br/site/index.php/component/k2/item/171-inscricao-do-festival-de-musica-2016

Saiba se você tem valores do PIS a receber

Abono salarial e Fundo do PIS para quem trabalhou até 1988.


FUNDO DO PIS PARA QUEM TRABALHOU ATÉ 1988:

1. O que é o Fundo PIS/Pasep? Até 1988, as empresas e órgãos públicos depositavam dinheiro nesse fundo em nome de todos os funcionários e servidores contratados. Cada trabalhador é um cotista do fundo.

2. Quem tem direito a receber? Quem trabalhou como contratado em uma empresa ou servidor público antes de 1988 e não sacou todos os recursos do fundo ainda.

3. Quanto é possível receber? Essas pessoas têm direito a receber, a cada ano, os rendimentos de sua parte no fundo. Esse direito é diferente do abono salarial (o abono do PIS), concedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Além disso, os trabalhadores que têm dinheiro no FundoPIS/Pasep podem sacar o valor total disponível quando se aposentam, ficam com uma doença grave ou completam 70 anos. Em caso de morte, os valores devem ser pagos aos dependentes.

4. Como descobrir se tenho direito? Para saber se tem algo a receber, quem trabalhou antes de 1988 deve procurar: uma agência da Caixa Econômica Federal, se trabalhava numa empresa privada; um agência do Banco do Brasil, se era servidor público. É preciso levar um documento com foto e informar seu número PIS ou Pasep. Se não souber, basta apresentar nome e CPF do trabalhador.
ABONO SALARIAL – PIS:

5. O que é o abono salarial?

O Abono Salarial equivale a um salário mínimo e o pagamento é efetuado conforme calendário anual estabelecido pelo CODEFAT.

6. Quem tem direito ao abono?

No ano anterior, ter trabalhado por 30 dias pelo menos com carteira assinada;

No ano anterior, receber no máximo 2 salários mínimos por mês em média;

Ter 5 anos ou mais de cadastro no PIS/PASEP;

A empresa ou órgão em que trabalho no ano anterior precisa ter informado o seu nome na relação entregue ao ministério do Trabalho conhecida como RAIS.

7. Como será feito o pagamento?

por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente ou poupança na Caixa;

nos caixa eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui utilizando o Cartão do Cidadão;

em agência da Caixa, apresentando o número do PIS e um documento de identificação.

8. Qual a diferença entre Pis e Pasep?

O PIS é pago através da Caixa Econômica Federal apenas à trabalhadores da iniciativa privada. O pagamento do seu benefício de abono salarial é feito levando em consideração as datas de nascimento dos trabalhadores.

O PASEP é pago através do Banco do Brasil apenas aos servidores públicos. O Abono salarial PASEP é pago de acordo com o último dígito do número do PASEP do beneficiado.

9. Doméstica tem direito a receber o Pis?

Não. De acordo com a natureza do PIS e relação empregatícia da Empregada Doméstica com o seu patrão ainda não é possível que ela possa ser incluída na lista de beneficiários do PIS até o momento, mas que pode ser alterado no futuro.

10. Quando irei receber o abono do pis de 2016?

Consulte o calendário do Abono salarial de 2016 no site da CEF.

11. Como sacar o Abono Salarial de trabalhador falecido?

No caso de falecimento do titular beneficiário do Abono Salarial, o pagamento ocorre por meio de Alvará Judicial, no qual deverá constar a identificação completa do representante legal e o ano-base do Abono Salarial.

12. O que acontece se eu não receber meu Abono Salarial?

Caso você não saque o Abono Salarial dentro do calendário anual de pagamentos, o valor é devolvido ao Fundo de Amparo ao TrabalhadorFAT.

13. Quando é possível o saque das Quotas do PIS?

O saque de Quotas é permitido nos seguintes casos:

- Aposentadoria;

- Benefício Assistencial à pessoa portadora de deficiência e ao idoso;

- Doenças listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS 2.998/2001 (do participante ou dependente);

- Idade igual ou superior a 70 anos;

- Invalidez (do participante ou dependente) / Reforma militar;

- Morte do participante;

- Neoplasia maligna - câncer (do participante ou dependente);

- SIDA/AIDS (do participante ou dependente);

- Transferência de militar para a reserva remunerada.


Por  
Liliana Rodrigues Delfino

Advogada, atuante nas área cíveis, família, previdenciário e consumidor, desde 2009.

Festas ‘open bar’ podem ser proibidas em todo o Estado

Projeto na Assembleia pretende combater cultura do incentivo ao consumo de álcool




Os eventos com bebida liberada, conhecidos como “open bar”, podem ser proibidos no Estado. Um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pretende pôr fim a essa prática com o argumento de que ela incentiva o consumo excessivo de álcool por jovens e aumenta os casos de brigas, assédio e atendimentos médicos. Profissionais da saúde acreditam que a medida pode ser uma importante política para começar a combater a cultura de incentivo ao uso de bebida alcoólica. Já os organizadores de eventos consideram a medida abusiva. Uma audiência pública para discutir o assunto será realizada hoje.

A proposta, do deputado Roberto Andrade (PSB), prevê que a fiscalização ocorra no momento da concessão do alvará. O organizador terá que provar que na venda dos ingressos não será incluído o acesso ilimitado a bebidas.

Segundo o parlamentar, o objetivo é evitar o incentivo ao consumo de álcool mesmo quando as pessoas já estão bêbadas. “O jovem vai à festa com a obrigação de fazer valer o dinheiro investido no ingresso e coloca na cabeça que tem que beber o máximo para aproveitar. A festa, o show, fica em segundo plano, e a atração principal passa ser a bebida”.

Argumentos. Para o coordenador do Centro de Referência em Drogas da UFMG, o médico Frederico Garcia, a medida é um avanço nas ações de desestímulo ao consumo de bebida alcoólica, que, segundo ele, são tímidas diante do incentivo que há na sociedade ao álcool. Ele salienta que, além dos danos ao corpo por causa do consumo da substância tóxica, há estudos que indicam que há uma incidência maior de brigas e outros problemas provocados pelo abuso da bebida.

“Ao que tudo indica, nessas festas há mais brigas, o número de atendimentos nas equipes de saúde aumenta, há mais riscos de prática sexual sem proteção. Tudo provocado pela perda do controle”, afirma.

Já o diretor-presidente da DM Promoções, Emanuel Júnior, diz que a proibição afeta diretamente o direito de escolha de quem quer ter um serviço de conveniência, sem precisar comprar bebida quando for a uma festa.

“O open bar não é obrigatório. Consumo de álcool não é bom, mas é uma prática aceitável pela sociedade, e o enfrentamento aos abusos deve ser feito com campanhas educativas, não com restrição ao mercado de eventos”.

Público pode mudar local de eventos

Caso a proibição das festas open bar entre em vigor, a expectativa dos organizadores de evento é que o público migre para festas particulares.

“O que vai acontecer é que um grupo de amigos vai se reunir e fazer festas privadas com bebida liberada. A proibição vai afetar um setor da economia que gera emprego e não vai resolver o problema do abuso de bebida. Ou a bebida liberada também estará proibida em casamentos e festas realizadas pela Assembleia Legislativa, por exemplo?”, questionou o presidente da DM Promoções, Emanuel Júnior.

Início precoce é uma das preocupações

Uma das preocupações sobre as festas open bar é a ingestão muito rápida de álcool e, muitas vezes, de uma bebida que costuma ser de qualidade pior, o que pode provocar hipoglicemia, coma e até a morte.

O coordenador do Centro de Referência em Drogas da UFMG, Frederico Garcia, explica que, quando se bebe muito rápido, não dá tempo de o corpo eliminar o álcool, e ele começa a causar danos a fígado, coração e cérebro. Ele alerta ainda para a qualidade do produto ofertado nesses eventos. “Quanto menor a pureza do álcool, maior será a quantidade de aldeído absorvida pelo corpo. Essa é a substância em que o álcool se transforma após a ingestão e que é tóxica ao corpo humano”, explicou.

Garcia ainda destaca que essas festas têm um caráter incentivador do álcool cada vez mais cedo. “Uma pesquisa apontou que pessoas que hoje têm 60 anos começaram a beber com 17, no caso dos homens, e 21 no das mulheres. Hoje, os dois começam a beber aos 15 anos”.

Fonte: Jornal O Tempo

Vereadores podem receber salário mínimo em Borda da Mata, MG

Moradores criaram grupo e protocolaram projeto na Câmara Municipal.
Ideia é que parlamentares e vice-prefeito recebam R$ 880,00 pelos cargos.






Um grupo de moradores de Borda da Mata (MG) entrou com um projeto na Câmara Municipal de Vereadores pedindo a redução do salário dos vereadores e do vice-prefeito. Pelo projeto, os políticos passariam a receber um salário mínimo - hoje em R$ 880 – a partir da próxima legislatura.

O grupo de moradores foi batizado como “salário justo na política” e quer baixar os vencimentos dos vereadores e do vice-prefeito. O projeto, de iniciativa popular, foi protocolado neste mês de abril na Câmara e conta com 897 assinaturas. O município tem cerca de 17 mil habitantes.

“Não é justo uma cidade como Borda da Mata os vereadores ganharam R$ 3,4 mil e uma diária de R$ 600”, disse a integrante do grupo Marcela Mary dos Santos Monteiro.

A ideia, segundo os integrantes do grupo, partiu de outras cidades da região, onde os moradores pressionaram e conseguiram ser ouvidos. Em Perdões (MG) a redução chegou a quase 60%. O salário passou de R$ 6,3 mil para R$ 3,7 mil. Em Monte Sião (MG) a queda foi de 30% e o salário que era de R$ 3,9 mil foi para R$ 2.780. Em Boa Esperança (MG), passou de R$ 5,6 mil para R$ 5 mil.

“A partir do momento que vimos a movimentação nas redes sociais, que estavam baixando os salários nas outras cidades, começamos a colher assinaturas para fazer isso aqui”, disse outra integrante do grupo, Rita de Cássia Pádua.

A redução dos salários dos vereadores já tinha sido votada e aprovada em março deste ano, passando de R$ 3,4 mil para R$ 3 mil, mas esta medida pode não reduzir os gastos, já que em junho os parlamentares aprovaram também um aumento do número de vereadores, passando de 9 para 11.

Os moradores, como o lavrador Sebastião Gonzaga da Costa aprovam a ideia. “Para o tamanho de Borda da Mata, um salário menor seria o ideal”, disse.

Já entre os vereadores, a medida divide opiniões. Para Benedito Pereira (PP), apenas um salário mínimo seria pouco para a função. “Aqui não temos gabinete, nem carro, quando vamos fazer algo, temos que usar carro pessoal, então, essa redução para R$ 880, seria muito pouco”, disse.

Questionado, o assessor jurídico da Câmara de Vereadores fala sobre o trâmite do projeto. “Quando ele for analisado pela Comissão de Justiça, os autores populares terão a oportunidade de fazer defesa e em seguida vereadores no plenário vão decidir se aprovam ou não”, explicou.

O grupo também quer a redução das diárias de viagem e dos salários na prefeitura. Com a proposta, o vice-prefeito também ganharia um salário mínimo, já o salário do prefeito não seria modificado.

Pra reduzir, teria que mexer na lei orgânica, já que o salario do servidor não pode ser igual ou maior ao salário do prefeito e aqui em Borda da Mata temos salários de médicos que ganham quase equivalente ao prefeito, então seria impossível”, completou Rita.

Caso seja aprovado, o reajuste entraria em vigor apenas em 2017, na próxima legislatura.

Fonte: G1 sul de Minas/EPTV

Sul de Minas tem 60% das mortes registradas por H1N1 no Estado

Segundo dados da Saúde, sete mortes foram confirmadas na região.
Campo Belo é o município em que o maior número foi registrado.



Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde mostram que 60% dos pacientes que morreram este ano por causa do vírus da gripe H1N1 são do Sul de Minas. Até agora, 12 pessoas morreram em Minas Gerais por conta do vírus, sendo que sete são de cidades do Sul de Minas.

Campo Belo (MG) é o município com mais casos. Até o momento, foram três mortes confirmadas pela Secretaria Estadual, mas conforme a Secretaria Municipal, ainda há um outro caso que ainda não foi reconhecido. O número de casos confirmados na cidade é igual ao de Frutal (MG), que também já registrou três mortes pelo vírus.

Conforme o boletim epidemiológico dos casos de gripe em Minas Gerais, até agora foram notificados 781 casos de síndrome respiratória aguda grave. Desdes, 53 foram confirmados como sendo por H1N1.

Além de Campo Belo, também foram confirmadas mortes no Sul de Minas pelo vírus em Lavras (MG), Extrema (MG), Andradas(MG) e Monte Santo de Minas (MG).

Cidades sem vacina
Municípios da região que anteciparam a vacinação contra o vírus H1N1 já estão com os estoques esgotados. É o caso de cidades como Andradas, Nepomuceno, Varginha,Alfenas, Passos, Lavras, Guaxupé e Campo Belo. Em Pouso Alegre, até o início da tarde desta terça-feira (26), ainda restavam algumas doses, conforme a assessoria de imprensa da prefeitura.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o Ministério da Saúde já enviou cerca de cinco milhões de doses a Minas Gerais. A previsão é de que elas cheguem até a próxima sexta-feira. Campo Belo irá receber três mil doses a mais. No próximo sábado (30) acontece o Dia D da campanha oficial de imunização contra a gripe.